Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Lampard’

Campeã em 1966, em casa, a pátria do futebol tem tido imensas dificuldades para se impor por entre a elite do futebol mundial. Desde o ano que consagrou Eusébio, os ingleses têm somado desilusões atrás de desilusões e, por uma ocasião (EUA 94), ficaram, inclusivamente, fora do campeonato do mundo. Ainda assim, com, provavelmente, um dos melhores leques de atletas de que há memória e treinados por um dos melhores treinadores do mundo (Fábio Capello), a equipa dos três leões será, por certo, um dos principais candidatos ao título do certame sul-africano. Resta saber se atletas como Lampard, Gerrard ou Rooney, provam, no campo, a grandeza da actual selecção inglesa e empurram a equipa de sua majestade para o seu segundo título mundial…

A Qualificação

A classificação da selecção britânica para este campeonato do mundo foi uma demonstração de superioridade sobre todos os seus adversários.

A Inglaterra, integrada num grupo matreiro com as selecções da Ucrânia, Croácia, Bielorússia, Cazaquistão e Andorra, venceu nove jogos e apenas perdeu um (Ucrânia, fora, 0-1), quando já se encontrava classificada para o campeonato do mundo. 

Alguns resultados, como as goleadas diante da Croácia (4-1 e 5-1), provam, sem sombra de dúvida, a enorme qualidade que os ingleses demonstraram nesta fase de apuramento e que os levou a terminar o agrupamento com uma vantagem de seis pontos sobre o segundo classificado, a Ucrânia.

Grupo 6 – Classificação

  1. Inglaterra 27 pts
  2. Ucrânia 21 pts
  3. Croácia 20 pts
  4. Bielorússia 13 pts
  5. Cazaquistão 6 pts
  6. Andorra 0 pts

O que vale a selecção inglesa?

Em termos teóricos a Inglaterra é, claramente, uma das melhores equipas do campeonato do mundo. A selecção britânica tem um excelente leque de individualidades, mas, ao mesmo tempo, sabe jogar em equipa, sendo, que, nesse aspecto, os ingleses têm muito que agradecer ao seu técnico: Fábio Capello.

Se a baliza está entregue a um guarda-redes competente, mas longe de ser excepcional (Green), o quarteto defensivo é composto por quatro jogadores da fina flor do futebol mundial: John Terry e Rio Ferdinand como centrais; Ashley Cole e Glen Johnson como laterais.

Depois, no meio campo, a equipa deve jogar com Barry e Lampard como duplo pivot do meio campo, actuando, depois, Gerrard a ala esquerdo e o rapidíssimo e fantasista Theo Walcott como ala direito. Para além destes atletas, a equipa ainda conta com opções com o valor de Aaron Lennon, Wright-Phillips, Joe Cole ou Carrick.

Por fim, no ataque, a dupla escolhida por Fábio Capello deverá ser o avançado móvel: Rooney e, a actuar como ponta de lança mais fixo, Jermaine Defoe. Ainda assim, a selecção dos três leões tem ainda dois avançados de qualidade no banco: Crouch (que marca sempre muitos golos pela Inglaterra) e Heskey, um atacante poderoso e ideal para adversários frágeis fisicamente.

Depois, os britânicos, sempre que o adversário o permitir, poderão, inclusivamente, tirar Barry da equipa base, colocar Gerrard ao lado de Lampard e lançar, na ala esquerda, Joe Cole ou Wright Phillips, tornando a equipa mais ofensiva.

Integrada num agrupamento muito frágil, com Eslovénia, Argélia e Estados Unidos, é bastante provável que os ingleses terminem o Grupo C em primeiro e com vitórias em todos os jogos realizados.

O Onze Base

O onze base dos ingleses será composto por Robert Green (West Ham) na baliza; Um quarteto defensivo com Ashley Cole (Chelsea), na esquerda, Glen Johnson (Liverpool), na direita, e a dupla de centrais: John Terry (Chelsea) e Rio Ferdinand (Manchester United); Depois, um meio campo com Barry (Manchester City) e Lampard (Chelsea) como duplo-pivot do meio campo, sendo o jogador do Chelsea mais ofensivo e a dupla de alas: Gerrard (Liverpool), à esquerda, funcionando mais como interior e Walcott (Arsenal), à direita, funcionando como extremo no puro sentido da palavra; Por fim, na frente, o atacante móvel que dispensa apresentações: Rooney (Manchester United) e o finalizador: Jermaine Defoe (Tottenham).

