Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Sporting de Braga’

PM

O Vitória de P. Martins já está na Liga Europa

A fraca temporada que Portugal fez nas competições europeias em 2016/17, potenciada pelo facto de Sporting e Sporting de Braga terem estado muito abaixo das expectativas, faz com que o nosso país vá perder uma equipa nas competições europeias em 2018/19.

Ou seja, nessa temporada, teremos apenas duas equipas na Liga dos Campeões (uma na 3.ª pré-eliminatória e outra na fase de grupos) e outras três na Liga Europa (uma na fase de grupos, uma na 3ª pré-eliminatória e outra na 2.ª pré-eliminatória).

Este infortúnio, porém, poderá (e deverá) começar a ser revertido já na próxima época, uma vez que Portugal teve a “sorte” de (quase) tudo lhe correr no âmbito das equipas que se apuraram para as competições europeias, seja ao nível de quem se qualificou, como inclusivamente da fase da prova para a qual seguirão.

FC Porto no playoff seria teoricamente melhor para Portugal

Na Liga dos Campeões, por exemplo, seguem as três melhores equipas portuguesas (Benfica e FC Porto na fase de grupos e Sporting no playoff), sendo que o cenário apenas poderia melhorar caso os dragões fossem ao playoff ao invés dos leões. É que os azuis-e-brancos, com 98,866 de coeficiente, seriam garantidamente cabeças de série nessa fase da prova, algo que maximizaria a possibilidade de termos novamente três equipas na fase de grupos da Liga dos Campeões.

O Sporting, afinal, fruto de fracas campanhas europeias recentes, tem um coeficiente de apenas 36,866, números que só por milagre lhe permitirão chegar ao estatuto de cabeça de série no playoff e, como tal, diminuirão em muito as possibilidades dos leões ultrapassarem essa fase da prova.

Neste momento, e olhando para os potenciais adversários do Sporting, podemos vislumbrar equipas como o Sevilha, Nápoles ou Liverpool, sendo que só sendo cabeças de série é que os verde-e-brancos poderão escapar a estes emblemas. E para isso, é preciso que quatro equipas com melhor ranking sejam eliminadas na 3.ª pré-eliminatória, num cenário que, convenhamos, é bastante improvável.

Pontos de bónus na Champions são relevantes

Até há pouco tempo, e em termos de ranking UEFA, beneficiava-se muitas vezes de se jogar na Liga Europa ao invés da Liga dos Campeões. Afinal, a contagem dos pontos era semelhante e o grau de dificuldade dos mesmos era completamente diferente, sendo muito mais fácil robustecer o ranking nessa prova do que na Champions.

Consciente de que isso era algo injusto, a UEFA fez algumas modificações, sendo a mais relevante a atribuição de quatro pontos de bónus só pela passagem à fase de grupos da Liga dos Campeões, a que há de juntar outros cinco pela eventual passagem aos oitavos de final da prova. Assim sendo, uma equipa portuguesa que atinja os oitavos de final desta prova sabe que independentemente dos seus resultados irá sempre somar nove pontos para o seu ranking, algo que equivale a quatro vitórias e um empate.

Ou seja, uma equipa que se apure para os oitavos de final da Liga dos Campeões com, imaginemos, três vitórias e dois empates, irá somar 17 pontos para o ranking, enquanto uma equipa que ganhe o grupo da Liga Europa com seis vitórias e vença os dois jogos dos 16/final irá somar “apenas” 16 pontos. Nesse seguimento, e aliado ao factor financeiro, é agora unânime que existirá sempre o maior dos benefícios em jogar a Liga dos Campeões me detrimento da Liga Europa.

Quinto lugar do Sp. Braga é teoricamente positivo na UEFA

Tirando os “três grandes”, apenas uma equipa portuguesa tem um ranking UEFA relevante, mais concretamente o Sporting de Braga, emblema que até se superioriza ao Sporting nesse aspecto, acumulando um total de 37,366 pontos.

Nesse seguimento, acaba por ser positivo para Portugal que os bracarenses tenham caído para o quinto lugar, uma vez que, assim, levamos às pré-eliminatórias uma equipa que, garantidamente, será sempre cabeça de série num eventual caminho até à fase de grupos.

Ora, esse cenário é igualmente muito importante na segunda prova mais importante do futebol europeu, uma vez que, no playoff, já se vislumbram equipas muito fortes com o estatuto de cabeça de série, sendo exemplos o PSV, AC Milan, Marselha, Galatasaray, Zenit ou Real Sociedad, tudo equipas que entram logo na 3.ª pré-eliminatória.

