Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Olho Clínico’

Bradaric

Bradarić é internacional croata

A imprensa desportiva portuguesa tem dado conta do interesse do Sporting em atacar em força o mercado croata, sendo que um dos alvos que já foi referenciado por mais do que um meio de comunicação social é precisamente o médio-defensivo Filip Bradarić.

Criado na famosa escola de futebol do Hajduk Split, trata-se de um dos grandes destaques da equipa do Rijeka que acabou de surpreender a Europa ao conquistar o título croata e acabado com o domínio crónico do Dínamo de Zagreb nessa prova.

Aos 25 anos, estará com um bom nível de maturidade para dar o salto para um campeonato mais competitivo, ainda que naturalmente gere algumas dúvidas que tenha a capacidade se assumir como um substituto imediato de William Carvalho, isto, obviamente, se o internacional português abandonar Alvalade neste Verão.

Subiu todos os patamares

Filip Bradarić nasceu a 11 de Janeiro de 1992 em Split, Croácia, sendo um produto das escolas do Hajduk Split, emblema que representou entre 2003 e 2015, ainda que a sua estreia no futebol sénior se tenha dado no Primorac 1929, onde esteve por empréstimo entre 2011 e 2013.

Aí, somou um total de 55 jogos (oito golos), tendo representado o modesto clube na terceira e segunda divisão croata com grande destaque, ou não tivesse merecido o regresso ao Hajduk Split para a temporada 2013/14.

No histórico clube da Dalmácia, o “seis” haveria de actuar na época e meia seguinte, somando um total de 48 jogos (três golos) e merecendo uma transferência em Fevereiro de 2015 para o Rijeka, emblema que vivia uma ascensão interessante no futebol croata.

Um esteio do Rijeka

Filip Bradarić haveria de se tornar automaticamente num dos principais esteios do Rijeka, sendo titularíssimo desde que chegou à equipa orientada desde 2013 pelo esloveno Matjaž Kek.

Afinal, nas últimas duas épocas e meia, Filip Bradarić somou um total de 88 jogos e cinco golos, tendo sido fundamental no título croata conquistado pelo Rijeka na temporada que agora termina, assim como nos vice-campeonatos de 2015 e 2016.

Para além disso, o jovem de 25 anos conseguiu também chegar à selecção croata, pela qual soma duas internacionalizações e na qual se estreou num particular diante da Irlanda do Norte (3-0) a 15 de Novembro de 2016.

Mais “seis” que William

Filip Bradarić actuou a época transacta num duplo-pivot de meio campo na companhia de Josip Mišić, sendo que este último funcionava como box-to-box enquanto o ex-jogador do Hajduk Split actuava como “seis” puro.

Aí, admita-se, o seu perfil aproxima-se pouco de William Carvalho, pois Filip Bradarić é um trinco mais de contenção, actuando de forma mais posicional e conservadora, enquanto o internacional português gosta mais de ter a bola e dar profundidade ofensiva ao seu jogo.

Com bom pulmão, forte no jogo aéreo, inteligente na ocupação dos espaços e bom na recuperação, Filip Bradarić não deixa igualmente de ser competente com a bola nos pés, ainda que a transição ofensiva não seja o seu aspecto mais forte.

Pelas suas características, seria um jogador que até funcionaria melhor na companhia de um médio-centro com características mais ofensivas do que Adrien Silva, não surpreendendo que a sua eventual contratação prepare não só a saída de William Carvalho como também a do luso-francês.

Read Full Post »

Schulz

Schulz é um lateral ofensivo

Se há posição em que parece unânime que o Sporting terá de reforçar é a de lateral-esquerdo, sendo inúmeros os futebolistas que têm vindo a ser apontados ao emblema verde-e-branco como são exemplos: Insúa e Fábio Coentrão.

Hoje, contudo, vem da Alemanha outro possível alvo para o flanco canhoto do leão, mais concretamente Nico Schulz, jovem de 24 anos que vem evoluindo no Borussia de Mönchegladbach, isto depois de ter sido formado no Hertha de Berlim.

Trata-se, aliás, de um futebolista que parece preencher os requisitos de Jorge Jesus para a posição, uma vez que é forte fisicamente (1,80 metros e 78 quilos) e tem grande perfil ofensivo, ou não jogasse muitas vezes como médio/ala ou até extremo-esquerdo.