Classificação – Previsão “A Outra Visão”

A Inglaterra foi feliz por, na primeira fase, defrontar dois adversários frágeis (Argélia e Eslovénia) e um adversário um pouco mais forte (Estados Unidos), mas que, ainda assim, está bem longe do valor da selecção dos três leões.

Assim sendo, é previsível que a fase de grupos seja um passeio para os ingleses e que estes ganhem todos os jogos, conquistando, tranquilamente, o primeiro lugar do agrupamento.

Calendário – Grupo C (Mundial 2010)

  • 12 de Junho: Inglaterra vs EUA
  • 18 de Junho: Inglaterra vs Argélia
  • 23 de Junho: Inglaterra vs Eslovénia
Anúncios

Read Full Post »

Bastava uma vitória pela margem mínima para que o Chelsea, diante do Wigan, na última jornada da Liga Inglesa, se sagrasse campeão. Contudo, os londrinos não fizeram por menos e venceram os pupilos de Roberto Martinez por oito bolas a zero, conquistando a Premier League em grande estilo. Este resultado, frustrou os desejos do Manchester United, que cumpriu a sua parte (venceu o Stoke City, em casa, por 4-0), mas acabou traído pela magnífica exibição dos “blues”; Em Espanha, por outro lado, Barcelona (venceu em Sevilha por 3-2) e Real Madrid (venceu o Athletic, em casa, por 5-1), continuam separados por um ponto, com vantagem catalã; Situação similar em Itália, onde o líder Inter venceu o Chievo, em casa, por 4-3 e a perseguidora Roma recebeu e venceu o Cagliari por 2-1. “nerazzurri” e “giallorossi” continuam, assim, separados por um ponto, com vantagem para os pupilos de José Mourinho.

Liga Inglesa – Ancelotti campeão na época de estreia

Muitos torceram o nariz perante a chegada de Carlo Ancelotti para treinar o Chelsea, todavia, a verdade é que logo na sua primeira época, o treinador italiano sagrou-se campeão. Diante do Wigan, bastava aos londrinos uma vitória por um a zero, mas os “blues” tinham outros planos e nomeadamente Drogba sentia que o título de melhor marcador estava à sua mercê. Assim sendo, o Chelsea entrou muito forte e rapidamente chegou ao golo por Anelka (6′). Posteriormente, Caldwell foi expulso no Wigan e o castelo de Martinez caiu, facilitando a tarefa dos londrinos que foram ampliando a vantagem com golos de Lampard (32′), Kalou (54′), Anelka (56′), Drogba (63′, 68′ e 80′) e Ashley Cole (90′). Assim sendo, os londrinos conseguiram a felicidade colectiva do título e individual por Didier Drogba ter sido o melhor marcador da Premiership. Este resultado impediu, assim, o tetra do Manchester United, que venceu o Stoke City (4-0), mas terminou em segundo lugar, a um ponto dos “blues”.

Dados finais da Liga Inglesa:

Campeão: Chelsea

Qualificados para a Liga dos Campeões: Chelsea, M. United, Arsenal e Tottenham

Qualificados para a Liga Europa: Manchester City, Aston Villa e Liverpool

Descem à “Championship”: Burnley, Hull City e Portsmouth

 

Liga Espanhola – Barça passa teste de Sevilha e aproxima-se do título

O Barça entrou forte na Andaluzia e, à meia hora, já vencia por 2-0 graças a golos de Messi e Bojan. A postura dominadora manteve-se e, a partir do minuto 56, as coisas tornaram-se ainda mais facilitadas com a expulsão de Konko. Beneficiando dessa superioridade numérica, o Barcelona haveria de ampliar a vantagem com um golo de Pedro (64′) e pensou-se que o jogo estaria irremediavelmente decidido. Contudo, de forma surpreendente, o Sevilha renasceu das cinzas e, mesmo com menos um elemento, fez dois golos (Kanouté (69′) e Luís Fabiano (71′)), colocando os “azulgrana” sob alguma pressão. Ainda assim, os catalães souberam segurar as rédeas do desafio e guardar a preciosa vitória (3-2) até final.

