Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Olivais e Moscavide’

Miguel Lopes foi uma surpresa

Uma das grandes surpresas da convocatória de Paulo Bento para este campeonato da Europa é, claramente, Miguel Lopes, lateral-direito do Sporting de Braga que poucos esperavam que estivesse nos 23 elementos que vão representar Portugal no Euro 2012. Produto das escolas de clubes como o Oriental, Olivais e Moscavide ou Alverca, Miguel Lopes iniciou a sua carreira profissional no Benfica, todavia, teve de dar alguns passos atrás na carreira até conseguir, este ano, o momento mais alto da sua carreira desportiva, sendo titular no Sp. Braga e conseguindo a viagem para a Polónia e Ucrânia.

Percurso Desportivo

Hugo Miguel Almeida Costa Lopes nasceu a 19 de Dezembro de 1986 em Lisboa, Portugal, tendo iniciado a sua carreira no Oriental e passado pelo Olivais e Moscavide e Alverca, antes de se transferir para o Benfica. Nos encarnados, representou a equipa B em 2005/06, tendo realizado 24 jogos e marcado 4 golos. Ainda assim, não convenceu os responsáveis encarnados, tendo se transferido depois para o Operário na época seguinte.

Nos açorianos, em plena II Divisão B, Miguel Lopes jogou com regularidade (23 jogos, 7 golos), garantindo, sem surpresa, uma transferência para o Rio Ave, clube que representou entre 2007 e 2009 e onde  foi peça importante no regresso dos vilacondenses ao primeiro escalão.

Esse bom desempenho no Rio Ave permitiu novo salto ao jovem lateral, sendo que Miguel Lopes se mudou para o FC Porto no início de 2009/10. Todavia, nessa época, o lateral português não se impôs totalmente, acabando emprestado ao Betis em 2010/11.

Depois de uma época de bom nível na equipa andaluza (22 jogos), Miguel Lopes preparava-se para ser novamente emprestado a outro clube espanhol (Saragoça) em 2011/12, contudo, vários problemas inerentes a essa cedência acabaram por fazer com que o internacional português ficasse parado durante os primeiros seis meses da última temporada.

Como tal, Miguel Lopes apenas voltou à acção na segunda metade de 2011/12, desta feita, num empréstimo ao Sp. Braga, clube onde terminou a época em excelente nível, tendo garantido a titularidade e, também, um lugar no Euro 2012.

Como joga?

Miguel Lopes é preferencialmente um lateral-direito que defende com critério e sabe subir com coerência pelo seu flanco, criando desequilíbrios no ataque.

Raçudo e inteligente em termos posicionais, não é um portento de técnica, contudo, tem assinalável qualidade de passe e cruza com qualidade quando ganha a linha.

Apesar de tudo, e havendo João Pereira e, até, Ricardo Costa como opção para a lateral-direita, será difícil que Miguel Lopes tenha grandes ocasiões para jogar no Euro 2012.

Read Full Post »

Yu Dabao nos tempos do Benfica

Muito antes da rábula do melhor jogador chinês da actualidade de Paulo Futre, que foi usada e abusada pela imprensa e pelos portugueses até à exaustão, já o Benfica tinha sido pioneiro na contratação de um promissor jogador desse enorme país asiático: Yu Dabao. Rotulado de jogador de grande talento, chegou aos juniores do Benfica na temporada 2006/07, mas nunca se impôs verdadeiramente nem nos encarnados, nem em todos os clubes ao qual foi emprestado pelas águias. Ainda assim, muito antes de Futre, ficou a tentativa do Benfica de contratar aquele poderia ser o jogador chinês mais promissor da sua geração.

Chegou ao Benfica no final da sua formação futebolística

Yu Dabao nasceu a 18 de Abril de 1988 em Quingdao, China, e começou a sua carreira futebolística no Qingdao Hainiu em 1997. Na China, ainda representou o Guangdong Mingfeng e o Qingdao Hailifeng, antes de se transferir para os juniores do Benfica durante a temporada 2006/07.

No Benfica, o ponta de lança chinês teve impacto imediato, fazendo um hat-trick e uma assistência na estreia diante do Portimonense em jogo a contar para o Nacional de Juniores. Na verdade, até final da temporada, Yu Dabao demonstrou ser um jogador bastante promissor, destacando-se pelo poder físico e boa capacidade de finalização.

Não se impôs em nenhum dos clubes aos quais foi emprestado

Na temporada seguinte, foi integrado no plantel principal dos encarnados, mas rapidamente foi emprestado ao Desportivo das Aves, onde, pouco jogou (9 jogos, 1 golo). Depois da experiência no clube da Liga de Honra, esteve emprestado ao Olivais e Moscavide em 2008/09 (12 jogos, 2 golos) e ao Mafra em 2009/10 (12 jogos, 3 golos), mas tal como no Desportivo das Aves, o sucesso do promissor ponta de lança chinês foi reduzido, como se pode perceber pelos números de utilização.

Regressou à China para relançar a carreira

Depois de concluído o seu vínculo contratual com o Benfica, Yu Dabao ainda esteve à experiência num clube da Major League Soccer norte-americana, o FC Dallas, todavia, acabou por não ficar no clube do Texas, optando por regressar ao futebol chinês.

