Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Grémio’

Naldo actuou no Getafe em 2014/15

Naldo actuou no Getafe em 2014/15

Parece iminente a contratação de um defesa-central pelo Sporting, mais concretamente o brasileiro Edinaldo Gomes Pereira “Naldo”, futebolista que se encontrava vinculado aos italianos da Udinese, mas que esteve emprestado na última temporada aos espanhóis do Getafe.

Nascido a 28 de Agosto de 1988 em Santo André, Brasil, Naldo cresceu no modesto Cascavel, tendo representando posteriormente o Linense, Oeste e União de São João, clube onde, em 2010, somou 21 jogos (dois golos) no principal campeonato paulista.

Explodiu no Ponte Preta

Sempre por empréstimo do União de São João, Naldo haveria posteriormente de conhecer uma interessante carreira no futebol brasileiro, tendo somado 34 jogos e dois golos pelo Ponte Preta (2010); 22 jogos pelo Cruzeiro (2011); e 34 jogos e quatro golos pelo Grémio (2012).

Graças a esse bom impacto no espectro futebolístico canarinho, o defesa-central haveria de saltar para o futebol europeu em Janeiro de 2013, vinculando-se ao Granada, ainda que tenha sido imediatamente emprestado ao Bolonha, onde somou cinco jogos até ao Verão.

Percurso passou por Udinese e Getafe

Na temporada 2013/14, Naldo haveria de mudar novamente de ares, tornando-se jogador da Udinese, clube onde somou 17 jogos, em números que se justificam pelo facto do brasileiro ter sido a terceira opção para o eixo defensivo do emblema italiano.

Perante esse estatuto de menor importância, acabou por não surpreender que Naldo tenha mudado novamente de ares em 2014/15, época onde foi emprestado ao Getafe. Aí, no clube espanhol, o brasileiro conseguiu assumir-se como um esteio da defesa, somando um total de 32 jogos oficiais.

Será útil ao leão

É inegável que Naldo não está no mesmo patamar qualitativo de outros defesas-centrais apontados ao Sporting como Dedé, Douglas ou Rhodolfo, mas é igualmente verdade que este jovem de 26 anos apresenta qualidades que poderão vir a ser úteis aos leões.

Afinal, com 1,88 metros, trata-se de um futebolista muito forte no jogo aéreo, sendo que essa dimensão não o prejudica em termos de velocidade, uma vez que Naldo é um jogador relativamente rápido, isto tanto em corrida propriamente dita como em execução.

Agressivo no bom sentido

De realçar, igualmente, que Naldo é forte nos capítulos da antecipação e do desarme, conseguindo ser agressivo nos duelos individuais, isto sem nunca ser excessivamente violento, algo facilmente compreendido quando percebemos que poucos cartões viu ao longo da carreira.

Quanto a aspectos a limar, o brasileiro terá de corrigir alguns erros posicionais que por vezes ainda apresenta, assim como tornar-se um pouco mais efectivo na construção ofensiva, algo onde terá de progredir para se adaptar na perfeição a uma equipa com as ambições do Sporting.

Read Full Post »

Rhodolfo é uma figura do Grémio

Rhodolfo é uma figura do Grémio

Continua o corropio de defesas-centrais apontados ao Sporting neste defeso, sendo que o perfil é quase sempre o mesmo: futebolistas altos, fortes fisicamente e experientes, sendo curiosamente quase todos eles oriundos do Brasil.

Um dos mais recentes exemplos é o de Luiz Rhodolfo Dini Gaioto, futebolista nascido a 11 de Agosto de 1986 em Bandeirantes, Brasil, e que passou pelas camadas jovens do União Bandeirante e do Atlético Paranaense, isto antes de se estrear profissionalmente por esse último clube, em 2006.

No Atlético Paranaense, haveria de somar um total de 97 jogos (dois golos) até 2010, tendo conquistado um Campeonato Paranaense em 2009 e merecendo inclusivamente uma transferência para o bem mais emblemático São Paulo, em 2011.

Sucesso no São Paulo e Grémio

Inegável é que o imponente defesa-central não sentiu o salto para o “tricolor paulista”, emblema pelo qual somou 137 jogos e 11 golos até ao Verão de 2013, tendo conquistado uma Taça Sul-Americana (2012).

De há dois anos para cá, contudo, Rhodolfo vem evoluindo no Grémio de Porto Alegre, clube pelo qual se transferiu em primeiro lugar por empréstimo, mas, desde 2014, a título definitivo, tendo custado quatro milhões de euros ao histórico emblema gaúcho.

Aí, além de ter o estatuto de vice-capitão, o defesa-central é igualmente um dos esteios do onze, somando, até ao momento, um total de 105 jogos oficiais e três golos.

Um guerreiro e um líder

A acreditar nos rumores que vêm saindo na comunicação social, Jorge Jesus pretende reforçar o eixo defensivo da equipa do Sporting com um defesa-central alto e imponente, que possa oferecer experiência e capacidade de liderança, assumindo-se imediatamente como uma mais-valia.

Ora, Rhodolfo, apesar da ausência de traquejo no futebol europeu, poderia ser exactamente esse elemento, uma vez que há muito que vai actuando em grandes clubes do sempre competitivo futebol canarinho, apresentando depois uma envergadura física de respeito, bem patente nos 1,93 metros e 84 quilos que são o seu cartão de visita.

