Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Trofense’

Licá tem brilhado no Estoril

Uma das razões para que o Estoril lidere isoladíssimo o campeonato da segunda liga em Portugal é um avançado português que tem marcado golos à catadupa, assumindo-se claramente como homem para outros voos: Licá.

Nascido a 8 de Setembro de 1988 em Castro D’Aire, Luís Carlos Pereira Carneiro “Licá” iniciou a sua carreira no Social Lamas, tendo passado pela Académica, Tourizense e Trofense, antes de se transferir, no último defeso de Verão, para o Estoril.

Até chegar aos canarinhos, o avançado português tinha como melhor registo de golos, seis tentos pelo Tourizense em 2007/08, todavia, esta época, tem destruído todos os recordes, somando catorze golos em todas as competições oficiais disputadas pela equipa que lidera a Liga Orangina.

Avançado rápido e letal

Licá é um ponta de lança de 1,80 metros e 71 quilos que faz da mobilidade, velocidade e frieza na hora de atirar à baliza os seus maiores predicados.

Capaz de deambular por todas as zonas ofensivas, o avançado-centro é evoluído tecnicamente, desenvencilhando-se facilmente dos adversários com dribles bastante efectivos. Depois, na hora do remate, é frio e certeiro e raramente desperdiça a oportunidade.

Pelas suas características, também pode actuar descaído para a direita como falso extremo-direito, fazendo, dessa forma, constantes diagonais para o centro para aplicar o seu certeiro pontapé.

Em suma, trata-se de um enorme talento que, por certo, jogará no principal escalão português na próxima temporada desportiva, restando saber se o fará ao serviço do Estoril ou de outro clube com outras aspirações.

Read Full Post »


Tito (à esq.) num duelo com o Gondomar

No Varzim actua, desde 2004, um médio-defensivo de grande pulmão e que se assume como a alma do meio-campo poveiro, falo, obviamente, de Tito.

Nascido a 19 de Novembro de 1980, Bruno Miguel Areias de Sousa “Tito”, foi formado nas escolas do Varzim, ainda que os seus primeiros passos no futebol profissional tenham sido feitos ao serviço de clubes como o Trofense, Marinhais e Famalicão.

Regressou ao Varzim em 2004

No início da temporada 2004/05, Tito regressou ao Varzim e rapidamente pegou de estaca no meio-campo defensivo dos poveiros. Titular absoluto, Tito já soma 165 jogos (2 golos) ao serviço do Varzim, tendo sido peça fundamental de uma equipa que, desde 2003/04, tenta, sem sucesso, o regresso ao principal escalão do futebol português.

Médio-defensivo incansável

Com 1,75 cm e 77 kg, Tito é um médio-centro bastante inteligente em termos posicionais e que recupera bastantes bolas, sendo conhecido por ser dotado de um grande pulmão que lhe permite jogar sempre em alta rotação.

Pouco indicado para missões mais ofensivas, é um jogador ideal para ser o elemento mais recuado do meio-campo num 4-3-3 ou 4-4-2 losango, podendo, também, formar um duplo-pivot com um jogador de perfil mais ofensivo num 4-4-2 clássico.

Neste momento, com 30 anos, ainda acredito que facilmente teria lugar em muitos clubes da principal liga do futebol português.

Read Full Post »

Paim nas camadas jovens do Sporting

Sempre me disseram maravilhas de ti, mesmo muito antes de te ver jogar pela primeira vez. Sempre me falaram da forma positiva como encaravas o jogo, a jogada, o adversário. Sempre me disseram que eras o maior talento da tua geração e, talvez, da década.

Obviamente que, até confirmarmos no terreno, duvidamos e pensamos que estão a exagerar. No entanto, após te ver a primeira vez com a bola nos pés, estávamos em 2004 ou 2005, percebi que tudo o que diziam era verdade e que, na realidade, podias ser um fenómeno. A partir daí, tudo passou a fazer sentido, até a arriscada frase de Cristiano Ronaldo “Se acham que eu sou bom, esperem até ver Fábio Paim“.

A partir de um certo momento, todas as pré-épocas esperei que pudesses dar o salto e chegar à equipa principal do Sporting. Mesmo com 18 anos, pensei que pudesses encaixar no plantel de José Peseiro, no rescaldo daquela época em que os leões podiam ter ganho tudo e nada venceram.

Mas os anos passaram e os empréstimos sucederam-se: Ol. Moscavide, Trofense, Paços de Ferreira… Infelizmente, não te destacavas, não explodias, parecia sempre faltar alguma coisa. Foste para o Chelsea e pensei que os ares ingleses te iriam fazer bem, que irias crescer, explodir e que a tua magia iria, finalmente, atingir os palcos que merece. Infelizmente, foi mais uma desilusão.

Dizem-me que não tens cabeça, que és frágil psicologicamente e que te julgas melhor do que realmente és. Dizem-me que não te esforças e que só queres noite, carros e miúdas. Dizem-me que nunca irás ser nada e que nunca vais passar do Real Massamá, que, por incrível que pareça é onde estás agora.

Ainda assim, gosto de me cingir ao teu talento e a tudo que um dia vi e me fascinou. Quero acreditar que ainda podes dar a volta por cima e seres um jogador de topo. Talvez já não vás a tempo de ser o Cristiano Ronaldo, mas, aos 22 anos, ainda tens muito para mostrar e dar ao futebol.

Cabe agora a ti dares o passo em frente e encarares o futuro com trabalho, humildade e optimismo. Se o fizeres, tenho a certeza que tu e todos os que gostam de futebol vão ficar felizes.

Read Full Post »