Com esta vitória, o Barça só não será campeão se não vencer o Valladolid, em casa, e o Real Madrid (ganhou ao Athletic nesta jornada por 5-1) vencer, fora, o aflito Málaga.

Liga Italiana –  Internazionale a uma vitória do título

Os pupilos de José Mourinho entraram para a recepção ao Chievo com a esperança de serem campeões já neste desafio. Para isso bastava vencerem a equipa de Verona e esperarem um desaire da Roma, em casa, diante do Cagliari.

Ainda assim, o jogo até começou mal para os “nerazzurri”, que entraram a perder com um autogolo de Motta. Todavia, o Inter soube reagir e transformou o 0-1 em 4-1 com golos de Mantovani (p.b.), Cambiasso, Milito e Balotelli. Passado algum tempo, o Cagliari marcava em Roma e foi o delírio no Giuseppe Meazza, um êxtase que colocou totalmente em segundo plano o golo de Granoche, para o Chievo a reduzir para 2-4. Nessa altura, sonhava-se com o título conquistado, nesse mesmo dia, mas a Roma soube dar a volta ao resultado com um bis de Totti e frustrou o sonho interista, que ainda sofreu o 4-3 (marcou Pelissier), tremeu, mas segurou o triunfo até final.

Assim sendo, à partida para a última jornada, o Inter necessita de vencer em Siena para ser campeão, enquanto a AS Roma necessita de vencer o Chievo (fora) e esperar que os “nerazzurri” não vençam o Siena.

Liga Alemã – Bayern limitou-se a confirmar o título

Com uma diferença de golos realísticamente inultrapassável, restava ao Bayern confirmar o título de forma matemática. Na deslocação a Berlim, para defrontar o relegado Hertha, os bávaros mostraram o seu poder e venceram por 3-1. Curiosamente, até podiam ter perdido pela inimaginável diferença de golos, pois o perseguidor Schalke 04 não foi além de um empate em Mainz (0-0).

Dados finais da Liga Alemã

Campeão: Bayern

Qualificados para a Liga dos Campeões: Bayern, Schalke 04 e Werder Bremen

Qualificados para a Liga Europa: Leverkusen, Dortmund e Estugarda

Joga o Playoff de permanência: Nuremberga

Desceram à 2ª Bundesliga: Bochum e Hertha de Berlim

 

Liga Francesa – Lille mais perto de ser segundo classificado

Com o título decidido e entregue ao Marselha, resta pouca coisa para lutar na Ligue 1. Ainda assim, um objectivo importante é o segundo lugar e consequente apuramento directo para a “Champions” e o Lille, após vencer, em casa, o campeão Marselha, por 3-2, aproximou-se desse objectivo, tendo agora dois pontos de vantagem sobre o terceiro, Auxerre.

Read Full Post »

A uma jornada do final da Premier League, os “blues”, ao vencerem o Liverpool em Anfield Road, aproximaram-se bastante da conquista do campeonato inglês. Bastará, agora, ao Chelsea, vencer o Wigan Athletic, em casa, na última jornada para se sagrar campeão; Por outro lado, em Espanha, o líder Barcelona (venceu em Villarreal por 4-1) e o segundo classificado Real Madrid (venceu o Osasuna, em casa, por 3-2) continuam separados por um ponto; Situação similar no Calcio, pois o líder Inter (venceu em Roma, a Lázio, por 2-0) e a perseguidora AS Roma (venceu em Parma por 2-1) também estão a um miserável ponto de distância.

Liga Inglesa – “Blues” perto de vencerem a Premier League

Num jogo muito intenso entre “reds” e “blues”, o Chelsea beneficiou de um erro de Gerrard, que, a tentar atrasar o esférico a Reina, ofereceu o golo a Drogba. Ora, esse golo apareceu um pouco contra a corrente do jogo, mas teve o condão para catapultar os londrinos para uma exibição segura e, perante um Liverpool em quebra física, Lampard, na segunda parte, fez o 0-2 final que coloca o Chelsea, a uma jornada do fim, a uma vitória de ser campeão.

