Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for the ‘Olho Clínico (Liga Orangina)’ Category

Ghilas com a camisola do Moreirense

Um jogador que começou a época em algum anonimato mas que, devagarinho, vai conquistando o seu espaço no ataque do Moreirense é o avançado-centro Nabil Ghilas.

Nascido a 20 de Abril de 1990 em Marselha, França, Nabil Ghilas destacou-se no modesto Carnoux, clube gaulês do qual saltou para o Moreirense, tendo depois sido emprestado ao Vizela no início da temporada transacta.

No Vizela, em plena II Divisão B, o atacante de origem magrebina marcou seis golos em vinte e seis jogos, destacando-se pela mobilidade, velocidade e boa técnica e garantindo o regresso ao Moreirense no final da temporada.

Chegou à ribalta com golo ao Sporting

Em Moreira de Cónegos desde o início de 2011/12, Nabil Ghilas não começou a temporada como titular, mas foi garantindo mais oportunidades a meio da época, tendo saltado definitivamente para o estrelato quando marcou um golo ao Sporting num encontro da Taça da Liga.

Desde que marcou esse célebre tento, o avançado tem começado a assumir a titularidade absoluta no ataque do Moreirense, assumindo-se como um jogador muito promissor e que, por certo, terá condições para outros voos no contexto futebolístico português.

Rápido, com boa técnica e bom finalizador, será um jogador ideal para ser usado como avançado de suporte num esquema 4x4x2, actuando ao lado de outro jogador rápido num sistema mais virado para o contra-ataque ou ao lado de um mais fixo quando a equipa preferir actuar em ataque continuado.

Read Full Post »

Licá tem brilhado no Estoril

Uma das razões para que o Estoril lidere isoladíssimo o campeonato da segunda liga em Portugal é um avançado português que tem marcado golos à catadupa, assumindo-se claramente como homem para outros voos: Licá.

Nascido a 8 de Setembro de 1988 em Castro D’Aire, Luís Carlos Pereira Carneiro “Licá” iniciou a sua carreira no Social Lamas, tendo passado pela Académica, Tourizense e Trofense, antes de se transferir, no último defeso de Verão, para o Estoril.

Até chegar aos canarinhos, o avançado português tinha como melhor registo de golos, seis tentos pelo Tourizense em 2007/08, todavia, esta época, tem destruído todos os recordes, somando catorze golos em todas as competições oficiais disputadas pela equipa que lidera a Liga Orangina.

Avançado rápido e letal

Licá é um ponta de lança de 1,80 metros e 71 quilos que faz da mobilidade, velocidade e frieza na hora de atirar à baliza os seus maiores predicados.

Capaz de deambular por todas as zonas ofensivas, o avançado-centro é evoluído tecnicamente, desenvencilhando-se facilmente dos adversários com dribles bastante efectivos. Depois, na hora do remate, é frio e certeiro e raramente desperdiça a oportunidade.

Pelas suas características, também pode actuar descaído para a direita como falso extremo-direito, fazendo, dessa forma, constantes diagonais para o centro para aplicar o seu certeiro pontapé.

Em suma, trata-se de um enorme talento que, por certo, jogará no principal escalão português na próxima temporada desportiva, restando saber se o fará ao serviço do Estoril ou de outro clube com outras aspirações.

Read Full Post »

Léo Kanu tem feito boa época no Belenenses

No Belenenses da Liga Orangina, actua um defesa-central brasileiro de grande talento e que está emprestado aos azuis pelo Sport Lisboa e Benfica: Léo Kanu.

Nascido a 14 de Janeiro de 1988, Leonardo Medeiros da Silva “Léo Kanu” iniciou a sua carreira no Esporte Clube Cruzeiro, clube gaúcho da quarta divisão brasileira onde permaneceu entre 2008 e 2011, com curta passagem pelo modesto Taubaté em 2009.

No defeso de 2011/12, Léo Kanu foi descoberto pelos olheiros do Benfica que, encantados com as suas qualidades, avançaram para a sua contratação. Percebendo que o jogador, apesar de talentoso, estava pouco adaptado às exigências dos campeonatos mais competitivos, os responsáveis encarnados acharam por bem emprestá-lo ao Belenenses, para que este se pudesse ir adaptando ao futebol europeu pela porta de uma liga menos exigente. Na verdade, o defesa-central brasileiro tem aproveitado bem esta cedência, impondo-se no coração do último reduto azul e somando já 20 jogos (4 golos) pelo clube da cruz de Cristo.

Defesa-central alto, forte e com boa técnica

Léo Kanu é um possante defesa-central de 1,96 metros e 88 quilos, sendo praticamente intransponível no jogo aéreo, mas também muito competente quando tem de defender junto à relva, pois não é um defesa lento e sabe se posicionar muito bem no terreno de jogo.