Marítimo pode sonhar

Quanto aos outros dois clubes portugueses presentes na Liga Europa, sabemos de antemão que o Vitória de Guimarães tem presença garantida na fase de grupos, num cenário bastante positivo para os vimaranenses (e para o ranking luso), que, em teoria, dificilmente seriam cabeças de série no playoff.

Com os mesmos 14,866 pontos de ranking encontra-se o Marítimo, sendo que a equipa madeirense, em teoria, será cabeça de série na 3.ª pré-eliminatória, o que lhe permitirá fugir aos “tubarões” que referenciei para o caso arsenalista.

No playoff, contudo, já não é expectável que o Marítimo consiga esse estatuto, ainda que os madeirenses não devam já se resignar com a fatalidade de terem de defrontar um cabeça de série nessa fase da prova. É que, se não houver grandes surpresas na Liga dos Campeões, será “apenas” necessário que sete equipas com melhor ranking que o Marítimo sejam eliminadas entre a 1.ª e 3.ª pré-eliminatória, algo que está muito longe de ser impossível.

Anúncios

Read Full Post »

Abid parece ter sido feito de um molde de Slimani

Abid parece ter sido feito de um molde de Slimani

E se Islam Slimani tivesse um clone no seu país natal? Quem segue o campeonato argelino já terá certamente feito essa pergunta a si próprio, uma vez que o ponta de lança Mohamed Lamine Abid, do USM El Harrach, lembra claramente o futebolista do Sporting e, curiosamente, até poderá seguir os seus passos, uma vez que o jornal “A Bola” coloca-o hoje na rota da Liga Portuguesa, pela possível porta do Sporting de Braga.

Trata-se de um ponta de lança nascido a 4 de Julho de 1991 em Arbaatache, Argélia, e estreou-se no futebol sénior precisamente no seu actual clube, o USM El Harrache, emblema pelo qual soma um total de 70 jogos e 16 golos desde 2011/12.

Um Slimani em estado bruto

As parecenças entre Islam Slimani e Mohamed Lamine Abid são gigantescas, apresentando ambos a mesma capacidade de luta, similar maneira de se movimentarem e igual apetência para serem letais no jogo aéreo.

Mas se o jogador do Sporting já evoluiu bastante no capítulo da finalização com os pés, o seu “clone” terá ainda de passar por esse percurso evolutivo, sendo que um eventual salto para o mais exigente futebol português poderia ser fulcral para esse desiderato.

Certo, de qualquer maneira, é que estando avaliado em apenas 500 mil euros e apresentando o potencial que apresenta aos 23 anos, Mohamed Lamine Abid será certamente um excelente investimento de futuro para os arsenalistas.

Read Full Post »

Possebon chegou a actuar na Premier League

Possebon chegou a actuar na Premier League

Rodrigo Possebon chegou ao Sporting de Braga em 2009/10 e com algum estatuto, uma vez que vinha cedido pelo poderoso Manchester United, clube pelo qual até se tinha estreado na Premier League. A verdade, contudo, é que o médio-centro que era visto como um reforço de peso para os “guerreiros” acabou por traduzir-se num gigantesco flop, limitando-se a fazer 34 minutos num duelo europeu de má memória diante dos suecos do Elfsborg (0-2).

Formado no Internacional

Rodrigo Pereira Possebon nasceu a 13 de Fevereiro de 1989 em Sapucaia, Brasil, e cresceu nas camadas jovens do Internacional de Porto Alegre, isto antes de ser monitorizado pelo Manchester United, que o recrutou no Verão de 2008.

Nos “red devils”, o jovem brasileiro conseguiu mesmo somar alguns jogos na equipa principal, acumulando três partidas na Premier League e outras cinco nas taças domésticas, isto sempre como suplente utilizado.

Insucesso absoluto em Braga

Ainda assim, aos 20 anos, entendeu-se em Old Trafford que o melhor para Rodrigo Possebon seria rodar num clube de menor exigência, surgindo assim a sua cedência ao Sporting de Braga em 2009/10.

Esse empréstimo, todavia, acabou por redundar num gigantesco fracasso, uma vez que o brasileiro apenas actuou num jogo, mais concretamente numa derrota dos arsenalistas na Suécia, diante do Elfsborg (0-2), num encontro em que entrou de início e saiu logo aos 34 minutos…

Continua sem se impor

Aliás, o (mau) impacto do brasileiro no Sporting de Braga foi tal, que o empréstimo de uma temporada até foi encurtado, tendo o médio-centro regressado ao Manchester United logo em Janeiro.