Ainda assim, falta esse pequeno passo aos “blues” e, caso haja surpresa no Chelsea-Wigan, quem poderá aproveitar é o Manchester United, que continua na luta pelo título após ter vencido fora o Sunderland, graças a um golo de Nani. Foi um jogo que os “red devils” poderiam ter goleado, mas a falta de inspiração de Berbatov impediu resultado mais volumoso.

O Manchester United termina o campeonato, em casa, diante do Stoke City, tendo de ganhar e esperar, pelo menos, um empate do Chelsea para ser campeão.

Liga Espanhola – Barça e Real continuam sem vacilar

Barcelona e Real Madrid continuam a ultrapassar todos os obstáculos com maior ou menor dificuldade, mantendo a La Liga ao rubro. Em Villarreal, o Barça atropelou o seu opositor por 4-1, com golos de Messi (2), Xavi e Bojan, respondendo o Villarreal com um tento de Llorente.  Por outro lado, os madrilenos tiveram mais dificuldades, pois tiveram a perder por duas vezes com o Osasuna. Todavia, conseguiram sempre empatar e, sobre o minuto, 89, Cristiano Ronaldo, que já tinha feito um tento, bisou e deu a vitória ao Real Madrid por 3-2.

Com estes resultados e a três jornadas do fim, Barcelona (90 pts) e Real Madrid (89 pts) prometem muita emoção até ao final da Liga Espanhola.

Liga Italiana – Inter passa teste “laziale” e mantém Roma a um ponto

A Roma havia vencido com relativa tranquilidade, o Parma, fora, por duas bolas a uma e tinha esperança num deslize “nerazzurri na deslocação à capital italiana para defrontar a Lázio. Contudo, o Inter, diante de uma equipa que ainda luta pela manutenção, fez um bom jogo e acabou por vencer de forma fácil a Lázio por duas bolas a zero (golos de Samuel e Motta). Nesse encontro, foi curioso assistirmos aos adeptos “laziale” a torcer pelo Inter, pois, aparentemente, a possível descida é bem menos assustadora que a imagem do seu eterno rival a conquistar o “scudetto”.

Após a jornada 35 e a três jogos do final da Série A, o líder Internazionale e a segunda classificada AS Roma, continuam separados por apenas um ponto.

Liga Alemã – Bayern virtual campeão

O Bayern venceu o Bochum por 3-1 graças a  um hat-trick de Müller e, após o desaire caseiro do Schalke 04 diante do Werder Bremen (0-2), garantiu, a uma jornada do fim, três pontos de vantagem sobre a equipa de Genselkirchen. A equipa bávara só não pode festejar oficialmente o título, pois o critério de desempate é a diferença de golos, todavia, com 17 golos de vantagem sobre o rival, só um desastre de proporções inimagináveis pode tirar o título ao Bayern Munique.

Outras Ligas – Twente sagra-se campeão holandês

O Twente conquistou a Eredivisie pela primeira vez, após vencer, em Breda, o NAC, por 2-0. A equipa acabou assim o campeonato com mais um ponto que o Ajax, que, apesar de ter goleado fora o NEC Nijmegen (4-0), teve de se contentar com o segundo lugar; Por outro lado, em França, o Marselha empatou em Auxerre (0-0) e mantém-se, assim, na liderança, tendo mais cinco pontos que o segundo, curiosamente, o próprio Auxerre. 

Read Full Post »

A quatro jornadas do final da Série A e depois de terem vencido o grande derbi com a Lázio, os romanos dificilmente esperavam que a Sampdória fosse causar qualquer tipo de mossa no Olímpico de Roma. No entanto, dois golos de Pazzini gelaram a Roma e garantiram uma vitória da Samp em pleno Olímpico (2-1). Este resultado, aliado à vitória do Inter, em casa, diante da Atalanta (3-1), significou o regresso à liderança da equipa de Mourinho; Por outro lado, em Espanha, o Barça venceu, em casa, o Xerez (3-1) e manteve o ponto de liderança sobre o Real Madrid, que venceu em Saragoça (2-1); Situação similar aconteceu na Premier League, com o Chelsea a manter, também, um ponto de avanço sobre o Manchester United, após golear o Stoke City por sete bolas a zero.

