Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Tourizense’

Licá tem brilhado no Estoril

Uma das razões para que o Estoril lidere isoladíssimo o campeonato da segunda liga em Portugal é um avançado português que tem marcado golos à catadupa, assumindo-se claramente como homem para outros voos: Licá.

Nascido a 8 de Setembro de 1988 em Castro D’Aire, Luís Carlos Pereira Carneiro “Licá” iniciou a sua carreira no Social Lamas, tendo passado pela Académica, Tourizense e Trofense, antes de se transferir, no último defeso de Verão, para o Estoril.

Até chegar aos canarinhos, o avançado português tinha como melhor registo de golos, seis tentos pelo Tourizense em 2007/08, todavia, esta época, tem destruído todos os recordes, somando catorze golos em todas as competições oficiais disputadas pela equipa que lidera a Liga Orangina.

Avançado rápido e letal

Licá é um ponta de lança de 1,80 metros e 71 quilos que faz da mobilidade, velocidade e frieza na hora de atirar à baliza os seus maiores predicados.

Capaz de deambular por todas as zonas ofensivas, o avançado-centro é evoluído tecnicamente, desenvencilhando-se facilmente dos adversários com dribles bastante efectivos. Depois, na hora do remate, é frio e certeiro e raramente desperdiça a oportunidade.

Pelas suas características, também pode actuar descaído para a direita como falso extremo-direito, fazendo, dessa forma, constantes diagonais para o centro para aplicar o seu certeiro pontapé.

Em suma, trata-se de um enorme talento que, por certo, jogará no principal escalão português na próxima temporada desportiva, restando saber se o fará ao serviço do Estoril ou de outro clube com outras aspirações.

Read Full Post »

Rudy (ao centro) é um craque do Atlético

No recém-promovido à Liga de Honra, Atlético, actua um “dez”/avançado muito promissor e com condições para ser uma das surpresas na próxima edição do segundo escalão do futebol português: Rudy.

Nascido a 5 de Janeiro de 1989 em Angola, Carlos Wilson Cachicote Rocha “Rudy” passou pelas camadas jovens do Oeiras, Tires e Tourizense, antes de se estrear no futebol sénior em 2008/09, ao serviço do Linda-a-Velha.

As boas exibições ao serviço do clube do campeonato distrital de Lisboa, valeram-lhe uma transferência para o Praiense da II Divisão, clube onde, curiosamente, também só permaneceu uma temporada, marcando apenas um golo em 23 jogos.

Contudo, se o pecúlio de golos foi baixo ao serviço do Praiense, isso não se verificou ao serviço do Atlético, onde, esta temporada, o móvel atacante marcou 10 golos em 37 jogos, sendo peça importantíssima na equipa que assegurou a subida à Liga de Honra.

“Dez” ou avançado-centro que prima pela mobilidade e boa técnica individual

Rudy é um jogador que tanto pode actuar como “dez” como segundo avançado, sendo que as suas características me façam crer que ele rende mais nas costas de um ponta de lança mais fixo, bem ao jeito da forma como João Vieira Pinto actuava atrás de Mário Jardel.

Rápido e raçudo, Rudy é um futebolista muito móvel e com elevada capacidade técnica, sendo fortíssimo nos lances de um contra um e quando parte embalado a caminho da baliza adversária.

Inteligente nas movimentações e com boa capacidade finalizadora, trata-se de um jogador que apenas precisa de maior cultura táctica para atingir um patamar elevadíssimo no espectro do futebol português.

