Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Liga Sérvia’

Patrick Friday Eze é um avançado possante e goleador

Friday Eze é um avançado possante e goleador

No modesto Mladost Lucani, actual oitavo classificado do principal campeonato sérvio, actua um jovem ponta de lança nigeriano com condições para voos bem mais altos no espectro futebolístico europeu.

Nascido a 22 de Dezembro de 1992 em Kaduna, Nigéria, Patrick Friday Eze actuou em pequenos clubes do seu país natal antes de saltar para o África Sports, da Costa do Marfim, isto em 2011/12.

Explodiu na actual temporada

Destacando-se no clube marfinense, o jovem atacante transferiu-se então para o futebol europeu em 2013/14, por onde entrou pela Sérvia e pelo Rad de Belgrado. Nesse clube da capital sérvia, todavia, não teve qualquer impacto, num cenário que se repetiu no Napredak Krusevac, isto a partir da segunda metade da mesma temporada.

Este cenário de insucesso, ainda assim, teve o seu final na presente temporada, com a mudança de Patrick Friday Eze para o Mladost Lucani, clube recém-promovido à superliga sérvia. Aí, afinal, o jovem nigeriano já soma 15 golos em 25 jogos, sendo mesmo o melhor marcador do campeonato.

Um “touro” que sabe usar o físico

Patrick Friday Eze é um ponta de lança que se destaca pela sua envergadura física (187 cm e 87 quilos), algo que faz dele um jogador muito complicado de marcar, uma vez que é muito forte no choque e na forma como sabe proteger o esférico dos adversários.

Sem ser particularmente evoluído tecnicamente, o nigeriano tenta compensar esse factor com a sua velocidade e explosão, algo que, aliado ao seu físico, o tornam quase imparável quando embalado de trás. Depois, quanto à finalização, o jovem atacante de 22 anos mostra igualmente um excelente índice de eficácia

Nesta fase, contudo, existem ainda algumas arestas a limar no capítulo da definição dos lances, uma vez que Patrick Friday Eze, nem sempre escolhe a melhor opção, e também do seu posicionamento táctico, em duas nuances que a serem melhoradas, certamente permitirão que o nigeriano atinja um patamar futebolístico bem mais elevado que o actual.

[https://www.youtube.com/watch?v=RtCbruATZZA]

Read Full Post »

Spirovski quando esteve em testes no Cottbus

No Borac Čačak da primeira divisão sérvia, actua um excelente médio-centro macedónio de 21 anos, que tem todas as condições para mais altos voos na sua carreira: Stefan Spirovski.

Nascido a 23 de Agosto de 1990 em Bitola, Macedónia, Stefan Spirovski iniciou a sua carreira no Pelister Bitola do seu país natal em 2008, tendo efectuado 42 jogos (2 golos) durante ano e meio ao serviço do clube macedónio.

A meio de 2009/10, o internacional macedónio mudou-se para norte, trocando o Pelister pelo Borac Čačak da Liga Sérvia. Nos “zebras”, o médio-centro foi conquistando o seu espaço no miolo, assumindo-se como peça importante do clube da primeira divisão sérvia e já somando 39 jogos com a camisola do Borac Čačak. Pelo meio, o médio-centro ainda esteve à experiência no Energie Cottbus alemão, mas após curto período de testes acabou por não se transferir para terras germânicas.

“Seis” ou “oito” de grande talento individual e colectivo

Stefan Spirovski é um médio-centro que reúne imensas qualidades defensivas, pois recupera bem no terreno, é inteligente na ocupação dos espaços e também é forte no desarme, antecipação e luta corpo a corpo, mas também se destaca pela qualidade que dá às equipas que representa nas transições ofensivas, pois é um jogador rápido, com técnica, boa visão de jogo e grande qualidade de passe.

Com estas qualidades, o internacional macedónio encaixa muito bem como elemento mais ofensivo de um duplo-pivot em 4x2x3x1, ou como “seis” (se preferirem potenciar as suas qualidades defensivas) ou “oito (se preferirem usá-lo como “box to box” e com funções mais ofensivas) num 4x3x3, sendo que Spirovski garante qualidade em qualquer destas funções.

Neste momento, com 21 anos, trata-se de um jogador que devem procurar num dos próximos jogos da selecção macedónia, sendo que é um jogador que já encaixaria, sem problemas, num clube médio-baixo do nosso campeonato principal.

Read Full Post »

Dincic é um goleador

Um dos novos reforços do Santa Clara é um ponta de lança sérvio que acabou de marcar três golos ao Vitória de Guimarães no Torneio Pauleta: Slobodan Dincic.

Nascido a 7 de Agosto de 1982 na Sérvia, Slobodan Dincic iniciou a sua carreira no Cukaricki, clube primodivisionário sérvio no qual o atacante nunca se impôs.

Na verdade, o possante ponta de lança apenas se começou a destacar a meio da temporada 2008/09, quando se transferiu para o Srem Jakovo, então na III divisão sérvia e, aí, marcou sete golos em dez jogos, ajudando o modesto clube a atingir o segundo escalão.

37 golos nas últimas duas épocas

Em 2009/10, ainda ao serviço do Srem Jakovo, o atacante sérvio voltou a assumir-se como um goleador, agora no segundo escalão do seu país natal, tendo apontado 16 golos em 24 jogos e garantido uma transferência para o BASK Belgrado.

No clube da capital sérvia, Dincic foi o melhor marcador da II Divisão na época transacta, marcando 21 golos em 30 jogos e ajudando o BASK a ganhar o campeonato e o direito a participar na primeira divisão sérvia em 2011/12.

Apesar disso, o atacante preferiu abandonar o seu país natal pela segunda vez (actuou, sem sucesso, nos bósnios do Leotar em 2007/08 e abraçar uma aventura nos Açores e no Santa Clara.

Pura referência de área

Slobodan Dincic é um avançado de 1,96 metros e que, por isso, é importantíssimo no jogo ofensivo de uma equipa, pela forma como desgasta os defesas e ganha, constantemente, bolas no ar, seja para cabecear à baliza ou, simplesmente, servir um colega de equipa.

Não sendo muito evoluído tecnicamente, o atacante sérvio é razoável nesse aspecto, protegendo bem o esférico e demonstrando uma qualidade de passe bastante aceitável.

Finalizador por natureza, sabe procurar os melhores locais para concretizar, parecendo saber sempre onde se posicionar para dar o último toque para a baliza. Nesses momentos, é um atacante bastante frio, raramente falhando nos momentos de decisão.

Pelas suas características e sabendo-se que a Liga de Honra é uma competição em que o poder físico é extremamente importante, Dincic poderá ser um reforço de luxo para uma equipa que sonha com o regresso ao primeiro escalão do futebol nacional.

Read Full Post »

Mais uma grande defesa de Željko Brkić

Ainda a actuar na Liga Sérvia está um dos guarda-redes mais fascinantes e promissores do actual futebol europeu, o número um do Vojvodina: Željko Brkić.

Nascido a 9 de Julho de 1986 em Novi Sad, Sérvia, o Željko Brkić iniciou a sua carreira futebolística no frágil Index Novi Sad, tendo passado posteriormente para o Vojvodina, clube que representa até hoje, tirando um empréstimo ao Proleter Novi Sad entre 2005 e 2007.

No Vojvodina, já efectuou 107 jogos, tendo começado a jogar com regularidade a partir da época 2007/08, ou seja, após o empréstimo ao Proleter. Desde que garantiu a titularidade no principal clube da cidade de Novi Sad, Željko Brkić assegurou também um lugar nas equipas nacionais da Sérvia, tendo feito 12 jogos pela selecção sub-21 da Sérvia e cinco encontros pela equipa principal daquele país dos Balcãs.

Guarda-redes com presença e reflexos impressionantes

Željko Brkić é um guarda-redes de 1, 97 metros, o que faz dele um elemento imperial no jogo aéreo, sendo extremamente inteligente e efectivo a sair-se aos cruzamentos. Comandando sempre o sector defensivo e tendo um posicionamento irrepreensível entre os postes, destaca-se também pelos seus fantásticos reflexos, que lhe permitem fazer defesas que roçam muitas vezes o impossível.

Outro aspecto bastante importante em Željko Brkić é que se trata de um elemento sempre frio e sereno, qualidades cruciais num guarda-redes.

Neste momento, com 24 anos, e ainda a jogar no campeonato sérvio, penso que seria uma excelente contratação para um clube português a precisar de um guarda-redes que lhe garantisse uma boa dezena de pontos por época.

Read Full Post »

Milan Stepanov no FC Porto

No Verão de 2007 chegava ao FC Porto um promissor defesa-central sérvio de quem se esperava muito, Milan Stepanov. Oriundo do Trabzonspor, onde era considerado uma das principais figuras, vinha referenciado como um central rápido, muito forte no jogo aéreo e bastante competente nos duelos individuais junto à relva, contudo, depois de ter começado por garantir a titularidade no clube azul-e-branco, acabou por ficar definitivamente marcado por um péssimo jogo em Liverpool, onde os dragões perderam por quatro bolas a uma e Stepanov foi um dos pincipais culpados. De facto, após essa fraquíssima exibição, o internacional sérvio nunca mais foi visto com bons olhos no FC Porto, acabando por sair dos dragões, sem honra nem glória, no final da temporada 2008/09.

Produto das escolas do Vojvodina

Milan Stepanov nasceu a 2 de Abril de 1983 em Novi Sad, Sérvia, tendo iniciado a sua carreira futebolística no Vojvodina da sua cidade natal. Nesse clube sérvio, também haveria de se estrear pela equipa principal em 2000, permanecendo no conjunto mais emblemático de Novi Sad até meio da temporada 2005/06, somando 105 jogos (6 golos).

Depois, no defeso de Inverno dessa época, transferiu-se para o futebol turco e para o Trabzonspor, onde se assumiu como uma figura extremamente importante. No clube de Trabzon, haveria de somar 40 jogos (1 golo) e grandes exibições em época e meia, desperando o interesse de vários clubes europeus.

Estadia no Dragão foi marcada pela má exibição de Liverpool

Apesar do interesse de vários clubes europeus, Stepanov haveria de se transferir para o FC Porto que esperava que o internacional sérvio se tornasse numa das grandes referências de uma defesa recém-órfã de Pepe.

De facto, após passar por um período de adaptação, tudo parecia correr de feição para Stepanov, que começava a garantir a titularidade na equipa azul e branca naquela época de 2007/08.

Contudo, a 28 de Novembro de 2007, num duelo da Liga dos Campeões diante do Liverpool, o internacional sérvio fez uma exibição deplorável, tendo contribuído para um pesado desaire portista por quatro bolas a uma e marcado definitivamente e de forma negativa a sua passagem pelo FC Porto.

Na verdade, a partir daí, o ex-jogador do Trabzonspor pouco mais jogou, sendo que terminou a temporada 2007/08 com 17 jogos realizados e a seguinte com apenas dez, sendo nove deles a contar para a Taça de Portugal ou Taça da Liga.

Empréstimo ao Málaga antes do regresso à Turquia

Em 2009/10, ainda ligado contratualmente ao FC Porto, o defesa-central esteve emprestado ao Málaga, mas apenas fez 13 jogos, tendo, no início da actual temporada, se transferido definitivamente para o Bursaspor.

No regresso ao campeonato turco, Stepanov não tem tido vida fácil para se assumir como titular no actual campeão turco, somando apenas dez partidas desde que se iniciou a época de 2010/11.

Read Full Post »


Matić é um médio-centro de futuro

Agora que David Luiz parece estar prestes a transferir-se para o Chelsea, falou-se que uma das contrapartidas para o Benfica poderia ser um médio-centro sérvio muito alto e forte: Nemanja Matić.

Nascido a 1 de Agosto de 1988 em Sabac, Nemanja Matić iniciou a sua carreira profissional em 2005/06, ao serviço dos sérvios do Kolubara, onde terminou a temporada com 16 jogos.

Explodiu no Kosice antes de chegar ao Chelsea

Na temporada 2006/07, o médio sérvio transferiu-se para o Kosice, onde permaneceu nessa e nas duas épocas seguintes. Durante esses anos, somou 67 jogos (4 golos) pelo clube eslovaco, assumindo-se como peça fundamental do meio-campo do Kosice e ajudando-o a conquistar a Taça da Eslováquia em 2008/09.

As suas exibições na Liga Eslovaca chamaram a atenção dos responsáveis do Chelsea que o contrataram para a temporada 2009/10. Ainda assim, o passo para os londrinos acabou por revelar-se grande demais, com o internacional sérvio a apenas fazer quatro jogos pelos “blues” durante toda a época.

Assim sendo, foi sem surpresa que Matić, na actual temporada, acabou emprestado ao Vitesse, onde voltou a jogar com regularidade, somando, em meia-época, dezanove jogos pela equipa holandesa.

Alto, forte, mas nada tosco

Nemanja Matić é um médio-centro que, apesar da altura (1,94 metros) é bastante competente com a bola nos pés, tendo boa qualidade de passe. Excelente em termos posicionais, é um bom recuperador de bolas e que dá muito músculo ao meio-campo, sendo, pela sua grande altura, importante na ajuda dos centrais em lances de bola parada.

Ideal para a posição “seis”, adapta-se a qualquer táctica, podendo jogar tanto sozinho como ser o elemento mais fixo de um duplo-pivot de meio-campo.

Um jogador interessante, mas que, ainda assim, teria dificuldades em ganhar a titularidade no Benfica, dada a forte concorrência de Javi García.

Read Full Post »


Dragan Mrđa com a camisola da Sérvia

No campeonato helvético, mais concretamente no FC Sion, actua um avançado sérvio com um superior faro de golo e grande capacidade lutadora: Dragan Mrđa.

Nascido a 23 de Janeiro de 1984, em Vršac, desde cedo foi integrado nas camadas jovens do Estrela Vermelha, pelo qual se estreou, a nível sénior, em 2001. No gigante de Belgrado, esteve até 2005, com um empréstimo ao Jedinstvo Ub pelo meio, mas ao longo desses quatro anos não se conseguiu assumir como titular indiscutível, fazendo, ao todo, 39 jogos e sete golos pelo Estrela Vermelha.

No início de 2006, transferiu-se para o Lierse da Bélgica, onde apesar de ter jogado bastante (30 partidas), não se revelou de pontaria afinada (apenas dois golos), acabando, no verão seguinte, por ser emprestado ao Zulte Waregem, onde terminou a época de 2006/07 sem glória.

Após outra temporada (2007/08) sem qualquer sucesso, ao serviço dos russos do Khimki, transferiu-se para o Vojvodina, numa transferência que haveria de ser decisiva para Mrđa.

Em duas temporadas no clube de Novi Sad, o ponta de lança sérvio assumiu-se como um goleador nato, capaz de estar sempre no sítio certo para finalizar seja com a cabeça ou com os pés. Não sendo um portento de criatividade, mostrou ser muito bom no capítulo da recepção do esférico e excelente a jogar na linha do fora de jogo, devido à sua grande velocidade e poder de explosão.

Nessas duas épocas, conseguiu fazer 35 golos em 56 jogos pelo Vojvodina e conseguiu, inclusivamente, chegar à selecção da Sérvia, contando, neste momento, com nove internacionalizações (dois golos).

Desde o início desta temporada, Mrđa actua no FC Sion, onde já fez 4 golos em 12 partidas. Neste momento, com 26 anos, trata-se de um avançado-centro com grande futuro à sua frente e, pela sua qualidade, a merecer uma oportunidade num campeonato de maior impacto que a Liga Suíça.

Read Full Post »

Older Posts »