Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Liga Polaca’

Rudņevs é o goleador do Lech Poznan

No Lech Poznan do campeonato polaco actua um ponta de lança letão de grande qualidade e que, na minha opinião, tem todas as condições para vingar numa liga mais forte: Artjoms Rudņevs

Nascido a 13 de Janeiro de 1988 em Daugavpils, Letónia, Artjoms Rudņevs iniciou a sua carreira no Daugava do seu país natal. Nesse clube de Daugavpils, o avançado letão jogou profissionalmente entre 2005 e 2008, tendo marcado 21 golos em 75 jogos.

Nessa fase, os ecos do seu talento viajaram até sul e o ZTE do campeonato húngaro decidiu avançar para a sua contratação em Fevereiro de 2009. Depois de uma fase de adaptação no final da temporada 2008/09 (4 jogos, 2 golos), Rudņevs explodiu definitivamente na época seguinte, marcando 16 golos em 25 jogos pela equipa húngara.

Tornou-se o matador do Lech Poznan

O internacional letão ainda iniciou a temporada de 2010/11 no ZTE, todavia, rapidamente se mudou para a Polónia para representar o Lech Poznan, clube que representa até este momento.

No clube polaco, o avançado rapidamente se assumiu como uma das grandes figuras da equipa, tendo marcado 2o golos em 40 jogos na temporada transacta e 23 tentos em 31 partidas em 2011/12.

Desses inúmeros golos, destaca-se os quatro que marcou em dois jogos diante da Juventus na Liga Europa de 2010/11 e que ajudaram o Lech Poznan a afastar a equipa italiana dos 16/final da prova.

Avançado muito talentoso e completo

Apesar de só ter 1,78 metros,  Artjoms Rudņevs é um avançado muito forte no jogo aéreo. De facto, lembrando Liedson, o ponta de lança letão tem uma forte capacidade de impulsão que compensa não ser propriamente um gigante.

Para além disso, o internacional pela Letónia destaca-se pela velocidade, mobilidade e inteligência posicional, sendo daqueles jogadores que parece que está sempre no sítio certo para facturar, mesmo que o golo, depois, não seja dos mais bonitos.

Com uma razoável técnica individual e um bom remate de meia distância, trata-se, portanto, de um atacante completo e que teria todas as condições de vingar numa liga de maior qualidade como, por exemplo, a portuguesa.

Read Full Post »

Zyro é uma promessa polaca

No Légia de Varsóvia que recentemente defrontou o Sporting, despontou um jovem esquerdino polaco de 19 anos que terá um futuro bastante promissor: Michal Zyro.

Nascido a 20 de Setembro de 1992 em Varsóvia, Polónia, Michal Zyro iniciou a sua carreira nas camadas jovens do KS Piaseczno, tendo chegado ao Légia de Varsóvia em 2005.

No gigante da capital polaca, o jovem médio estreou-se na equipa sénior a 20 de Novembro de 2009 num derbi diante do Polónia de Varsóvia, todavia, só começou a actuar regularmente no campeonato polaco na actual temporada de 2011/12. Pelo Légia, Michal Zyro soma 21 partidas e 1 golo marcado, assumindo-se como uma das principais promessas.

Médio possante e excelente nas diagonais

Esquerdino, Michal Zyro é um jogador que actua preferencialmente sobre o flanco esquerdo do meio-campo, ainda que, tal como aconteceu na primeira mão do duelo com o Sporting, também possa surgir sobre o lado oposto.

Possante e com boa capacidade física, trata-se de um jogador que funciona como falso extremo, sendo usual que procure posições mais centrais em diagonais que têm como objectivo criar desequilíbrios em zonas de tiro.

Apesar de ser muito alto (1,89 metros), trata-se de um jogador relativamente rápido e com boa técnica, sendo, assim, um jogador com inúmeras qualidades e com capacidades mais que suficientes para vingar no futebol europeu.

Read Full Post »

Borysiuk é uma esperança polaca

No Légia Varsóvia, clube histórico da capital polaca, actua um médio-centro de grande qualidade e que pode ser um dos grandes jogadores polacos num futuro próximo: Ariel Borysiuk.

Nascido a 29 de Julho de 1991 em Biala Podlaska, Polónia, Ariel Borysiuk iniciou a sua carreira em 2004 nas escolas do TOP 54 Biała Podlaska, clube onde permaneceu até 2007.

A 23 de Fevereiro desse mesmo ano de 2007, o actual internacional polaco estreou-se na primeira divisão polaca ao serviço do Légia de Varsóvia. Nessa altura, Borysiuk tinha apenas 16 anos e 213 dias, tornando-se no segundo jogador mais novo de sempre a envergar a camisola principal do clube polaco.