No Verão de 2010, contudo, Rodrigo Possebon haveria mesmo de abandonar os ingleses em definitivo, iniciando aí um périplo por inúmeros clubes como o Santos, Vicenza, Criciúma, Mirassol e Náutico, sempre sem se conseguir impor em nenhum e fazendo duvidar das capacidades do olheiro do Manchester United que, um dia, aprovou a sua contratação.

Ainda assim, há quem ainda pareça acreditar no jovem que também tem passaporte italiano e que até chegou a ser internacional sub-20 pelos transalpinos. Falamos do Al-Riffa, do Bahrein, que apostou recentemente na sua contratação.

Read Full Post »

Danilo poderá ser um dos melhores

Danilo poderá ser um dos melhores “seis” do planeta

Uma das grandes revelações da última edição do campeonato nacional acabou de ser consagrado como o segundo melhor jogador do Mundial de sub-20, prova onde ajudou a levar o Brasil até uma final entretanto perdida diante da campeã Sérvia (1-2).

Falamos, é claro, do médio-defensivo Danilo Barbosa da Silva, jovem nascido a 28 de Fevereiro de 1996 em Simões Filho, Brasil, e que vai representando o Sporting de Braga, ainda que seja previsível que essa estadia no Minho dure pouco mais tempo, tal é a sua qualidade e o “peso” dos interessados (fala-se da Juventus, por exemplo).

Afinal, formado no Vasco da Gama, clube pelo qual somou nove jogos pela equipa principal em 2014, Danilo acabou por rumar a Portugal no último Verão, e com apenas 18 anos, mas a verdade é que não sentiu minimamente o impacto da chegada ao futebol europeu, assumindo-se como um esteio dos “guerreiros”, pelos quais somou 28 jogos (dois golos).

Classe, técnica e inteligência posicional

Não sendo propriamente veloz, Danilo é um futebolista que se destaca imediatamente pelo seu inteligente e eficaz posicionamento, algo que lhe permite ter uma ocupação de espaços quase perfeita no meio-campo do Sporting de Braga, onde controla todas as operações e é muito mais que um simples “seis” de contenção.

O internacional sub-21 brasileiro é ainda um jogador que apresenta uma boa capacidade técnica e de passe, sendo bastante importante na primeira fase de construção da equipa minhota, algo que faz com muita qualidade. Para além disso, Danilo tem igualmente capacidade de projecção ofensiva, sendo inclusivamente um bom finalizador quando tem oportunidade para tal.

Igualmente com boa capacidade de marcação, faltará apenas a Danilo ganhar por vezes um pouco mais de intensidade nas suas acções, algo que acaba por ser natural para um jogador que ainda só conta com 19 anos de idade.

Read Full Post »

Alef tem potencial

Alef tem potencial

Um dos jogadores que vai evoluindo no Mundial de sub-20 e que está a ser apontado a clubes portugueses é o medio-defensivo brasileiro Alef dos Santos Saldanha, futebolista que começou por ser colocado na rota do Sporting de Braga, mas, agora, também estará na mira do Benfica.

Trata-se de um talento nascido a 28 de Janeiro de 1995 em Nova Odessa, Brasil, e que começou a sua carreira no Ponte Preta, emblema que representou profissionalmente entre 2013 e 2014, somando um total de 43 jogos oficiais.

Na temporada que agora termina, contudo, esteve emprestado aos franceses do Marselha, ainda que, nesse emblema orientado pelo argentino Marcelo Bielsa, apenas tenha actuado pelas reservas.

Força física e qualidade técnica

Alef é um jogador que se destaca imediatamente pela sua dimensão física, ou não medisse 186 cm, sendo por isso bastante eficaz no jogo aéreo e, também, nos duelos individuais, onde dificilmente é batido

Competente nas transições, destaca-se essencialmente na fase de construção, onde a sua boa técnica e visão de jogo permitem-lhe criar inúmeros lances de perigo. Ou seja, podemos dizer que estamos perante um “seis” que não se limita apenas a equilibrar a equipa, mas também é fundamental na criação de desequilíbrios no adversário.

Aos 20 anos, ainda assim, é natural que ainda tenha algumas questões para resolver, nomeadamente no capítulo do posicionamento e, acima de tudo, na intensidade de jogo, que terá de aumentar num eventual salto para o futebol europeu.

Read Full Post »

Pardo é um extremo-direito entusiasmante

Pardo é um extremo-direito entusiasmante

Depois de um defeso em que apostou essencialmente no mercado espanhol, parece que o FC Porto irá focar-se novamente no mercado interno para o reforço do seu plantel 2015/16, isto lembrando as aparentemente garantidas contratações de Sérgio Oliveira e André André, e acreditando em dois alvos bracarenses hoje apontados pelo jornal “A Bola”: Rafa Silva e Felipe Pardo.

Quanto ao colombiano, aliás, trata-se de um futebolista com enorme qualidade e que, admito, faz-me confusão que ainda não tenha dado o salto para outro patamar, sendo que o FC Porto poderá permitir-lhe finalmente esse desiderato, isto dois anos depois da mudança para Portugal e para o Sp. Braga.

Muitos anos em Medellín

Edgar Felipe Pardo Castro nasceu a 17 de Agosto de 1990 em Quibdó, Colômbia, tendo passado pelo Atlético Huila e pelo Deportivo Cali, isto antes de chegar ao Independiente de Medellín em 2009.

Nesse último emblema, valha a verdade, foi quando o jovem colombiano conseguiu a estabilidade necessária para desenvolver todo o seu futebol, sendo que o extremo-direito, até ao Verão de 2013, somou um total de 149 jogos oficiais e 19 golos.

A brilhar na Pedreira

Aos 23 anos, contudo, teve a oportunidade de dar o salto para a Europa, mudando-se para o Sporting de Braga, clube que representa de há duas temporadas para cá e cada vez com maior impacto.

De facto, desde 2013/14, o colombiano soma 74 jogos e 19 golos pelos bracarenses, sendo um dos principais desequilibradores do ataque da equipa até há pouco tempo orientada por Sérgio Conceição.

Lembra Hulk

Fazendo um pequeno paralelismo e respeitando as devidas distâncias, Felipe Pardo é um futebolista que recorda um pouco o internacional brasileiro Hulk, uma vez que também actua preferencialmente pelo flanco direito e destaca-se pela velocidade, explosividade, capacidade técnica e potência física (178 cm, 80 kg).

Ainda assim, e ao contrário do “Incrível”, Felipe Pardo não atinge o mesmo nível de excelência na finalização, nem é tão forte nos movimentos interiores, isto apesar de não podermos classificar o colombiano como um extremo puro.

Certo, de qualquer maneira, é que o actual jogador do Sp. Braga mostra capacidade mais do que suficiente para ser um elemento importante no FC Porto, nomeadamente em jogos onde seja necessário imprimir maior verticalidade ao flanco e apostar nas transições rápidas e/ou lances de contra-ataque.

Read Full Post »

CFBVSCTerminado o campeonato nacional, as contas referentes aos clubes portugueses estão todas concluídas. O Sporting de Braga está automaticamente apurado para a fase de grupos, onde garantidamente será cabeça de série, enquanto que o Vitória de Guimarães e o Belenenses terão de ultrapassar duas pré-eliminatórias para fazerem companhia aos arsenalistas.

Ainda assim, se ambos terão de ultrapassar dois adversários para atingirem a fase de grupos da Liga Europa e o sempre apetecível prémio de 1,3 milhões de euros, a verdade é que a perspectiva de ambos é completamente diferente.

Afinal, os vimaranenses, com um coeficiente de 17.776 pontos, terão a garantia de serem cabeças de série na 3.ª pré-eliminatória e playoff, enquanto os azuis do Restelo, com um coeficiente de 12.276 pontos, apenas serão garantidamente cabeças de série na 3.ª pré-eliminatória, precisando de uma improvável conjugação de resultados nas eliminatórias anteriores para repetirem o feito na ronda seguinte.

Nesse seguimento, enquanto o Vitória de Guimarães terá como adversários potenciais no playoff equipas como o Sheriff (Moldávia), Zarja (Ucrânia), Asteras Tripolis (Grécia), Omónia de Nicósia (Chipre) ou Atromitos (Grécia), o Belenenses poderá ver-se obrigado a defrontar clubes como o Borussia Dortmund (Alemanha), Athletic de Bilbau (Espanha), AZ Alkmaar (Holanda), Dínamo de Moscovo (Rússia) ou Sampdória (Itália).

Assim sendo, será sempre necessário colocar as expectativas de sucesso destes dois clubes lusos em patamares completamente diferentes, devendo o Belenenses precisar de um verdadeiro momento de superação para chegar à fase de grupos da Liga Europa.

Read Full Post »

Older Posts »