Forte no desarme e inteligente na antecipação, o brasileiro também brilha no processo ofensivo, pois sabe subir muito bem com a bola controlada e é fortíssimo em lances de bola parada, mostrando-se um exímio cabeceador.

Neste momento, com 24 anos, talvez mereça a integração no plantel encarnado da temporada 2012/13, sendo certo que, com o trabalho rigoroso de Jorge Jesus, o defesa-central se pode tornar um elemento muito útil para o Sport Lisboa e Benfica.

Read Full Post »

A melhor época de Igor Pita foi em Aveiro

No Belenenses da Liga Orangina actua um defesa-esquerdo com capacidade para evoluir no Mundo do futebol caso lhe dêem oportunidades: Igor Pita.

Nascido a 31 de Maio de 1989 na Camacha, Madeira, Carlos Igor Silveira Pita é um produto das camadas jovens do Nacional da Madeira, tendo se estreado profissionalmente em 2007/08, quando efectuou dois jogos oficiais pelo Nacional.

Na temporada seguinte, o lateral-esquerdo foi utilizado em dez partidas, mas acabou por abandonar a equipa madeirense no final da época, transferindo-se para o Beira-Mar. Na equipa aveirense, fez uma espectacular época de 2009/10, efectuando 33 jogos e sendo quase sempre titular na equipa que haveria de garantir a subida ao principal escalão do futebol português nessa temporada.

Não teve sucesso nem em Chipre nem no Marítimo

2010/11 foi uma temporada que começou em Chipre para Igor Pita, pois o lateral-esquerdo transferiu-se para o Doxa Katokopia. No clube cipriota, o defesa madeirense não se impôs e, a meio da época, voltou a mudar de ares, transferindo-se para o Marítimo.

No regresso à Madeira também não foi feliz, sendo apenas utilizado na equipa B do Marítimo, sendo natural que no final da época tenha abandonado a equipa insular e se transferido por empréstimo para o continente e para o Belenenses.

Na equipa lisboeta, o lateral-esquerdo não tem sido titular indiscutível (tem dez jogos realizados), mas sempre que foi utilizado demonstrou grande competência, destacando-se a exibição sóbria e segura que fez em Alvalade em jogo da Taça de Portugal.

Lateral-esquerdo sério e competente

Igor Pita é um lateral-esquerdo de 1,84 metros que se destaca pelo bom pulmão, velocidade e segurança e competência no processo defensivo da equipa que defende.

Ofensivamente, é um jogador que sabe subir no flanco sendo incisivo e inteligente na forma como o faz, pois nunca coloca em causa a segurança defensiva quando sobe no terreno.

Neste momento, com 22 anos, trata-se de um jovem jogaodr português com condições para evoluir no futebol português, até porque actua numa posição onde, normalmente, existe muita escassez de valores nacionais.

Read Full Post »

Quinaz é um talento avense

Um dos segredos da boa campanha do Desportivo das Aves na Liga Orangina é um ala-esquerdo de excelente técnica individual, mas que só aos 26 anos parece estar a explodir no contexto futebolístico português: Quinaz.

Nascido a 18 de Junho de 1985 em Lisboa, Gonçalo Fílipe Carvalho Quinaz Pereira iniciou a sua carreira no Odivelas, clube que representou durante todas as camadas jovens e nos primeiros anos de sénior.

Em 2006/07, mudou-se para o Pêro Pinheiro, onde actuou no campeonato distrital de Lisboa, tendo na temporada seguinte subido um degrau na sua evolução, transferindo-se para o Atl. Cacém, onde disputou a terceira divisão nacional.

Excelente época no regresso a Odivelas

No Verão de 2008, Quinaz regressou ao Odivelas, o que significou nova ascensão no seu percurso, pois a equipa onde fez todo o seu percurso juvenil disputava a segunda divisão nacional. No Odivelas, arrancou para uma excelente época, marcando oito golos em trinta e três jogos e assumindo-se como uma peça fundamental da equipa.

O sucesso no Odivelas valeu-lhe uma transferência para o Pinhalnovense, onde, entre 2009 e 2011, cotou-se como um dos principais elementos do clube da margem sul, marcando um total de 17 golos em 54 jogos e garantindo a entrada do no futebol profissional no último defeso de Verão, graças a uma transferência para o Desportivo das Aves.

Na sua primeira experiência nortenha e, também, nos campeonatos profissionais, o extremo não tem acusado a pressão, tornando-se numa das figuras da equipa que se encontra em terceiro lugar na Liga Orangina, somando cinco golos em dezasseis jogos e pincelando cada actuação com pormenores de classe.

