Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘Liga Holandesa’

Kramer tem excelente relação com o golo

Kramer tem excelente relação com o golo

Tendo apontado 17 golos na última edição da Eredivisie, Michiel Kramer foi uma das grandes figuras do principal campeonato holandês, brilhando com a camisola do ADO Den Haag e, acima de tudo, mostrando capacidade para dar o salto para outro patamar competitivo.

Trata-se de um futebolista nascido a 3 de Dezembro de 1988 em Roterdão, Holanda, e que se estreou profissionalmente no NAC Breda, clube pelo qual somou 13 jogos oficiais em 2008/09.

Consolidou-se na Segunda Divisão

No Verão de 2009, porém, o ponta de lança iria dar um passo atrás, rumando à Segunda Divisão holandesa e ao Volendam, clube onde permaneceria nas quatro épocas seguintes, com a última das mesmas a apresentar-se como a da sua explosão definitiva.

Afinal, nessa campanha de 2012/13, Michiel Kramer somou 22 golos em 36 jogos oficiais, algo que lhe garantiu o passaporte para o regresso ao principal escalão dos Países Baixos, agora pela porta do ADO Den Haag.

A crescer em Haia

Aí, na cidade que é sede do governo holandês, o ponta de lança tem vivido um claro crescimento, que é bem patente nos números que apresenta no ADO.

Em 2013/14, por exemplo, o atacante holandês ficou-se pelos sete golos em 26 jogos, mas, na temporada que agora terminou, alcançou mesmo os 17 golos em 32 jogos, algo que lhe permitiu ser o terceiro melhor marcador da Eredivisie, ex aequo com de Leeuw (Groningen) e apenas abaixo de Luuk de Jong (PSV), que marcou 20 golos, e Memphis Depay (PSV), que alcançou os 22 tentos.

Excelente sentido de baliza

Michiel Kramer é um jogador com todas as características para ser uma verdadeira referência na área, uma vez que mede 195 cm e pesa 80 kg, algo que lhe permite dar imenso trabalho às defesas-contrarias, que vivem em constante desgaste nos duelos com o ponta de lança.

Ainda assim, a sua enorme estatura não o prejudica em demasia em termos de velocidade e técnica individual, onde o holandês até se apresenta competente, sendo de destacar igualmente a inteligência como o atacante sabe jogar na linha do fora de jogo.

De realçar igualmente a excelente relação que Michiel Kramer tem com o golo, sendo que o ponta de lança parece sempre aparecer no sítio certo para facturar e apresenta igualmente uma grande eficácia na finalização, especialmente com o seu pé direito.

Read Full Post »

Aos 17 anos, Ould Chikh já actua nos seniores do Twente

Com 17 anos, Ould-Chikh já actua nos seniores do Twente

Um dos mais promissores extremos da Eredivisie holandesa é Bilal Ould-Chikh, jovem de apenas 17 anos que vai evoluindo no Twente e que hoje foi colocado na rota de FC Porto e Benfica pelo site “goal.com”.

Apesar de ter ascendência marroquina, o futebolista já nasceu na Holanda, em Roosendaal, a 28 de Julho de 1997, sendo inclusivamente internacional holandês nos escalões de sub-15, sub-17 e sub-19.

Estreou-se profissionalmente aos 16 anos

Verdadeiro prodígio do futebol “laranja”, Bilal Ould-Chikh estreou-se no futebol sénior a 3 de Maio de 2014, numa igualdade entre o Twente e o Zwolle (2-2), isto numa altura em que contava apenas com 16 anos de idade.

Já na actual campanha, com 17 anos, o internacional sub-19 holandês ganhou mesmo algum espaço entre a principal equipa do Twente, somando neste momento 19 jogos e um golo pelo emblema de Enschede.

Potencial gigantesco

Bilal Ould-Chikh é um extremo que pode actuar em qualquer um dos flancos, ainda que seja preferível que seja colocado no lado direito do ataque, uma vez que se trata de um futebolista esquerdino, mas que privilegia bastante os movimentos interiores na procura de zonas centrais.

Como principais pontos fortes do jovem holandês podemos destacar a sua velocidade, explosão, técnica individual, meia-distância e capacidade de drible, características que fazem de Ould-Chikh um jogador fortíssimo em lances de um contra um e com potencial para ser um extremo de classe mundial.