No Tianjin Teda desde 2010, o ponta de lança chinês actualmente com 23 anos tem tentado relançar a sua carreira e assumir-se como o grande talento que chegou a prometer ser, todavia, atendendo aos números (22 jogos, 7 golos), parece que Yu Dabao nunca se vai assumir como o melhor jogador chinês da actualidade.

Read Full Post »

Celestino na selecção portuguesa de sub-21

Não me canso de dizer que o Belenenses, apesar da época menos conseguida, tem um plantel repleto de jogadores talentosos, sendo que outro desses exemplos é o médio-centro Celestino.

Nascido a 2 de Janeiro de 1987 no Mindelo, Cabo Verde, Pedro Celestino Silva Soares iniciou a sua carreira futebolística nas camadas jovens do Amora, onde esteve entre 1994/95 (escolas) até 2002/03 (juvenis). Depois, no início da época 2003/04, transferiu-se para o Sporting, onde terminou o seu percurso como futebolista juvenil em 2005/06.

Nas temporadas seguintes, o jogador esteve emprestado pelo Sporting a clubes como o Olivais e Moscavide (20 jogos, 3 golos) e Estoril (16 jogos, 2 golos), ambos na Liga de Honra, sendo que, em 2007/08 e 2008/09, esteve emprestado ao então primo-divisionário Estrela da Amadora, onde efectuou 44 jogos (2 golos) no total das duas temporadas.

Nos azuis do Restelo desde 2009/10

No Verão de 2009, terminou o vínculo de Celestino ao Sporting Clube de Portugal e o médio-centro transferiu-se definitivamente para o Belenenses. Nessa temporada, o internacional sub-21 foi um dos mais utilizados dos azuis, tendo somado 33 jogos entre campeonato e Taça de Portugal, mas sendo incapaz de impedir a descida do Belenenses à Liga de Honra no final da época.

Na actual temporada, Celestino voltou a assumir-se como peça fulcral no meio-campo azul, mas ganhou maior preponderância ofensiva, pois se na época anterior não havia marcado qualquer golo, o internacional já soma seis golos (29 jogos) em 2010/11.

Médio-centro de bom pulmão e capacidade táctica

Celestino é um médio que tanto pode jogar a “seis” como a “oito”, sendo um elemento que prima pelo bom posicionamento no terreno de jogo e por ter um excelente pulmão. Bom recuperador de bolas e forte nas transições, é um jogador ideal para funcionar como box to box num 4x3x3 ou elemento mais ofensivo de um duplo-pivot num 4x2x3x1. No entanto, se o treinador optar por um 4x4x2 losango, o internacional sub-21 também pode actuar, sendo que aí será a trinco ou, talvez, a interior-direito, que se adaptará melhor.

Neste momento, com 24 anos, penso que se trata de um jogador com qualidade mais do que suficiente para regressar ao principal escalão do futebol nacional.

Read Full Post »

É um jogador talentoso, , mas não era certo que estivesse entre os eleitos do seleccionador. Ainda assim, a sua chamada não deixou ninguém surpreendido.

Miguel Veloso, de 24 anos, é um jogador polivalente (actua a defesa central ou lateral), mas é no centro do terreno que demonstra todo o seu talento.

Após ser campeão de juniores nas camadas jovens do Sporting (2004/05), foi emprestado ao Olivais e Moscavide (2005/06), onde ajudou a promover o clube à Liga de Honra e ganhou o seu primeiro título nacional. Na época seguinte (2006/07) regressou ao Sporting e cedo demonstrou capacidades para ser titular e afirmar-se na primeira equipa, despertando o interesse de grandes clubes de outros campeonatos.

Na selecção, estreou-se pela mão de Scolari, em 2007, e esteve presente no Euro2008. Este ano volta a marcar presença numa grande competição de selecções, mesmo tanto sido pouco utilizado na fase de apuramento.

Veloso é um jogador de técnica apurada, bom toque de bola e uma capacidade de passe fora do comum – sendo os passes longos uma das suas qualidades. Tem um remate forte e preciso e um posicionamento em campo muito interessante, que lhe permite preencher os espaços de forma a compensar a sua falta de velocidade. As bolas paradas são também um dos seus trunfos – sejam cantos ou livres, e o seu pé esquerdo, nesse aspecto, a ser uma mais valia para a selecção.

Pode desempenhar outras funções dentro de campo, mas, perante as suas características e o esquema táctico da selecção, Miguel Veloso deverá ser utilizado, por Queirós, no meio campo, à frente do trinco (Pepe ou Pedro Mendes) e atrás do Nº10 (Deco). Veloso será um número (8) que trará equilíbrio ao meio campo defensivo e procurará desequilibrar nas transições ofensivas – pela sua visão de jogo e remate de meia distância.

Existem dúvidas se o seleccionador o irá premiar com a titularidade, mas perante a má forma de Meireles (o mais usado nessa posição durante a qualificação) e a dúvida sobre a possibilidade de utilizar Tiago (devido a lesão), Veloso pode ter a hipótese de se afirmar em definitivo como uma pedra chave na selecção nacional, convencer de vez quem ainda tenha dúvidas sobre o seu valor e valorizar a sua (aparentemente inevitável) ida para um campeonato de maior dimensão.

Read Full Post »