Extremo-esquerdo talentoso que também pode jogar a “dez”

Quinaz é preferencialmente um extremo-esquerdo de grande qualidade individual, que faz da velocidade, técnica e imprevisibilidade os seus mais importantes predicados.

Sem medo de enfrentar o jogo e o adversário, Quinaz é daqueles jogadores que tem a capacidade de empolgar a bancada e a própria equipa, sendo daqueles jogadores que acrescentam sempre um toque de classe ao jogo.

Forte no um contra um e com um pé esquerdo de superior talento, o jogador do Aves também pode actuar na posição “dez”, ainda que seja claramente encostado ao flanco canhoto do ataque que mais renda e potencie as suas qualidades.

Neste momento, com 26 anos, o jogador que muitos dizem lembrar a espaços Di María, está na maturação ideal para um novo salto. Veremos se algum clube primodivisionário lhe garante essa oportunidade.

Read Full Post »

Florent é uma revelação leixonense

Um dos mais interessantes novos jogadores da nossa liga secundária é claramente um defesa-esquerdo gaulês que tem brilhado nos relvados de Matosinhos ao serviço do Leixões: Florent Hanin.

Nascido a 2 de Abril de 1990, Florent Olivier Sylvain Hanin iniciou a sua carreira ao serviço do Le Havre, actuando na equipa secundária dos franceses entre 2008 e 2011 e efectuando 65 jogos (1 golo).

Neste defeso, trocou França por Portugal e o Le Havre pelo Leixões, tendo rapidamente se assumido como peça importante da equipa de Matosinhos. De facto, o gaulês soma 13 jogos oficiais e tem cumprido muito bem com o seu trabalho.

Lateral-esquerdo completo

Florent Hanin é um lateral-esquerdo que alia segurança a defender com inteligência e qualidade na forma como sobe no flanco, assumindo-se como um dos bons valores do Leixões.

Sem ser muito forte fisicamente (177 cm e 65kg), é um jogador que defende muito bem o seu flanco, sendo inteligente no desarme e rápido na recuperação, apoiando depois bem o ataque, com base na velocidade e na boa capacidade de passe.

Neste momento, com 21 anos, trata-se de um jogador para seguirem com atenção, pois poderá dar o salto para um clube com outras dimensões num futuro próximo.

Read Full Post »

L. Pimenta é um produto das escolas do Benfica

No Atlético actua uma jovem promessa lusitana criada nas escolas do Sport Lisboa e Benfica e que, por certo, almejará regressar um dia ao ninho da águia: Leandro Pimenta.

Nascido a 9 de Julho de 1990 em Albufeira, Leandro António Coelho Pimenta é um produto das escolas do Sport Lisboa e Benfica, tendo brilhado nas camadas jovens encarnadas como médio polivalente que tanto podia jogar numa posição mais defensiva, como a interior-esquerdo ou, inclusivamente, médio ofensivo.

Numa espiral de empréstimos

Em 2009/10, na transição para futebolista sénior, Leandro Pimenta foi emprestado ao Beira-Mar, então na Liga de Honra. No clube aveirense, porém, o médio português não se conseguiu impor, terminando a temporada com apenas 533 minutos realizados em todas as competições oficiais.

Na temporada seguinte, Leandro Pimenta foi emprestado ao Fátima, mas voltou a não ser feliz, não se assumindo como titular no clube que acabou por descer à II divisão nacional no final da época.

Na actual época, foi a vez do jovem português ser emprestado ao Atlético e, aí, finalmente Leandro Pimenta se assumiu como titular absoluto, somando 11 jogos como titular pelo clube da Tapadinha e sendo, claramente, uma das peças fundamentais de uma equipa que se assume como uma surpreendente candidata à subida ao primeiro escalão.

Médio polivalente que também pode jogar como lateral

Leandro Pimenta é preferencialmente um médio-centro, que tanto pode jogar numa posição mais defensiva como em sectores mais ofensivos do relvado, demonstrando ter boa técnica individual, interessante visão de jogo e um posicionamento no terreno de jogo de grande qualidade.

Para além disso, a sua polivalência também lhe permite actuar como interior-esquerdo e, inclusivamente, a lateral-esquerdo, assumindo-se sempre como um jogador muito seguro, generoso e que sabe cumprir com aquilo que o treinador lhe pede.

Neste momento, com 21 anos, e a viver a primeira temporada sénior como titular absoluto, Leandro Pimenta aproxima-se finalmente do grande sonho de, um dia, poder vestir a camisola principal do Sport Lisboa e Benfica.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »