Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Montpellier’

Mehdi Taouil festeja um golo pelo Kilmarnock

No modesto Kilmarnock da Liga Escocesa, actua um interessante número dez marroquino que teria, por certo, condições de actuar num clube mais forte no panorama futebolístico euroepu: Mehdi Taouil.

Nascido a 20 de Maio de 1983, em Villeneuve Saint-Georges, França, mas filho de um marroquino e de um argelina, Mehdi Taouil iniciou a sua carreira profissional nos franceses do Nancy, com apenas 18 anos. Apesar de ser cotado como uma grande promessa, pouco jogou durante as duas temporadas (2001/02 e 2002/03) em que esteve no clube do leste de França.

Nas duas épocas seguintes, mudou de clube e de país, todavia, os ares de Nuremberga também não permitiram que se impusesse e, durante o tempo que esteve no clube germânico, voltou a ser pouco utilizado, repetindo os oito jogos que havia feito no Nancy.

Montpellier significou o ponto de viragem na carreira do marroquino

Na temporada 2005/06, o internacional marroquino regressou a França, desta feita para representar o Montpellier e finalmente conseguiu jogar com regularidade. Nas duas épocas que disputou no segundo escalão do futebol gaulês, Taouil efectuou 48 jogos e marcou três golos, contribuindo para dois campeonatos longe de sobressaltos.

Em 2007/08, Mehdi Taouil voltou a mudar de país, transferindo-se o futebol escocês e para o Kilmarnock, clube que representa até este momento. Nos quatro anos que leva no “Killie”, o internacional marroquino já fez mais de cem jogos, assumindo-se como o principal desequilibrador da modesta equipa britânica.

Um fantasista com a bola nos pés 

Mehdi Taouil é um “dez” puro, daqueles que, muitas vezes, dizemos que já não existem no espectro futebolístico actual. Tecnicamente muito evoluído, o internacional marroquino também demonstra excelente qualidade de passe e boa visão de jogo, sendo o jogador perfeito para actuar no vértice mais avançado do meio-campo, seja em 4x4x2 losango, 4x2x3x1 ou 4x3x3.

Como pontos fracos, surge a sua fraca capacidade física, pois trata-se de um jogador extremamente franzino e a reduzida capacidade goleador para um elemento que actua tão próximo das zonas de finalização.

Ainda assim, penso que seria um jogador com capacidade para jogar num clube médio português, pois reconheço que, aos 28 anos, o internacional marroquino merece bem mais que o modestíssimo Kilmarnock.

Read Full Post »

A festa do título nerazzurri

O Inter de Milão de Mourinho e o Barcelona de Pep Guardiola conquistaram, este fim de semana, os títulos de Itália e Espanha, respectivamente. Os nerazzurri foram ao recinto do despromovido Siena e venceram por 1-0 graças a um golo do inevitável Diego Milito; enquanto os azulgrana venceram, em casa, o Valladolid, por 4-0 com golos de Messi (2), Pedro e Prieto (p.b.). Estes resultados deixaram os perseguidores: AS Roma e Real Madrid em segundo lugar e, pior que isso, sem quaisquer títulos conquistados esta época.Liga Italiana – Mourinho faz a dobradinha

Liga Italiana – Mourinho faz a dobradinha

Depois da conquista da Taça de Itália, o Inter tinha as contas do título bastante simplificadas, pois bastava-lhe ganhar ao Siena, em casa, para vencer a Série A. A correr por fora encontrava-se a Roma, que tinha de vencer em Verona, o Chievo, e esperar que os nerazzurri tropeçassem.

Apesar das dificuldades, os romanos ainda foram campeões virtuais durante algum tempo, que foi o tempo que durou desde que a Roma abriu o activo em Verona (golo de Vucinic aos 39′) e o Inter se manteve empatado em Siena.

Nessa altura, o Inter falhou golos atrás de golos e chegou-se a temer o pior para os pupilos de José Mourinho. No entanto, aos 59 minutos, Milito fez o golo do título.

Nessa fase, a Roma já vencia por 2-0 e o Inter sabia que não poderia conceder o golo do empate. Assim sendo, a equipa de Milão continuou a carregar sobre o Siena para fazer o segundo golo, ainda que, sem sucesso.

No entanto, apesar de não terem conseguido esse golo da tranquilidade, os nerazzurri mantiveram as suas redes invioláveis e, assim, conquistaram o título da Série A, o quinto consecutivo.

A equipa de Mourinho poderá, ainda, conquistar a “tripla” esta temporada, pois, depois de ter vencido a Taça e a Série A, ainda pode vencer a “Champions League” caso vença, na final, os alemães do Bayern Munique.

Dados finais da Liga Italiana:

Campeão: Inter

Qualificados para a Liga dos Campeões: Inter, Roma, Milan, Sampdória

Qualificados para a Liga Europa: Palermo, Nápoles, Juventus

Descem à Série B: Atalanta, Siena, Livorno

Liga Espanhola – Barça conquistou bicampeonato

O Barça sabia que lhe bastava vencer o Valladolid, em casa, para conquistar o título espanhol e esperava-se que os catalães entrassem ao ataque para resolverem rapidamente o jogo.

No entanto, o Barcelona, nos primeiros minutos, ainda sofreu alguns sustos, principalmente por intermédio do angolano Manucho e ainda pairou no ar a possibilidade de uma surpresa. Porém, aos 27 minutos, o Barça abriu o activo após autogolo de Prieto e o jogo sofreu uma viragem radical.

Os azulgrana acalmaram e começaram a dominar o jogo, chegando rapidamente ao segundo golo por Pedro (31′). A partir desse momento, o jogo passou a ter sentido único e, até final, os catalães ainda iriam fazer mais dois golos da autoria do melhor marcador da Liga Espanhola, Lionel Messi.

Apesar da vitória gorda por 4-0, os catalães nem precisavam de ter vencido, pois, em Málaga, o Real Madrid, desinspirado, não foi além de um empate (1-1). Assim sendo, pelo segundo ano consecutivo, o Barça venceu o campeonato e o Real Madrid terminou na segunda posição.

Dados finais da Liga Espanhola

Campeão: Barcelona

Qualificados para a Liga dos Campeões: Barcelona, Real Madrid, Valência e Sevilha

Qualificados para a Liga Europa: Atl. Madrid, Maiorca e Getafe

Descem à 2ª Liga: Valladolid, Tenerife e Xerez

Liga Francesa – Lyon e Auxerre asseguram acesso à Liga dos Campeões

Com o título entregue ao Marselha, restava, na Ligue 1, a emoção da luta pelo acesso à Liga Milionária.

A equipa do Lille partia para a última jornada em segundo lugar e com tudo para conquistar o acesso à “Champions”, contudo, na deslocação a Lorient, acabou por perder 2-1 e por acabar a Ligue 1 em… quarto lugar.

Ricardo Costa (33′) ainda colocou o Lille em vantagem, todavia, Kevin Gameiro (37′) e Jouffre (66′) marcaram para o Lorient e colocaram “Les Dogues” fora da Liga dos Campeões.

Aproveitaram o desaire, as equipas do Lyon e Auxerre, que, assim, irão jogar a “Champions” na próxima temporada. O Olympique de Lyon venceu o Le Mans, em casa, por 2-0 e acabou em segundo lugar; enquanto o Auxerre venceu em Sochaux (2-1) e terminou na terceira posição.

Dados finais da Liga Francesa:

Campeão: Marselha

Qualificados para a Liga dos Campeões: Marselha, Lyon e Auxerre

Qualificados para a Liga Europa: Lille, Montpellier e PSG

Descem à Ligue 2: Le Mans, Boulogne e Grenoble

Read Full Post »

Milla festeja golo diante da Colômbia

Aquele momento parece parado no tempo até hoje. Em plenos oitavos de final do Mundial 90, os Camarões defrontavam a Colômbia e, no prolongamento, venciam por 1-0. Desesperado, o guarda-redes colombiano René Higuita achou que podia fintar um camaronês de 38 anos a meio do seu meio campo. Todavia, esse mesmo “velhote”, que até já tinha sido o marcador do primeiro golo camaronês, roubou a bola ao pobre René e correu para a baliza deserta, fazendo o 2-0. Os Camarões haveriam de ganhar esse jogo por 2-1 e ser a primeira equipa africana a chegar aos quartos de final de um Mundial… Ah, o nome do velhote? Roger Milla!

Albert Roger Mooh Miller (o seu nome de baptismo) iniciou a sua carreira com 13 anos, em 1965, no Eclair Yaoundé. Ainda assim, foi apenas em 1971 que, ao assinar pelo Léopard, se começou a destacar, fazendo, em três anos e meio, 89 golos em 117 jogos. Depois, esteve três temporadas no Tonerre, onde marcou 69 golos em 87 jogos.

Como se costuma dizer, tantos golos nunca são marcados por acaso e, assim, foi sem surpresa que em 1977, com 25 anos, chegou à Europa para jogar no Valenciennes. Surpreendentemente, na primeira temporada, não fez qualquer jogo e, na segunda, em 27 jogos ficou-se pelos seis golos.

Em 1979, continuou em França, mas mudou de ares, assinando pelo Mónaco. No entanto, no clube do principado voltou a não ser feliz ficando-se pelos dois golos em dezasseis encontros disputados.

Ainda na Liga Francesa, Milla, aos 28 anos, na temporada 80/81, viajou para a Córsega e assinou pelo Bastia. Nesse clube conseguiu, finalmente, algum destaque, pois em quatro temporadas fez 35 golos em 113 jogos. Ainda assim, esperava-se mais de um camaronês que, no seu país natal, tinha uma média de quase um golo por jogo.

No meio da sua estadia na Córsega, esteve no Mundial 1982, onde, diante do Peru, teve um golo anulado. Os Camarões, nessa competição, foram eliminados após empatarem os três jogos da primeira fase, diante de Peru (0-0), Polónia (0-0) e Itália (1-1).

Depois da sua estadia em Bastia, Roger Milla assinou pelo Montpellier. Em 1986/87, na primeira temporada, fez 18 golos e ajudou o clube a subir à Ligue 1. Depois, nas duas temporadas seguintes, foi sempre um jogador muito regular, fazendo 19 golos em 62 jogos e ajudando o Montpellier a conseguir classificações dignas na primeira divisão francesa.

No entanto, no final da terceira temporada com o clube do sul de França, despediu-se do futebol europeu e foi jogar para o Saint Perroise do campeonato da… Reunião.

Estava, assim, nessa espécie de pré-reforma, quando em 1990 é surpreendentemente convocado para o Mundial de Itália. Nesse campeonato do mundo, fez dois golos à Roménia (na primeira fase) e dois golos à Colômbia (nos oitavos de final), ajudando a equipa africana a atingir os quartos de final, onde perdeu, de forma inglória, com a Inglaterra (2-3 a.p.). Nessa partida, os camaroneses chegaram a estar a ganhar 2-1, mas a experiência dos ingleses acabou por vir ao de cima. Ainda assim, foi um brilhante campeonato para os camaroneses e, acima de tudo, para um “velhote” de 38 anos, Roger Milla.

Quatro anos mais tarde, já de volta aos Camarões e, ainda a jogar futebol no Tonerre Yaoundé, Milla voltou a ser convocado para o campeonato do mundo, agora nos Estados Unidos. Pensou-se que Milla apenas ia para funcionar como uma motivação para o balneário, mas, mesmo numa péssima participação dos Camarões (eliminados na primeira fase), conseguiu fazer um golo numa derrota (1-6) diante da Rússia. O avançado africano tinha, nessa altura, 42 anos…

Depois desse Mundial, ainda esteve três anos a jogar na Indonésia, retirando-se com… 45 anos! Apesar disso, os adeptos dos Camarões, quando vêem a sua selecção, ainda fecham os olhos e tentam imaginar Roger Milla, correndo para a bandeirola de campo e fazendo a dança que o celebrizou no Mundial 90. Revejam-na no vídeo abaixo.

Read Full Post »

O Chelsea deslocou-se a Manchester e venceu o United por 2-1, passando, assim, para a liderança da Liga Inglesa. Os londrinos têm agora mais dois pontos que a equipa de Alex Ferguson e três que o Arsenal (3º); Em Espanha, por sua vez, tudo na mesma, com o Real Madrid a vencer em Santander (2-0) e o Barça a esmagar, em casa, o Athletic Bilbau (4-1). Assim sendo, madrilenos e catalães continuam colados na liderança; Por fim, em Itália, os três da frente venceram e continuam separados por três pontos. O Inter (1º) venceu, em casa, o Bolonha (3-0), a Roma (2º) venceu, em Bari, por uma bola a zero e o Milan venceu, em Cagliari, por três bolas a duas.

 

Liga Inglesa – Chelsea vence Manchester United e sobe ao primeiro lugar

A cinco jornadas do final da Premier League, o Chelsea deslocou-se a Old Trafford e venceu, com justiça, o Manchester United por duas bolas a uma. A equipa londrina cedo tomou as rédeas do jogo e aproveitou a ausência da grande estrela do United (Rooney) para desequilibrar a balança a seu favor. Joe Cole (20′) e Drogba (79′) colocaram mesmo o Chelsea a vencer por duas bolas a zero, antes de Macheda (81′) reduzir para o colectivo de Manchester e fazer o 1-2 final. Com este resultado, o Chelsea tem agora dois pontos de avanço sobre o Manchester United. Por outro lado, o Arsenal (3º) venceu, em casa, o Wolverhampton com um golo de Bendtner aos quatro minutos de descontos e relançou-se na luta pelo título, pois está a apenas três pontos dos londrinos.

Liga Espanhola – Real Madrid e Barça só sabem ganhar

Os  líderes do campeonato espanhol continuam a passear superioridade na La Liga e voltaram a vencer este fim de semana. O Real Madrid foi a Santander e venceu o Racing por 2-0 com golos de Ronaldo e Higuaín, enquanto o Barcelona recebeu e venceu o Ath. Bilbau por 4-1. Assim sendo, madrilenos e catalães continuam colados na liderança, com o Real Madrid a ter vantagem no goal-average. O terceiro classificado, o Valência, está a longínquos 21 pontos de diferença.

Liga Italiana – Inter, Roma e Milan deixam tudo na mesma

Na Série A, a jornada 32 não foi fértil em surpresas. O Inter, líder do campeonato, recebeu o Bolonha e venceu com grande facilidade por 3-0. Motta (2) e Balotelli fizeram os golos dos interistas. Por outro lado, a Roma (2º) passou o teste de Bari (1-0) com um golo de Vucinic (19′) e mantém-se a um ponto da equipa de Mourinho. Por fim, num jogo louco, o Milan (3º) venceu o Cagliari, na Sardenha, por 3-2. Tratou-se de um jogo muito equilibrado com o Milan a marcar sempre primeiro e o Cagliari a empatar a seguir, todavia, a equipa de Leonardo, após o 3-2, soube segurar a vantagem e manter-se a apenas três pontos do Inter de Milão.

Liga Alemã – Bayern vence em Schalke e volta à liderança da Bundesliga

O Bayern venceu em Schalke, num jogo intenso, por duas bolas a uma e regressou à liderança da Liga Alemã. Ribery e Muller colocaram os bávaros a vencer por 2-0 e, apesar do Schalke ainda ter reduzido por Kuranyi, a vitória da equipa de Munique nunca foi posta em causa. Assim sendo, o Bayern lidera novamente o campeonato, agora com um ponto de avanço sobre o Schalke 04. Já o Leverkusen (3º) parece estar fora da corrida, pois perdeu em Frankfurt (2-3) e encontra-se, agora, a seis pontos do líder.

Liga Francesa – Bordéus perdeu liderança na Ligue 1

O Bordéus perdeu surpreendentemente em casa, diante do Nancy (1-2) e caiu para o quarto lugar da Liga Francesa. Contudo, o trio da frente composto por Lyon (venceu em Rennes por 2-1), Montpellier (empatou, em casa, com o Monaco a zero) e Auxerre (recebeu e empatou com o PSG a um golo) têm apenas mais um ponto e mais dois jogos que o Bordéus. Na luta pelo título está ainda o Marselha, que venceu o Lens (1-0), em casa, com um golo de Brandão. Os marselheses estão exactamente na mesma situação que o Bordéus, pois estão a um ponto do trio da frente e têm menos dois jogos disputados.

Liga Holandesa – Twente mantém a vantagem sobre Ajax e PSV

O Twente foi a Venlo e venceu por 2-0, estando cada vez mais perto do título. Quando faltam apenas quatro jornadas para o final da Eredivisie, a equipa de Enschede mantem quatro pontos de avanço sobre o Ajax (ganhou 1-o, fora, ao Den Haag) e cinco sobre o PSV, que ganhou, em Tilburg, ao Willem II, igualmente por uma bola a zero.

Read Full Post »

A AS Roma venceu o Inter no Olímpico de Roma e colocou-se a apenas um ponto da equipa de Mourinho na Liga Italiana. A equipa interista continua, assim, a demonstrar não estar a passar um grande momento de forma; Em Espanha, Real Madrid e Barça continuam colados na liderança. Os madrilenos venceram, em casa, o Atl. Madrid por três bolas a duas, enquanto os catalães venceram, fora, o Maiorca (1-0); Na Premier League, o Manchester United goleou em Bolton (4-0) e continua com um ponto de vantagem sobre o Chelsea que esmagou, em casa, o Aston Villa (7-1).

Liga Italiana – AS Roma vence Inter e coloca Série A ao rubro

O Inter deslocou-se ao Olímpico de Roma com quatro pontos de vantagem sobre os romanos e esperava, pelo menos, manter a diferença. Infelizmente para a equipa de Mourinho o jogo não lhes correu da melhor forma e acabaram derrotados (1-2) num jogo repleto de brindes e em que Lúcio não esteve particularmente bem. De Rossi (16′) abriu o activo para a Roma; Milito (66′) ainda empatou, mas Luca Toni (73′) deu a vitória à equipa da capital. Por outro lado, o Milan podia ficar igualmente a um ponto do Inter caso vencesse a Lázio, em casa. Todavia, a equipa de Leonardo acabou por empatar (1-1) e ficou, assim, em terceiro a três pontos do Internazionale.

Liga Espanhola – Real Madrid e Barça não vacilam

O derbi de Madrid era muito mais importante para o Real que para o Atlético. Ainda assim, esperava-se que os comandados de Quique Flores proporcionassem uma noite difícil à equipa de Cristiano Ronaldo e assim foi. Aos 10 minutos, Reyes colocou mesmo o Atlético em vantagem e pensou-se que pudesse ser a primeira vitória da equipa de Simão sobre o Real em onze anos. Porém, o Real Madrid soube dar a volta e passou de 0-1 para 3-1 com golos de Xabi Alonso, Arbeloa e Higuaín. Fórlan ainda reduziu, mas não conseguiu impedir a derrota do Atl. Madrid (2-3). Por outro lado, em Maiorca, o Barça sofreu, mas Ibrahimovic resolveu, marcando o único golo da vitória do Barça (1-0). Madrilenos e catalães continuam, assim, colados na liderança da La Liga.

Liga Inglesa – Manchester United e Chelsea goleam

As duas equipas da frente da Premier League não deram qualquer hipótese aos seus adversários nos jogos da Jornada 32. O líder Manchester United deslocou-se a Bolton e venceu por quatro bolas a zero, enquanto o Chelsea, inspirado por um poker de Lampard, venceu, em casa, o Aston Villa por sete bolas a uma. Assim sendo, o Manchester United continua a liderar o campeonato com mais um ponto que o Chelsea (2º) e quatro que o Arsenal (3º), que, em Birmingham, não foi além de um empate a uma bola.

Liga Alemã – Estugarda vence em Munique e Schalke 04 é novo líder

O Schalke 04 venceu em Leverkusen (2-0) e beneficiou do desaire caseiro do Bayern diante do Estugarda (1-2) para se colocar na liderança da Bundesliga. O agora líder do campeonato alemão beneficiou do grande momento de forma do internacional alemão Kuranyi que bisou. Assim sendo, o Schalke 04 tem agora mais dois pontos que o Bayern (2º) e cinco que o Leverkusen (3º).

Outras Ligas – Bordéus continua líder da Ligue 1 mesmo sem jogar

Na Ligue 1, Montpellier perdeu (1-4) em Lille e o Auxerre empatou em Monaco (0-0). Assim sendo, o Bordéus, que tem menos dois jogos, continua na liderança com os mesmos pontos de Montpellier e Auxerre; Na Holanda, o Twente ganhou três a zero ao Sparta de Roterdão e continua com mais quatro pontos que o Ajax (venceu o Groningen por 3-0) e cinco que o PSV (venceu em Venlo por 4-2); Na Grécia o PAOK perdeu em Larissa (1-2) e ficou definitivamente afastado do título. O campeonato grego deverá, assim, ser ganho pelo Panathinaikos que venceu, fora, o Atromitos (3-0) e, a duas jornadas do fim, está a um empate do título.

Read Full Post »

O Milan sofreu bastante, mas um golo de Seedorf nos descontos permitiu à equipa de Leonardo vencer o Chievo e aproximar-se do Inter na Serie A, pois a equipa de Mourinho foi surpreendentemente derrotada em Catania (1-3). A vantagem do Inter é agora de apenas um ponto; Em Espanha, Real Madrid e Barça continuam com os mesmos pontos no topo da La Liga. Os madrilenos venceram em Valladolid (4-1) e os catalães receberam e venceram o Valência por 3-0; Por sua vez, na Premier League, o Manchester United venceu o Fulham (3-0) e continua na liderança do campeonato com dois pontos de avanço sobre o Chelsea que, contudo, tem menos um encontro.

Liga Italiana – Golaço de Seedorf coloca Milan a um ponto do Inter

A partida diante do Chievo caminhava para o seu final e Inzaghi, sozinho, já tinha falhado duas ou três excelentes oportunidades de golo. Pensava-se que a estrelinha de Mourinho iria mais uma vez funcionar quando Clarence Seedorf, descaído para o lado direito, desfere um daqueles remates cruzados indefensáveis e dá a vitória ao AC Milan por uma bola a zero.  Este resultado colocou pressão na equipa de Mourinho porque, em Catania, o Internazionale voltou a mostrar que não está numa grande fase da época e, após estar a ganhar, permitiu a reacção do Catania, acabando copiosamente derrotado por três bolas a uma. Assim, o Inter continua líder, todavia, diminiu a vantagem para o Milan (2º) para apenas um ponto e para a terceira classificada Roma (empatou em Livorno 3-3) para apenas seis pontos.

Liga Espanhola – Messi e Higuaín fazem hat-tricks e deixam tudo na mesma no topo da La Liga

Em Valladolid, o Real Madrid não teve dificuldades para vencer a equipa local por quatro bolas a uma num jogo muito durinho. A equipa madrilena foi sempre superior e viu Higuaín (por três vezes) e Cristiano Ronaldo marcarem os golos que mantêm os merengues no topo da tabela classificativa. Por outro lado, em Nou Camp, o Barcelona também não vacilou e venceu sem dificuldade o Valência com três tentos de Messi. Assim sendo, os madrilenos continuam na liderança, apesar de terem exactamente os mesmos pontos do segundo classificado: Barcelona.

Liga Inglesa – Bis de Rooney ajuda “Red Devils” a manterem a liderança

O Manchester United recebeu e venceu o Fulham por três bolas a zero num desafio que voltou a demonstrar o excelente momento de forma de Wayne Rooney. O internacional inglês fez mais uma excelente exibição coroada com dois golos (o outro tento do jogo foi de Berbatov) e, assim, manteve os “Red Devils” no topo da Premier League. Por outro lado, o Chelsea (2º) também não perdoou e venceu, em casa, o West-Ham por 4-1. Já o terceiro classificado, Arsenal, venceu o Hull City por duas bolas a uma, num jogo em que teve de sofrer muito, porque o golo da vitória (marcado por Bendtner) só surgiu ao terceiro minuto de descontos. Assim sendo, o M. United continua no topo da tabela com mais dois pontos que Chelsea e Arsenal, todavia, os “Blues” têm menos um jogo disputado.

Liga Francesa – Golo de Paulo Machado impede vitória do Marselha

Na Ligue 1, o Marselha deslocou-se a Toulouse e não foi além do empate a uma bola. Tratou-se de um jogo muito equilibrado e os marselheses até saíram na frente com um golo de Brandão, todavia, Paulo Machado acabaria por empatar a partida e frustrar a aproximação do Marselha ao topo da Liga. Contudo, Bórdéus (1º) e Montpellier (2º) também não aproveitaram o deslize, pois empataram em Monaco (0-0) e, em casa, diante do Auxerre (1-1) respectivamente. Assim sendo, o Bordéus, que tem menos um jogo, continua líder com os mesmos pontos do Montpellier, mais um que o Auxerre (3º), mais dois que Lille (4º) e Lyon (5º) e mais três que o sexto classificado Marselha, que também tem menos um jogo. A Ligue 1 continua, desta forma, ao rubro.

Outras Ligas – Bayern vence Friburgo e mantém a liderança da Bundesliga

Na Alemanha nada de novo, o Bayern venceu, em casa, o Friburgo (2-1) e continua no topo do campeonato. Os Bávaros têm mais dois pontos que o segundo Schalke (venceu o Estugarda, em casa, por dois a um) e mais três que o Leverkusen, que venceu o Hamburgo em casa (4-2) e é terceiro classificado;  Por fim, na Grécia, desilusão para o PAOK de Fernando Santos que perdeu o derbi de Salónica diante do Aris (0-2). Este resultado, coloca agora a águia bicéfala a cinco pontos do líder Panathinaikos, que venceu, fora, o Asteras Tripolis por uma bola a zero.

Read Full Post »

Um empate do Barcelona em Almería (2-2) foi o suficiente para que a equipa de Lionel Messi se visse alcançada no topo da classificação pelo Real Madrid (venceu o Sevilha, em casa, por 3-2). Apesar de ambas as equipas terem 61 pontos, o Real Madrid leva vantagem na classificação, pois tem um melhor saldo de golos; Em Itália, Inter continua líder, mas não foi além de empate, em casa, diante do Génova (0-0); Manchester United vence em Wolverhampton (1-0) e ultrapassa Chelsea, à condição, no topo da Premier League.

Liga Espanhola – Diego Alves impede vitória catalã em Almería

O Barça teve dificuldades inesperadas na deslocação a Almería e não conseguiu mais que uma igualdade a duas bolas. Os catalães, apesar do bis de Messi, esbarraram na fantástica exibição do guarda-redes local (Diego Alves) que fez uma exibição fenomenal e garantiu um ponto para o Almería. Por outro lado, em Madrid, tudo começou mal para o Real que, aos 52 minutos, perdia por duas bolas a zero com o Sevilha. No entanto, os madrilenos demonstraram uma enorme força de vontade e correram atrás do prejuízo com golos de Ronaldo (59′), Sérgio Ramos (61′) e Van der Vaart (90’+2). Com esta vitória (3-2), o Real Madrid lidera agora o campeonato com os mesmos pontos do Barcelona (61), mas vantagem no confronto directo.

Liga Italiana – Inter volta a desiludir em casa

O Inter de Milão voltou a desiludir os seus adeptos no Giuseppe Meazza e, desta feita, foi o Génova que obrigou os milaneses a um nulo caseiro. A equipa de Mourinho fez um jogo muito desinspirado e apenas nos últimos quinze minutos mostrou alguma vontade de vencer, todavia, sem sucesso. Ainda assim, os perseguidores: Roma e Milão não foram além do empate, no Olímpico de Roma (0-0) num jogo muito táctico e mantiveram-se à mesma distância do Internazionale. A equipa de Mourinho e Quaresma lidera agora com 59 pontos, mais quatro que Milão e sete que a Roma.

Liga Inglesa – Scholes dá liderança ao Manchester United

Na Premier League, a equipa de Alex Ferguson foi a Wolverhampton vencer por uma bola a zero e ultrapassou o Chelsea na liderança. O jogo foi muito duro para os “Red Devils” que podem agradecer a vitória a um passe de Nani e a um golo do veterano Paul Scholes. Por outro lado, o Arsenal também não desarma e venceu, em casa, o Burnley (3-1), mantendo-se a dois pontos do Manchester United. Já o anterior primeiro classificado, o Chelsea, está agora a dois pontos da liderança, todavia, ainda não jogou o jogo desta jornada (em Portsmouth) e, em caso de vitória, regressará ao topo da Premier League. Por fim, o Liverpool continua a desiludir e, desta feita, perdeu em Wigan (0-1), estando agora num triste sexto lugar.

Outras Ligas – Bordéus e Montpellier dividem pontos na Ligue 1

Em França, Bordéus e Montpellier empataram (1-1) e continuam a partilhar a liderança da Ligue 1, ainda assim, a vantagem é da equipa de Gourcuff e Chamakh que tem menos dois jogos; Na Bundesliga, o Bayern empatou em Colónia (1-1), mas mantém a liderança com dois pontos de avanço do Schalke 04;  Por fim, na Grécia, o PAOK de Fernando Santos continua a fazer um grande campeonato e venceu o Panthrakikos (3-0), mantendo-se a apenas dois pontos do líder Panathinaikos.

Read Full Post »