Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Stabaek’

Uma imagem recorrente: Diomande a festejar um golo pelo Stabaek

Uma imagem recorrente: Diomande a festejar um golo

O actual segundo melhor marcador do principal campeonato norueguês é Adama Diomande, futebolista de 25 anos que vai evoluindo no Stabaek, vice-líder da prova, muito por culpa dos 15 golos do jovem atacante

Nascido a 14 de Fevereiro de 1990 em Oslo, Noruega, Adama Diomande passou pelas camadas jovens do Valerenga e do Lyn, tendo se estreado no futebol sénior precisamente neste último emblema, pelo qual somou uma partida oficial em 2009.

Posteriormente, passou pelo Skeid, da terceira divisão da Noruega, ainda que tenha sido em 2011, no segundo escalão, e ao serviço do Hødd, que teve a sua verdadeira temporada de explosão, ou não tivesse somado 17 golos em 31 jogos nessa mesma campanha.

Strømsgodset permitiu entrada na elite

Em 2012, todavia, o ponta de lança haveria de assegurar o bilhete para a carruagem da Tippeligaen, nomeadamente através do Strømsgodset, clube pelo qual haveria de somar 16 golos em 50 jogos, isto em dois anos com a camisola do “Godset”.

Perante esse relativo destaque, o internacional norueguês haveria de garantir uma transferência para o Dínamo Minsk, isto numa operação que haveria de se revelar nefasta para Adama Diomande, uma vez que este nunca se adaptou ao futebol bielorusso, tendo terminado a época de 2014 com apenas três golos apontados em 32 jogos.

Ora, perante este estado de coisas, o ponta de lança preferiu voltar ao ponto de partida, regressando então à Noruega, sendo claro que essa terá sido a melhor decisão que poderia ter tomado, uma vez que tem se assumido como um verdadeiro abono de família do seu novo clube, o Stabaek, emblema pelo qual soma 23 golos em 25 jogos oficiais.

Um atacante que permite diversas soluções

Adama Diomande, que é de etnia nigeriana, representa claramente o perfil do ponta de lança africano, uma vez que é rápido, tecnicista e muito móvel, sendo ainda de destacar a sua inteligência a lidar com a linha de fora de jogo e a sua excelente capacidade finalizadora, seja com os pés ou com a cabeça.

Não sendo um colosso (180 cm e 75 quilos), é ainda assim um ponta de lança que sabe usar o corpo nos confrontos com as defesas contrárias, percebendo-se que o muito físico futebol norueguês acabou por uma excelente escola para esse propósito, oferecendo-lhe clara embalagem para se destacar ainda mais em campeonatos não tão exigentes nesses parâmetros.

A evoluir, obviamente, existem ainda alguns aspectos importantíssimos, nomeadamente na sua tomada de decisão, uma vez que Adama Diomande exagera algumas vezes em iniciativas individuais insípidas, mas também na própria consistência das suas exibições (apaga-se inexplicavelmente por vezes).

De qualquer maneira, com um treinador que tenha a paciência necessária, poderá estar aqui um avançado para outros palcos, afigurando-se como um atleta ideal para jogar ao lado de uma referência mais posicional num qualquer esquema com dois pontas de lança.

Read Full Post »


Mikkel Diskerud é um médio de qualidade

Na Liga Norueguesa, mais concretamente no Stabaek, actua um polivalente médio, que é uma das promessas do futebol norte-americano: Mikkel Diskerud.

Nascido a 2 de Outubro de 1990, em Oslo, Mikkel “Mix” Morgenstar Pålssønn Diskerud só conheceu um clube em toda a sua carreira que foi o Stabaek, equipa que representa desde as camadas jovens.

Sénior desde 2008, o médio norte-americano já efectuou 60 jogos (10 golos) pelo clube norueguês, assumindo-se, desde 2009, como titular absoluto do Stabaek.

Apesar de ter nascido na Noruega e de até ter representado aquele país escandinavo em algumas provas internacionais a nível juvenil, Mikkel Diskerud acabou por, a nível sénior, ter escolhido a selecção norte-americana (já soma duas internacionalizações), equipa pela qual é elegível pelo facto da sua mãe ter nascido no Arizona.

Médio polivalente e de boa qualidade técnica

Mikkel Diskerud é um médio com bom posicionamento e visão de jogo, que tem boa qualidade de passe e que gosta de ter a bola nos pés. Preferencialmente um médio-centro talhado para a posição “oito”, também pode actuar como interior-esquerdo e, até, na posição dez.

Ainda assim, penso que por não ser um jogador extremamente rápido e, por lhe faltar a criatividade exigível a um número dez, é na posição “oito” que irá render mais, seja como elemento mais móvel de um duplo-pivot, ou como “box to box” num 4-3-3.

Com apenas 20 anos e já internacional pelos Estados Unidos, trata-se de um jogador a merecer grande atenção pelos olheiros internacionais.

Read Full Post »

Perdido nos frios relvados noruegueses encontra-se um dos mais promissores médios “box to box” da actualidade: Anthony Annan.

O jovem ganês de apenas 23 anos encontra-se na Noruega desde 2007, tendo actuado no Start, Stabaek e, desde 2008, no Rosenborg. Na equipa de Trondheim já fez 66 jogos, sendo, provavelmente, o jogador mais importante do colosso escandinavo.

Annan trata-se de um médio muito ao estilo do seu compatriota Essien, pois tem um enorme pulmão, defende e ataca com a mesma competência, tem técnica e enche o coração do relvado, parecendo, por vezes, omnipresente.

Apesar de muito jovem, o ganês já tem 38 internacionalizações e é seguido por meia Europa. Assim sendo, é provável que, após o Mundial, Annan dê o salto.

Seria, por certo, um excelente reforço para qualquer equipa portuguesa de topo. Se dúvidam, procurem-no num jogo da selecção ganesa e confirmem a minha tese.

 

Read Full Post »