Liga Italiana – Inter regressa ao topo da Série A

Após ter chegado à liderança da Série A e com o Inter ainda envolvido na Liga dos Campeões, pensou-se que a equipa romana tinha tudo para conquistar o título. Esta jornada a Roma recebia a Sampdória e o jogo até começou da melhor maneira, pois, ainda na primeira parte, Totti colocou a equipa da capital italiana na frente do marcador. Contudo, na segunda metade, a Roma adormeceu e Pazzini, com dois golos, deu a volta ao marcador, garantindo a vitória da Samp por 2-1. Quem aproveitou o deslize dos pupilos de Ranieri foi o Inter que, em casa, venceu a Atalanta por 3-1. Um jogo tranquilo da equipa de Mourinho, que até esteve a perder, mas rapidamente deu a volta ao jogo com golos de Milito, Muntari e Chivu. Neste momento, o Internazionale lidera o campeonato com mais dois pontos que a agora segunda, AS Roma.

Liga Espanhola – Barça mantém vantagem sobre Real Madrid

O Barcelona defrontava, no Nou Camp, o último classificado da La Liga e, como tal, ninguém esperava outro resultado que não a vitória dos catalães. Ainda assim, apesar de ter vencido por 3-1, o Barça encontrou um adversário duro e que complicou a vida aos pupilos de Guardiola por grande parte do desafio. Os catalães entraram bem e rapidamente chegaram ao 2-0 com golos de Jeffren e Henry, mas Bermejo reduziu para o Xerez, intranquilizando um pouco o Barça, que só descansou com o terceiro golo, marcado por Zlatan, aos 56 minutos. Este resultado permitiu ao Barcelona manter a vantagem de um ponto sobre o Real Madrid, que, numa deslocação dura a Saragoça, ganhou por 2-1, graças a um golo de Kaká, bem perto do final do desafio.

Liga Inglesa – Chelsea mantém liderança com goleada

Os blues receberam o Stoke City e não deram quaisquer hipóteses ao seu adversário, goleando-o por sete bolas a zero. Três golos de Kalou, dois de Lampard, um de Malouda e outro de Sturridge foram a materialização de um jogo em que o Chelsea mostrou o porquê de liderar a Premier League. Com este resultado, a equipa londrina mantém o ponto de vantagem sobre o Manchester United, que, numa recepção difícil ao Tottenham, venceu por 3-1 com bis de Giggs e um golo de Nani.

Liga Alemã – Bayern empata e é apanhado pelo Schalke 04

O Bayern deslocou-se a Mochengladbach e encontrou um adversário muito duro e com vontade de travar os bávaros na sua luta pelo título. O Borussia esteve mesmo em vantagem graças a um golo de Reus (60′), mas, treze minutos depois, Klose, garantiu um empate importantíssimo para o Bayern. Graças a esta igualdade, a equipa de Van Gaal, mantém a liderança do campeonato, ainda que, neste momento, tenha os mesmos pontos que o Schalke 04, que, em Berlim, venceu o Hertha por 1-0. Assim sendo, teremos a Bundesliga ao rubro até ao fim.

Liga Francesa – Marselha caminha para o título

A quatro jornadas do final da Ligue 1, o Marselha está cada vez mais perto de conquistar o título. Desta feita, a equipa recebeu o St. Etienne e venceu por uma bola a zero, graças a um golo de Valbuena. Neste momento, a equipa de Lucho apenas tem um adversário nessa corrida pelo trono da Ligue 1. Venceu em Toulouse (3-0), está a cinco pontos e chama-se Auxerre.  

