Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘BVSC Budapeste’

Quando pensamos no futebol do Liechtenstein, lembramo-nos de uma selecção que outrora foi fraquíssima, mas que já começa a dar algum ar da sua graça no futebol internacional (quem não se lembra do 2-2 diante da selecção portuguesa) e, acima de tudo, do clube mais representativo do minísculo país dos Alpes, o FC Vaduz. Todavia, o futebol do principado não se esgota na selecção nacional e na equipa que já actuou no primeiro escalão do futebol suíço, sendo que hoje vamos falar do FC Balzers, onze vezes vencedor da Taça do Liechtenstein e, neste momento, a disputar o terceiro escalão do futebol helvético.

Onze títulos em quase oitenta anos de história

O FC Balzers foi fundado em 1932 e sempre actuou nos escalões secundários do futebol suíço, pois o Liechtenstein jamais teve um campeonato nacional.

Desde a sua fundação, os momentos de glória do clube do principado resumem-se às vitórias na Taça do Liechtenstein, sendo que o clube já venceu esse título por onze vezes (1964, 1973, 1979, 1981, 1982, 1983, 1984, 1989, 1991, 1993 e 1997). Para além dos onze triunfos, o clube também já foi finalista vencido da prova mais importante do Liechtenstein por treze ocasiões.

Neste momento a disputar a 1. Liga (terceiro escalão do futebol suíço), o FC Balzers é o segundo clube mais importante do Liechtenstein, sendo que apenas o FC Vaduz, se encontra a sua frente, pois soma 40 taças do Liechtenstein e disputa a Challenge League, ou seja, o segundo escalão do futebol helvético.

Duas participações nas competições europeias

A conquista das taças nacionais de 1993 e 1997 garantiu ao FC Balzers duas históricas participações nas competições europeias, sendo que se trata apenas de um dos únicos três clubes do Liechtenstein a disputarem uma prova europeia para além do FC Vaduz (17 vezes) e FC Schaan (1 vez).

Na primeira participação, 1993/94, o clube fez logo história, pois foi a primeira equipa do Liechtenstein a superar uma eliminatória europeia, ultrapassando o Albpetrol Patos da Albânia (3-1 e 0-0) na fase de qualificação da Taça das Taças. Infelizmente para o clube do principado, a eliminatória seguinte foi bem menos agradável, com o FC Balzers a ser esmagado pelos búlgaros do CSKA Sófia (0-8 e 1-3).

Em 1997/98, o clube do Liechtenstein haveria de regressar à Taça das Taças, contudo, desta feita, nem sequer passou da fase de qualificação, vergado a uma dupla derrota (1-3 e 0-2), diante do BVSC Budapeste húngaro.

Mario Frick com a camisola do Liechtenstein

O clube que revelou Mario Frick

A maior estrela do futebol do principado é claramente o agora veterano ponta de lança Mario Frick, jogador que representou clubes como o Verona, Basileia, FC Zurique, Grasshoppers ou Siena, além de já somar 104 internacionalizações e 16 golos pela selecção do Liechtenstein.

O que poucos sabem é que o atacante iniciou a carreira em 1990, precisamente no FC Balzers, onde somou 49 golos e chamou a atenção do St. Gallen, que o contratou e permitiu-lhe iniciar uma interessante carreira internacional que o fez percorrer vários clubes estrangeiros e tornar-se o primeiro jogador do Liechtenstein a actuar em Itália.

Curiosamente, em 2011, após dezassete anos a jogar fora do seu país, Mario Frick regressou ao ponto de partida, ou seja, ao FC Balzers, onde, mesmo aos 37 anos, tenta ajudar o clube onde iniciou a sua carreira a, quem sabe, subir mais um degrau na sua ascensão futebolística.

Read Full Post »