Pelo ar, aliás, o brasileiro de 28 anos é absolutamente intransponível, sendo muito eficaz a resolver os problemas defensivos e ainda perigoso quando sobe à área adversária, seja em lances de bola parada ou em fases de chuveirinho mais “desesperado”.

Não sendo propriamente rápido nem um prodígio técnico, Rhodolfo compensa esse factor com um posicionamento inteligente, sendo muito agressivo (no bom sentido) e eficaz no momento do desarme e especialmente assertivo na antecipação. Quanto aos lances de um contra um, é natural que tenha mais dificuldades perante atacantes especialmente rápidos, e mesmo que a sua inteligência táctica minimize esse aspecto, é aconselhável que jogue sempre ao lado de um defesa-central com maior velocidade e mobilidade.

Read Full Post »

Edcarlos com a camisola do Sport Recife

Foram tempos muito complicados para o Benfica. Alturas em que mesmo o segundo lugar era um sonho distante para os encarnados no campeonato nacional, sendo um bom exemplo esta época de 2007/08, temporada em que os encarnados terminaram a Liga Portuguesa em quarto lugar, atrás de FC Porto, Sporting e… V. Guimarães. Nessa fase, muitos jogadores de qualidade duvidosa representaram as águias, sendo um excelente exemplo o defesa-central brasileiro Edcarlos, atleta que teve uma passagem curta e pouco proveitosa ao serviço do Sport Lisboa e Benfica.

Chegou ao Benfica oriundo do São Paulo

Edcarlos Conceição Santos nasceu a 10 de Maio de 1985 em Salvador, Brasil, e iniciou a sua carreira no São Paulo, clube onde permaneceu até 2007, efectuando 67 jogos (2 golos).

No defeso de Verão de 2007/08, transferiu-se para o Benfica, clube que esperava que Edcarlos se assumisse como um reforço de peso para o centro da defesa encarnada.

Todavia, apesar da boa utilização (actuou em 27 jogos oficiais), o brasileiro nunca convenceu verdadeiramente o “terceiro anel”, acabando por não continuar no Benfica na temporada seguinte, mudando-se por empréstimo para o Fluminense.

Fluminense, Cruz Azul, Cruzeiro e Grémio foram passagens do defesa-central

De regresso ao Brasil, o internacional sub-20 canarinho foi utilizado com regularidade no Fluminense (46 jogos), mas, se começou bem no início do empréstimo, acabou por ter actuações desastrosas em 2009, que fizeram com que não continuasse no Rio de Janeiro e se transferisse, de forma definitiva, para o México e para o Cruz Azul.

No México, todavia, não se fez velho, acabando por ser emprestado a clubes como o Cruzeiro, Grémio e, desde Fevereiro deste ano, ao Sport Recife, clube que representa de momento e onde tem feito boas actuações.

Read Full Post »

Marlon de Jesus a jogar pelo Equador

No campeonato equatoriano actua um ponta de lança que é um autêntico rato de área e que tem um brilhante futuro à sua frente: Marlon de Jesús.

Nascido a 9 de Abril de 1991 em Ibarra Imbabura, iniciou a sua carreira nas camadas jovens do El Nacional e estreou-se, a nível sénior, por esse mesmo clube, em 2007, ainda que nesse ano e no seguinte, pouco tenha jogado.

Ainda assim, no início de 2009, o seu enorme talento chamou à atenção do River Plate, sendo que ele foi prestar provas a esse clube argentino e, posteriormente, aos brasileiros do Grémio, sem que tenha assinado por nenhuma dessas equipas. Naturalmente, regressou ao El Nacional em Junho de 2009, mantendo-se nesse clube equatoriano até este momento.

Habitual opção do El Nacional desde esta época (já fez 10 golos em 16 jogos), prova, partida após partida, que é um avançado rápido, bom no capítulo do domínio do esférico, segura muito bem a bola e, acima de tudo, tem o faro de golo dos melhores pontas de lança.

Com apenas 19 anos, já é internacional pelo Equador e dificilmente se manterá muito mais tempo no El Nacional. Descubra-o num jogo do El Nacional ou, quiçá, numa partida da selecção equatoriana e confirme a minha tese.

Read Full Post »

Escalona no Benfica

Fez parte daquela que foi, provavelmente, a pior equipa do Benfica de sempre e que conseguiu terminar a época de 2000/01 num aberrante sexto lugar: Alejandro Escalona.

O defesa esquerdo vinha das escolas do conceituado Colo Colo e até tinha estado no Torino. Assim sendo, chegou à Luz como uma grande promessa do futebol chileno. No entanto, apenas efectuou 11 jogos e mostrou ser simplesmente medíocre, sendo que o Benfica rapidamente dispensou-o no final da época.

Escalona iria depois para o River Plate, mas a sua falta de qualidade fez com que, em 2005, fosse jogar para o Everton do Chile. Esteve ainda no Grémio e no Náutico, mas em ambos os clubes teve exactamente o mesmo sucesso que teve no Benfica, ou seja nenhum.

Neste momento, actua no modesto San Luis Quillota, um clube que luta pela manutenção na primeira divisão chilena.

Read Full Post »