Read Full Post »

O Barcelona não foi além de um nulo no desafio, fora, diante do Espanhol. Este resultado, aliado ao triunfo do Real Madrid, em casa, diante do Valência, por 2-0, diminiu a vantagem catalã, em relação aos madrilenos, para apenas um ponto; Em Itália, a Roma venceu o derbi romano por duas bolas a uma e manteve o ponto de vantagem sobre o Inter (recebeu e venceu a Juventus por 2-0); Na Premier League, o líder Chelsea perdeu na deslocação ao campo do Tottenham (1-2) e o  Manchester United (venceu o derby de Manchester por 1-0) está agora a apenas um ponto.

Liga Espanhola – Barcelona perde margem de erro

Após a vitória diante do Real Madrid, os catalães sabiam que se podiam dar ao luxo de empatarem ou perderem um jogo que seriam campeões na mesma. Contudo, o Barça não esperava esgotar essa margem de erro logo ao primeiro obstáculo, ou seja, no derbi catalão com o Espanhol. Foi um jogo extremamente desinspirado do Barcelona que nunca se conseguiu superiorizar ao seu adversário e acabou com uma unidade menos no relvado. Por outro lado, quem não vacilou foi o Real Madrid que recebeu o Valência e venceu por 2-0, num jogo em que demonstrou ser sempre superior. Higuaín e Ronaldo fizeram os golos que colocam os madrilenos a apenas um golo do Barça e deixam a La Liga ao rubro.

Liga Italiana – Roma mantém liderança e Milan despede-se do título

A Roma até começou mal o derbi romano, pois, aos 15 minutos, Rocchi abriu o activo para a Lazio. O eterno rival da Roma continuou mais forte e Floccari ainda falhou um penálti. Contudo, na segunda parte, os pupilos de Ranieri encheram-se de brio e deram a volta ao marcador com um bis de Vucinic. Com este resultado, a AS Roma manteve a liderança com um ponto de vantagem sobre o Inter (2º), que venceu, com toda a justiça, em casa, a Juventus (2-0) com golos de Maicon e Eto’o. Fora da luta pelo título está o Milan que deslocou-se a Génova, perdeu com a Sampdória (1-2) e está agora a sete pontos da Roma.

Liga Inglesa – Chelsea perde em White Hart Lane e relança Premier League

Os “blues” tinham um difícil teste no campo do Tottenham e acabaram por chumbá-lo. No White Hart Lane, os “spurs” foram sempre superiores e, ainda na primeira parte, chegaram ao 2-0 com golos de Defoe e Bale. Na segunda metade, o Chelsea reagiu mas só fez um golo, mesmo ao cair do pano, por Lampard. Com esta derrota (1-2), os londrinos ficaram com apenas um ponto de vantagem sobre o segundo classificado Manchester United, que venceu o derbi de Manchester diante do City, com um golo no último minuto de Scholes. Por outro lado, o Arsenal perdeu em Wigan (2-3) e despediu-se definitivamente da luta pelo título inglês.

Liga Alemã – Bayern esmaga Hannover e mantém Schalke 04 a dois pontos

O líder do campeonato alemão recebeu o Hannover e não fez por menos, pois ganhou 7-0. Robben (3), Olic (2) e Müller (2) fizeram os golos da goleada bávara. Por outro lado, o Schalke também não vacilou e venceu, em casa, o Borussia de Monchegladbach por três bolas a uma. Com estes resultados, o Bayern mantém a liderança da Bundesliga com mais dois pontos que o segundo classificado Schalke 04.

Outras Ligas – Anderlecht sagrou-se campeão belga

O Anderlecht venceu em Brugge por 2-1 com golos de Van Damme e Suarez e conquistou o campeonato belga com quatro jornadas de avanço; Por outro lado, em França, o Marselha ganhou em Boulogne (2-1) e tem agora cinco pontos de avanço sobre o segundo classificado Auxerre, que venceu o Lorient, em casa, por 4-1; Por fim, na Holanda, o campeonato continua ao rubro, pois, a uma jornada do fim, Twente e Ajax continuam seperados por um ponto. O Twente venceu, em casa, o Feyenoord (2-0) e o Ajax goleou, também em casa, o Heracles por 4-0. Emoção até ao fim na Eredivisie.