Desde a data da estreia, Ariel Borysiuk já efectuou 75 jogos (3 golos) com a camisola do Légia e assume-se, neste momento, como um dos jogadores mais importantes do histórico clube polaco.

Um trinco de vistas largas

Apesar de se tratar de um médio de características defensivas, o internacional polaco não se limita a defender e a recuperar bolas (aspectos que, valha a verdade, domina muito bem), pois tem bastante técnica individual e visão de jogo, sendo usual que inicie várias jogadas de ataque.

Rápido e com um pulmão apreciável, é daqueles jogadores que parece estar em todo o lado, sendo um elemento extremamente importante para qualquer meio-campo que se queira dinâmico.

Neste momento, com 20 anos, trata-se de um jogador que os olheiros dos clubes portugueses devem ter debaixo de olho, pois seria um reforço bastante interessante para qualquer grande lusitano.

Read Full Post »

Depois de uma década de 60 em que o Górnik Zabrze conquistou seis campeonatos polacos e três Taças da Polónia, a consagração internacional surgiu com a fantástica campanha do clube de Zabrze na Taça das Taças (69/70), onde eliminou Olympiakos, Glasgow Rangers, Levski Sófia e AS Roma no caminho para a final diante do Manchester City. Nessa final, a equipa britânica foi mais forte e venceu por duas bolas a uma, todavia, o Górnik Zabrze, pelo magnífico percurso que fez nessa prova europeia, garantiu um lugar muito especial na história do futebol.

Esperou apenas nove anos pelo primeiro grande título

O Górnik Zabrze foi fundado em 1948, apenas três anos após a fronteira polaca ter avançado para oeste no culminar da Segunda Guerra Mundial. Apenas sete anos depois, a equipa havia de conseguir a promoção à primeira divisão, vencendo, no jogo de estreia, o Ruch Chorzów por 3-1.

Em 1957, o clube polaco haveria de conquistar o primeiro campeonato polaco, apoiado na classe da sua grande estrela: Ernst Pohl, repetindo a proeza em 1959 e 1961.

Anos de ouro garantiram pentacampeonato e presença em final europeia

Entre 1963 e 1967, o clube polaco conquistou o pentacampeonato, somando, nessa década de sessenta, seis campeonatos polacos e três Taças da Polónia.

No final da década, em 1969/70, o clube haveria de ter a melhor presença numa prova europeia da sua história, superando Olympiakos (2-2 e 5-0), Glasgow Rangers (3-1 e 3-1), Levski Sófia (2-3 e 2-1) e AS Roma (1-1 e 2-2) para chegar à final da Taça das Taças diante dos ingleses do Manchester City.

Nessa final, o City entrou mais forte e rapidamente vencia por 2-0, sendo que o golo de Oślizło, a meio da etapa complementar, apenas atenuou o desaire e não impediu que a taça viajasse até Inglaterra.

Nos dois anos seguintes, o Górnik Zabrze haveria de conquistar a dobradinha, todavia, essas duas épocas de sucesso acabariam por ser o canto do cisne dos anos dourados do clube polaco.

Sucesso só voltou no final dos anos 80

Entre 1973 e 1984, o clube de Zabrze não haveria de conquistar qualquer título, parecendo estar a cair no esquecimento. Todavia, na segunda metade da década de 80, a equipa polaca voltou a encontrar o caminho do sucesso, conquistando o tetracampeonato (85, 86, 87 e 88) e defrontando grandes equipas europeias como o Anderlecht, Bayern, Real Madrid e Juventus, ainda que tenha sido eliminado por todos esses colossos.

Após esses momentos de glória, a equipa polaca voltou a entrar numa fase de seca de títulos, tendo, inclusivamente, descido à segunda divisão no final da temporada 2008/09. Ainda assim, a triste travessia no segundo escalão apenas durou uma época e, esta temporada, o Górnik Zabrze já se encontra na Ekstraklasa, surgindo, actualmente, na sétima posição.

Read Full Post »


Makriev é um goleador

Perdido numa equipa modesta do campeonato israelita está um ponta de lança alto (1,91 metros), forte e com uma capacidade finalizadora muito interessante: Dimitar Makriev.

Nascido a 7 de Janeiro de 1984, Dimitar Ivanov Makriev foi criado nas escolas do Levski Sófia, pelo qual fez 254 golos no campeonato búlgaro de Juniores.

Surpreendentemente, em 2002, acabou por transferir-se para o arqui-rival do Levski, o CSKA Sófia, onde apenas esteve dois meses, pois o Inter de Milão, impressionado pelas suas exibições nos escalões de formação do Levski, não hesitou em adquiri-lo.