Read Full Post »

Tomané num treino no Sporting

Com a chegada de Paulo Bento ao Sporting Clube de Portugal, algumas foram as experiências feitas pelo actual seleccionador nacional, na procura de elementos que pudessem se revelar mais valias para os leões de Alvalade. Um desses elementos era um jovem ponta de lança, totalmente desconhecido dos amantes do futebol português, chamado Tomané. Essa experiência, apesar da enorme vontade de Paulo Bento em transformá-lo numa referência do ataque verde-e-branco acabou por ser curta e marcada pelo insucesso absoluto…

Chegou à equipa principal do Sporting pela mão de Paulo Bento

António Manuel Nunes Ferreira nasceu a 15 de Janeiro de 1987 e após efectuar o seu percurso nas camadas jovens dos leões, estreou-se na equipa principal do Sportinga 8 de Janeiro de 2006 por intermédio de Paulo Bento, que o utilizou durante 45 minutos numa derrota em Braga, com o Sporting local (2-3).

Três dias depois, Tomané teve nova oportunidade, num jogo da Taça de Portugal diante do Vizela. Titular nessa partida que os verde-e-brancos venceram por 2-1, acabou por sair aos 49 minutos, não tendo impressionado a assistência presente no Estádio de Alvalade, mostrando ser um jogador pouco preparado para jogar na equipa principal do Sporting.

Impôs-se no Tourizense após duas épocas sem sucesso

Nas duas temporadas seguintes, Tomané esteve emprestado ao Barreirense (2006/07) onde não se destacou (17 jogos, 3 golos), tendo passado posteriormente pelo Villarreal, onde também não teve sucesso.

Assim sendo, em 2008/09, Tomané transferiu-se para o Tourizense, onde finalmente encontrou o caminho do sucesso e dos golos, pois, até este momento, já soma 31 golos em 77 jogos, sendo que as épocas de 2008/09 (13 golos) e a actual (14 golos) foram as de maior destaque.

Neste momento, com 24 anos, ainda vai a tempo de provar que pode ser um dos interessantes pontas de lança do futebol português, todavia, dificilmente conseguirá justificar o facto de, um dia, Paulo Bento se ter lembrado de o colocar a actuar na principal equipa do Sporting.

Read Full Post »


Steven Vitória na selecção

Na Liga Orangina, mais concretamente no Estoril-Praia, actua um central imperial no jogo aéreo e que é uma garantia de segurança para a defesa canarinha: Steven Vitória.

Nascido a 11 de Janeiro de 1987 no Canadá, Steven de Sousa Vitória é de origem portuguesa, tendo inclusivamente representado a equipa das quinas nos escalões de sub-19 e sub-20.

A sua carreira desportiva começou no Canadá, ao serviço do Woodbridge Strikers, tendo, em 2005, passado pelos juniores do FC Porto, clube que nunca representou no futebol sénior.

Vários empréstimos sem nunca conseguir um lugar no plantel principal dos dragões

Entre 2006 e 2010, ligado contratualmente aos azuis-e-brancos, o defesa-central esteve emprestado a clubes como o Tourizense (2006/07 – 12 jogos, 1 golo); Olhanense (2007/08 e 2008/09 – 45 jogos, 1 golo); e Sp. Covilhã (2009/10 – 30 jogos, 1 golo) e, apesar de ter conseguido destacar-se, nomeadamente nos algarvios e nos serranos, nunca teve uma oportunidade no FC Porto, tendo terminado o seu vínculo aos portistas em 2010.

Livre para assinar por outro clube, transferiu-se para o Estoril, clube que representa desde a actual temporada e onde se tem assumido como peça importante da defesa canarinha, somando 24 jogos e 1 golo pela equipa estorilista.

Defesa-central muito alto e forte no jogo aéreo

Com 1, 95 metros, Steven Vitória não prima pela velocidade, sendo necessário que actue ao lado de um defesa-central mais rápido que possa dobrá-lo.

Ainda assim, é um jogador que não é facilmente ultrapassável, pois tem boa capacidade posicional e, além disso, dá um excelente contributo em termos de jogo aéreo, onde é quase insuperável.

Para equipas com baixa estatura e que sofrem com lances pelo ar, trata-se de um jogador muito importante, tanto para jogar de início, como para entrar, perto do final de um jogo, quando o adversário insiste no chuveirinho para a área.

Read Full Post »