Criado em Berlim

Nico Schulz nasceu a 1 de Abril de 1993 em Berlim, Alemanha, sendo um produto das escolas do Hertha, emblema que representa desde os sete anos e no qual se estreou ao nível sénior a 14 de Agosto de 2010, isto em duelo da Taça da Alemanha diante do SC Pfullendorf (2-0).

Desde essa data e até ao Verão de 2015, o jovem que soma 50 internacionalizações (seis golos) pelas selecções jovens germânicas haveria de contabilizar um total de 98 jogos (dois golos e oito assistências) pela equipa principal do Hertha de Berlim, tendo ainda somado 24 partidas pela equipa secundária.

No Verão de 2015, contudo, Nico Schulz haveria de mudar-se para o Borussia de Mönchegladbach, numa mudança que o jovem alemão esperava ser positiva para a sua carreira, mas que, até agora, tem sido marcada pelo infortúnio.

Afinal, o lateral fez uma rotura do ligamento cruzado do joelho esquerdo logo em Outubro desse ano, perdendo todo o resto da temporada 2015/16 e fazendo-o nunca mais recuperar a importância que outrora teve em Berlim. Na campanha que agora termina, somou apenas 15 jogos (seis como titular), tendo estado sempre na sombra de Wendt.

Muito ofensivo

Nico Schulz é um lateral-esquerdo de perfil ofensivo, destacando-se pela profundidade que dá ao seu flanco, fruto da sua velocidade, pulmão, boa qualidade técnica, e capacidade de passe e cruzamento.

Estas características, aliás, fazem com que tenha sido algumas vezes utilizado como ala ou extremo-esquerdo, ainda que a sua posição ideal seja a de lateral, principalmente num esquema de três centrais, algo que, contudo, dificilmente encontrará em Alvalade com Jorge Jesus.

Forte fisicamente, denota boa inteligência posicional e é eficaz no capítulo da recuperação e do desarme, características que o tornam competente no capítulo defensivo, ainda que a sua vocação ofensiva faça com que os extremos caiam algumas vezes nas suas costas, numa situação que deverá ser corrigida.

Inegável é que, pela sua qualidade intrínseca, Nico Schulz é superior a todos os jogadores que o Sporting tem neste momento para a posição de lateral-esquerdo, ainda que seja igualmente relevante perceber se a terrível lesão que teve há quase dois anos deixou mazelas. Certo é que, caso esteja a 100%, o internacional sub-21 alemão será sempre um bom reforço para os verde-e-brancos.

 

Read Full Post »

Coman

Coman é uma grande promessa romena

O campeonato romeno conheceu esta temporada um surpreendente campeão, mais concretamente o Viitorul Constanta, emblema cujo dono e treinador é o mítico ex-internacional romeno Gheorghe Hagi

Apenas fundado em 2009, o emblema que vem vivendo uma ascensão verdadeiramente meteórica começa não só a amealhar troféus como também a revelar grandes talentos, sendo talvez o avançado Florinel Coman talvez o mais cintilante de todos.

Em declarações ao jornal “A Bola”, que colocou hoje Coman no caminho do Benfica, Hagi comparou o jovem de 19 anos ao francês Mbappé, sublinhando que a única diferença entre o romeno e o futebolista do Mónaco é que ao seu atleta “ninguém no estrangeiro o conhece”.

Lapidado na Academia de Hagi

Florinel Teodor Coman nasceu a 10 de Abril de 1998 em Brăila, Roménia, tendo actuado nas camadas jovens do modesto Luceafărul Brăila, passando em 2011 para a Academia Gheorghe Hagi, emblema que serve como viveiro de talentos do Viitorul Constanta.

Pela equipa sénior do Viitorul, aliás, haveria de estrear-se no campeonato romeno logo em 2014/15, num duelo diante do Astra Giurgiu, e isto apenas oito dias após completar 17 anos de idade.

A explosão, contudo, surgiria na actual temporada, campanha onde Florinel Coman foi um dos destaques do surpreendente campeão romeno, ou não tivesse somado seis golos e sete assistências em 28 jogos, números que, aos 19 anos, terão chamado à atenção do Benfica, clube que se terá antecipado a forte concorrência para assegurar o talentoso atleta.

Um diamante por lapidar

A qualidade e, acima de tudo, enorme potencial de Florinel Coman é algo indiscutível, e mesmo que a colagem que Hagi fez entre o romeno e Mbappé possa ser um pouco exagerada nesta fase, até porque não se pode comparar a Liga Romena à Ligue 1, a verdade é que podemos estar perante um excelente investimento do Benfica.

O internacional sub-19 romeno é preferencialmente um extremo-esquerdo, que joga com o pé direito, situação que lhe permite ser fortíssimo nas diagonais para a zona central, movimentação em que é especialmente perigoso, fruto da sua velocidade, apuradíssima técnica individual, capacidade física e bom remate de longa distância.

Certo é que apesar de estar especialmente talhado para essa função de falso extremo-esquerdo, a verdade é que Coman pode oferecer polivalência a Rui Vitória, uma vez que também pode actuar nesse mesmo flanco como um ala/extremo de perfil mais puro, assim como actuar do lado direito ou inclusivamente a segundo avançado.

Inegável, contudo, é que o jovem de 19 anos dificilmente será um futebolista para ter um impacto imediato na equipa sénior do Benfica, até porque as exigências que vai encontrar em Portugal serão muito maiores do que as que encontrava na Roménia. De qualquer maneira, se for bem trabalhado pelos encarnados, e se cumprir com todo o seu potencial, poderemos estar perante uma excelente mais-valia para o médio-prazo.

Read Full Post »

Falta golo a Belfodil

Falta golo a Belfodil

Com a temporada 2014/15 a caminhar vertiginosamente para o seu final, é com naturalidade que começam a surgir inúmeros rumores de possíveis alvos dos principais clubes portugueses para a próxima época, sendo Ishak Belfodil um dos mais recentes futebolistas que foram apontados ao Sporting.

Trata-se de um ponta de lança nascido a 12 de Janeiro de 1992 em Mostaganem, Argélia, mas que desde muito novo partiu para França, onde foi evoluindo em inúmeros emblemas ao longo do seu percurso juvenil, com destaque para os emblemáticos: PSG e Olympique de Lyon.

Cedo partiu para Itália

Foi precisamente no Lyon que Ishak Belfodil se estreou no futebol profissional, tendo, entre 2009/10 e 2011/12, somado 23 jogos pela equipa principal do emblema gaulês, isto antes de se transferir para Itália a meio dessa mesma temporada de 2011/12, rumo ao Bolonha, por empréstimo.

Na temporada seguinte, o internacional argelino manteve-se em Itália, mas aí já a título definitivo e noutro clube, o Parma, onde foi uma das referências, somando 34 jogos e oito golos e merecendo inclusivamente o salto para o Inter de Milão.

O contexto não o ajudou nas últimas temporadas

Certo é que, depois de brilhar no clube parmesão, onde alternou entre a função de avançado-esquerdo e ponta de lança, Ishak Belfodil acabou por não conseguir manter o seu trajecto ascendente nas últimas duas temporadas, também um pouco por culpa do contexto que encontrou.

No Inter de Milão, na primeira metade de 2013/14, somou 11 jogos e um golo, acabando emprestado ao Livorno, onde terminou a época com mais 17 jogos disputados, mas nenhum golo apontado, isto num clube que acabaria de descer de divisão e não era, de facto, o mais apropriado para o seu estilo de jogo.

Por fim, na actual campanha de 2014/15, Ishak Belfodil acabou por regressar ao Parma, clube onde, aliás, havia sido mais feliz na sua carreira profissional, mas a verdade é que o internacional argelino encontrou uma equipa à beira do colapso e que já desceu inclusivamente à Serie B. Ao todo, o ponta de lança de 23 anos marcou dois golos em 25 jogos, isto antes de rescindir recentemente o contrato com o clube italiano.

Apenas parecido com Slimani em termos físicos

Por ser argelino e medir 1,92 metros, a primeira tendência é comparar Ishak Belfodil com Islam Slimani, mas a verdade é que as semelhanças entre os dois magrebinos são menores do que se poderia esperar, com o ex-jogador do Parma a apresentar muito mais soluções de jogo do que “Super-Slim”.

Afinal, apesar das suas características físicas de avançado possante e de choque, a verdade é que Ishak Belfodil é um “nove” muito móvel e evoluído tecnicamente, estando capacitado para cair constantemente nas alas e para combinar constantemente com os colegas.

Duas posições, dois sistemas

O internacional argelino, aliás, pode inclusivamente fazer duas posições especificas no terreno, estando habilitado a actuar na posição “nove”, seja sozinho, em 4x3x3 ou 4x2x3x1, ou acompanhado, num qualquer sistema com dois pontas de lança. Para além disso, pela sua evoluída técnica individual, Belfodil ainda se adapta perfeitamente à função de extremo, embora sempre com a baliza em mente, procurando constantemente as diagonais para zonas centrais.

Certo, contudo, é que Belfodil está naturalmente longe de ser perfeito, sendo que os seus números não deixam margem para dúvidas. O internacional argelino falha essencialmente pela ausência do “killer-instinct” que tem o seu companheiro Islam Slimani. Será aí, aliás, que o jovem atacante de 23 anos terá de evoluir para dar finalmente o salto para o patamar que as suas outras (boas) características parecem prometer.

Read Full Post »

Marko Rog é um talentoso

Marko Rog é um talentoso “dez”

No modesto RNK Split, actual sexto classificado do campeonato croata, actua um dos mais promissores médios-ofensivos da Europa de Leste, mais concretamente o jovem Marko Rog, futebolista de apenas 19 anos que já conseguiu inclusivamente estrear-se na selecção A da Croácia.

Trata-se de um futebolista nascido a 19 de Julho de 1995 em Zagreb, Croácia, e que começou a sua carreira no NK Varazdin, ainda que apenas tenha saltado para a ribalta nesta temporada de 2014/15, assumindo-se como o grande estratega ofensivo do RNK Split.

Afinal, na sua época de estreia no clube da Dalmácia, Marko Rog tem demonstrado qualidade e potencial para patamares bem mais elevados, somando já 39 jogos (sete golos) pelo emblema da primeira divisão croata.

“Dez” de grande talento

Marko Rog é preferencialmente um médio-ofensivo ou um “dez”, como é habitual chamar a este tipo de jogadores, destacando-se pela inteligência, visão de jogo, velocidade, evoluída técnica, capacidade de passe e excelente condução com bola.

Excelente finalizador, seja a média ou curta distância, o internacional croata também se adaptará com facilidade às funções de segundo avançado/avançado de suporte, ainda que aí perca impacto no aspecto onde talvez seja mais forte, o da construção e da criação de jogadas de ataque.

Certo, de qualquer maneira, é que estamos perante um jogador que certamente mereceria um olhar atento de alguns dos principais clubes portugueses, até porque Marko Rog apresenta elevadíssimos índices de trabalho e uma maturidade muito elevada para a sua idade.

Read Full Post »

Jovic é uma pérola a lapidar

Jovic é uma pérola a lapidar

Depois de um defeso transacto em que o FC Porto se reforçou preferencialmente no mercado espanhol, a verdade é que 2015/16 poderá colocar os azuis-e-brancos a atacarem outro tipo de destinos, nomeadamente os balcâs, de onde pode chegar o prodígio sérvio de 17 anos: Luka Jovic.

Nascido a 23 de Dezembro de 1997 em Bijeljina, Bósnia-Herzegovina, Luka Jovic, ainda assim, desde sempre evoluiu nas selecções jovens sérvias, pelas quais é internacional sub-16, sub-17 e sub-19, somando um total de 19 encontros e 12 golos.

Pérola do Estrela Vermelha

Em relação ao percurso clubístico, o atacante representou sempre o Estrela Vermelha, gigante de Belgrado pelo qual se estreou na equipa principal na temporada transacta, a 28 de Maio de 2014, quando até marcou um golo num empate com o Vojvodina (3-3) que confirmou o título sérvio de 2013/14.

Já na actual temporada de 2014/15, mesmo que ainda muito jovem, Luka Jovic já tem jogado com grande frequência na equipa principal do Estrela Vermelha, somando um total de 23 jogos (12 como titular) e seis golos pela equipa que se encontra em segundo lugar no campeonato sérvio.

Avançado-centro muito talentoso

Luka Jovic surge preferencialmente em zonas centrais do ataque, podendo actuar como ponta de lança ou avançado de suporte, ainda que as suas características privilegiem a utilização na companhia de outro ponta de lança, ao invés de ser a única referência ofensiva.

Afinal, o internacional sub-19 sérvio demonstra grande mobilidade e inteligência nessas mesmas movimentações, sendo ainda de destacar a sua qualidade na progressão com bola e a facilidade de se desenvencilhar dos adversários em lances de um contra um.

Preferencialmente um destro, Luka Jovic é, contudo, competente a finalizar com ambos os pés, sendo ainda um jogador veloz e explosivo, algo que, aliado à sua boa técnica individual, o torna especialmente perigoso quando embalado com o esférico. Em suma, uma verdadeira pérola a lapidar.

Read Full Post »

Guidetti com Alvalade na mira?

Guidetti com Alvalade na mira?

Um dos futebolistas que tem sido incessantemente apontado ao Sporting nos tempos mais recentes é o jovem ponta de lança John Guidetti, internacional sueco que vai evoluindo nos escoceses do Celtic por empréstimo dos ingleses do Manchester City.

Nascido a 15 de Abril de 1992 em Estocolmo, Suécia, John Alberto Guidetti rapidamente demonstrou qualidades que levaram o Manchester City a avançar para a sua contratação logo em 2008, altura em que o jovem ponta de lança escandinavo contava com apenas 16 anos de idade.

Nunca vingou nos “citizens”

Vinculado aos “citizens” até aos dias que correm, a verdade, contudo, é que o internacional sueco nunca vingou no emblema inglês, tendo somado empréstimos a clubes como o IF Brommapojkarna (2010), Burnley (2010), Feyenoord (2011/12), Stoke City (2014) e Celtic (2014/15). De entre essas cedências, destaque claro para a passagem pelo Feyenoord, onde marcou 20 golos em 23 jogos, e agora pelo Celtic de Glasgow, onde soma actualmente 15 tentos em 35 partidas pelo já consagrado campeão escocês de 2014/15.

Vírus e lesão no joelho travaram progressão

Uma das razões que também explica o seu insucesso no Manchester City e o tardar em confirmar todo o potencial que apresenta desde tenra idade foi um vírus que contraiu ainda na passagem por Roterdão e que o afastou dos relvados por bastante tempo.

Essa mazela, que o deixou inclusivamente sem sensibilidade na perna direita por alguns meses, encurtou-lhe o empréstimo ao Feyenoord, sendo que, depois da morosa recuperação, o internacional sueco haveria de sofrer uma lesão no joelho que voltou a afastá-lo dos relvados. Aliás, entre Abril de 2012 e Janeiro de 2014, John Guidetti apenas somou uma mão cheia de jogos pelos reservas do Manchester City.

Um “nove” completo

John Guidetti é um possante ponta de lança de 185 cm e 79 kg que se destaca pela velocidade, evoluída capacidade técnica e qualidade na finalização, sendo ainda de realçar a inteligência das suas movimentações, nomeadamente na forma como sabe jogar na linha do fora de jogo.

Pelo seu físico, o internacional sueco é igualmente um atacante que sabe desgastar os defesas-centrais contrários, sendo forte no choque e nos duelos um contra um, algo que, aliado à sua mobilidade, o torna num autêntico quebra-cabeças para os últimos redutos adversários.

Gosta de companhia

Quanto à sua utilização em termos tácticos, é certo que John Guidetti tanto pode render num sistema 4x3x3, assim como num sistema 4x4x2, ainda que entenda que o sueco irá sempre atingir um melhor rendimento com um colega a seu lado, mais concretamente alguém que lhe permita fazer combinações.

Ainda assim, caso a sua equipa opte por um sistema 4x3x3, existem sempre naturais formas de compensar essa mais directa forma de auxílio, nomeadamente com a utilização de um “dez” puro (coisa que o Sporting não faz de momento), que dê esse apoio a Guidetti, assim como privilegiar os movimentos interiores do(s) extremo(s).

Read Full Post »

Older Posts »