Ainda assim, nos “nerazzurri”, a carreira de Makriev não foi muito feliz, pois o internacional búlgaro não fez qualquer jogo, sendo sucessivamente emprestado a clubes como os suíços do Bellinzona (14 jogos, 4 golos), os polacos do Gornik Zabrze (22 jogos, 2 golos) e os suíços do FC Chiasso (18 jogos, 5 golos).

Após esses empréstimos pouco produtivos, o búlgaro desvinculou-se do Internazionale e assinou pelos franceses do Dijon, onde também não foi feliz, fazendo apenas três golos (13 jogos) na temporada 2005/06.

No rescaldo da experiência gaulesa, Makriev transferiu-se para os eslovenos do Maribor, permanecendo durante a temporada 2006/07 e a primeira metade da temporada 2007/08 e onde, finalmente, voltou a assumir-se como o grande talento dos tempos do Levski, marcando 23 golos em 48 jogos.

No início de 2008, trocou o Maribor pelo FC Ashdod, onde permanece até hoje. Nesse modesto clube israelita, já leva 52 golos em 112 jogos, assumindo-se como um ponta de lança muito oportuno e que, apesar da elevada estatura, é capaz de tratar a bola com bastante qualidade.

Adaptando-se bem a ser o único ponta de lança em 4-3-3, mas também a jogar ao lado de um avançado mais móvel em 4-4-2, é capaz de finalizar com o pé esquerdo, direito ou com a cabeça, sendo, muito provavelmente, o “pinheiro” que o Sporting procura, sem sucesso, há meia temporada.

Essas grandes exibições pelo FC Ashdod já permitiram que Makriev chegasse à selecção búlgara (4 jogos, 1 golo) e prevê-se que o ponta de lança de 26 anos se transfira, rapidamente, para um clube de maior nomeada. Sinceramente, penso que encaixaria que nem uma luva no plantel de Paulo Sérgio.

Read Full Post »

Stilic ao serviço do Lech Póznan

Nos relvados de Póznan, em plena Polónia, actua um dos jogadores mais promissores do espectro futebolístico da Bósnia-Herzegovina: Semir Štilić.

Criado nas escolas do FK Zeljeznicar, Štilić estreou-se, em 2005/06, com apenas 18 anos pela equipa principal desse clube bósnio, por onde permaneceu por três temporadas, sendo que, com o passar do tempo, foi-se tornando cada vez mais importante no clube de Sarajevo.

Número 10 de grande talento, dono de enorme capacidade técnica e alargada visão de jogo, que tanto é excelente a assistir os colegas como a aparecer em zona de finalização, Štilić chamou a atenção dos responsáveis do Lech Póznan que o adquiriram para a temporada 2008/09 para ser o maestro do jogo ofensivo da equipa polaca.

Desde que chegou ao Lech Póznan, o internacional bósnio (3 jogos) tornou-se num dos mais importantes jogadores da equipa polaca, demonstrando todo o seu talento e dando a ideia que ainda pode crescer mais e tornar-se num jogador de um calibre superior.

Neste momento, com 23 anos, Semir Štilić tem a maturidade suficiente para dar o salto para outro campeonato que lhe facilitaria o crescimento como jogador de futebol e seria, por certo, uma excelente aquisição para um clube médio da Liga Portuguesa.

Vejam o vídeo abaixo, referente a alguns momentos do bósnio na época 2008/09 e confirmem todo o seu talento e potencial.

Read Full Post »

Sobiech festeja mais um golo

Existem jogadores de futebol que nos encantam e maravilham por percebermos que se já jogam assim numa equipa modesta de um campeonato menor como o polaco, poderão crescer imensamente num campeonato superior e tornarem-se, sem sombra de dúvidas, em estrelas no panorama futebolístico internacional.

Artur Sobiech é um desses exemplos. O jovem ponta de lança polaco de apenas 20 anos, já actua na equipa principal do Ruch Chorzow há duas épocas e, nesse clube da Polónia, fez 12 golos em 47 jogos.

O atacante polaco chama à atenção pela sua capacidade finalizadora, mas, também, pela sua capacidade de desmarcação, boa técnica e, acima de tudo, por jogar sempre em prol do colectivo, nunca abdicando de passar a bola a um colega melhor colocado. Um jogador ideal para jogar num esquema de 4-4-2, com outro avançado a seu lado.

Internacional polaco por três ocasiões, Sobiech tem tido uma ascensão meteórica no panorama futebolístico polaco e dificilmente ficará muito mais tempo na Ekstrakalasa, falando-se, inclusivamente, do interesse do Colónia nos seus serviços.

Um jogador para procurarem num qualquer jogo do Ruch Chorzow na Liga Europa ou, quiçá, num jogo da selecção polaca. Até lá, deixo-vos um vídeo para terem noção das enormes qualidades deste jovem avançado.

Read Full Post »

Older Posts »