Read Full Post »

A AS Roma venceu o Inter no Olímpico de Roma e colocou-se a apenas um ponto da equipa de Mourinho na Liga Italiana. A equipa interista continua, assim, a demonstrar não estar a passar um grande momento de forma; Em Espanha, Real Madrid e Barça continuam colados na liderança. Os madrilenos venceram, em casa, o Atl. Madrid por três bolas a duas, enquanto os catalães venceram, fora, o Maiorca (1-0); Na Premier League, o Manchester United goleou em Bolton (4-0) e continua com um ponto de vantagem sobre o Chelsea que esmagou, em casa, o Aston Villa (7-1).

Liga Italiana – AS Roma vence Inter e coloca Série A ao rubro

O Inter deslocou-se ao Olímpico de Roma com quatro pontos de vantagem sobre os romanos e esperava, pelo menos, manter a diferença. Infelizmente para a equipa de Mourinho o jogo não lhes correu da melhor forma e acabaram derrotados (1-2) num jogo repleto de brindes e em que Lúcio não esteve particularmente bem. De Rossi (16′) abriu o activo para a Roma; Milito (66′) ainda empatou, mas Luca Toni (73′) deu a vitória à equipa da capital. Por outro lado, o Milan podia ficar igualmente a um ponto do Inter caso vencesse a Lázio, em casa. Todavia, a equipa de Leonardo acabou por empatar (1-1) e ficou, assim, em terceiro a três pontos do Internazionale.

Liga Espanhola – Real Madrid e Barça não vacilam

O derbi de Madrid era muito mais importante para o Real que para o Atlético. Ainda assim, esperava-se que os comandados de Quique Flores proporcionassem uma noite difícil à equipa de Cristiano Ronaldo e assim foi. Aos 10 minutos, Reyes colocou mesmo o Atlético em vantagem e pensou-se que pudesse ser a primeira vitória da equipa de Simão sobre o Real em onze anos. Porém, o Real Madrid soube dar a volta e passou de 0-1 para 3-1 com golos de Xabi Alonso, Arbeloa e Higuaín. Fórlan ainda reduziu, mas não conseguiu impedir a derrota do Atl. Madrid (2-3). Por outro lado, em Maiorca, o Barça sofreu, mas Ibrahimovic resolveu, marcando o único golo da vitória do Barça (1-0). Madrilenos e catalães continuam, assim, colados na liderança da La Liga.

Liga Inglesa – Manchester United e Chelsea goleam

As duas equipas da frente da Premier League não deram qualquer hipótese aos seus adversários nos jogos da Jornada 32. O líder Manchester United deslocou-se a Bolton e venceu por quatro bolas a zero, enquanto o Chelsea, inspirado por um poker de Lampard, venceu, em casa, o Aston Villa por sete bolas a uma. Assim sendo, o Manchester United continua a liderar o campeonato com mais um ponto que o Chelsea (2º) e quatro que o Arsenal (3º), que, em Birmingham, não foi além de um empate a uma bola.

Liga Alemã – Estugarda vence em Munique e Schalke 04 é novo líder

O Schalke 04 venceu em Leverkusen (2-0) e beneficiou do desaire caseiro do Bayern diante do Estugarda (1-2) para se colocar na liderança da Bundesliga. O agora líder do campeonato alemão beneficiou do grande momento de forma do internacional alemão Kuranyi que bisou. Assim sendo, o Schalke 04 tem agora mais dois pontos que o Bayern (2º) e cinco que o Leverkusen (3º).

Outras Ligas – Bordéus continua líder da Ligue 1 mesmo sem jogar

Na Ligue 1, Montpellier perdeu (1-4) em Lille e o Auxerre empatou em Monaco (0-0). Assim sendo, o Bordéus, que tem menos dois jogos, continua na liderança com os mesmos pontos de Montpellier e Auxerre; Na Holanda, o Twente ganhou três a zero ao Sparta de Roterdão e continua com mais quatro pontos que o Ajax (venceu o Groningen por 3-0) e cinco que o PSV (venceu em Venlo por 4-2); Na Grécia o PAOK perdeu em Larissa (1-2) e ficou definitivamente afastado do título. O campeonato grego deverá, assim, ser ganho pelo Panathinaikos que venceu, fora, o Atromitos (3-0) e, a duas jornadas do fim, está a um empate do título.

Read Full Post »