Para ter condições de atingir esse patamar, ainda assim, existem naturalmente aspectos em que terá de evoluir, nomeadamente ao nível da tomada de decisão, que nem sempre é a mais acertada, assim como no posicionamento e na excessiva confiança com que aborda alguns lances.

Read Full Post »

Bas Dost é um gigante goleador

No Heerenveen que está a fazer uma excelente Liga Holandesa, encontrando-se a apenas quatro pontos do primeiro lugar, destaca-se um ponta de lança gigante e matador: Bas Dost.

Nascido a 31 de Maio de 1989 em Deventer, Holanda, Bas Dost é um produto das escolas do CVV Germanicus e do FC Emmen, tendo se estreado profissionalmente no FC Emmen em 2007/08.

Nesse clube do segundo escalão holandês, o ponta de lança marcou seis golos em vinte e três jogos, garantindo, no final da temporada, uma transferência para o Heracles Almelo.

A assumir-se como goleador na Eredivisie

Na época de estreia na Eredivisie, Bas Dost marcou apenas 3 golos em 27 jogos, todavia, em 2009/10, o ponta de lança destacou-se no Heracles, apontando 14 tentos e garantindo uma transferência para o mais emblemático Heerenveen.

No Heerenveen, o atacante começou por marcar 13 golos na época transacta, todavia, em 2011/12, explodiu definitivamente no espectro futebolístico holandês, pois, a seis jornadas do final do campeonato, já leva 25 golos, sendo, neste momento, o melhor marcador do campeonato holandês de futebol.

Ponta de lança alto, esguio e… matador

Bas Dost é um goleador de 1,96 metros (sim, leram bem…) que, pela sua altura, é naturalmente forte no jogo de cabeça, parecendo, muitas vezes, que é impossível impedir o seu cabeceamento fatal.

Não sendo rápido nem propriamente dotado tecnicamente, o avançado holandês tem um assinalável faro de golo, sabendo se movimentar em zonas de tiro e aparecer sempre na altura certa para o disparo fatal.

Pelas suas características, adapta-se perfeitamente a um sistema só com um ponta de lança, exigindo, porém, que todo o jogo da sua equipa funcione a seu favor. Ou seja, que o conjunto o utilize como referência final de (quase) todas as acções atacantes.

Neste momento, com 22 anos, trata-se um ponta de lança que devia merecer a atenção de olheiros portugueses interessados num goleador puro.

Read Full Post »

Mike com a camisola nipónica

Apesar do nome holandês e de actuar na Liga Holandesa, Mike Havenaar é um poderoso ponta de lança que, além de brilhar com a camisola do Vitesse, também é uma das principais figuras da selecção do Japão, sendo já uma certeza da equipa nipónica.

Nascido a 20 de Maio de 1987 em Hiroshima, Japão, Mike Havenaar é filho de dois holandeses que emigraram para o Japão em virtude do pai de Mike ter ido jogar futebol para aquele país asiático.

Integrado nas camadas jovens do Sapporo FC, Consadole Sapporo e Yokohama F Marinos, Mike Havenaar estreou-se profissionalmente ao serviço do Yokohama F Marinos em 2006, ainda que não tenha conseguido se impor no famoso clube japonês.

Muitos golos no Japão renderam-lhe transferência para o Vitesse

Depois de duas temporadas com pouco sucesso no clube de Yokohama, o atacante foi emprestado a Avispa Fukuoka em 2008, tendo apontado 7 golos em 26 jogos.

Na temporada seguinte, o ponta de lança nipónico foi cedido ao Sagan Tosu, sendo que aí o sucesso foi ainda mais pronunciado, pois Mike Havenaar marcou 17 golos em 35 jogos, garantindo uma transferência definitiva para o Ventforet Kofu no final da temporada.

Em 2010, ao serviço do clube de Kofu, o avançado marcou 20 golos em 32 jogos, sendo peça fundamental na subida do clube à J-League, divisão que o Ventforet apenas disputaria por uma temporada, pois a equipa acabou por descer em 2011, apesar dos 17 golos em 31 partidas de Mike Havenaar.

A 21 de Dezembro de 2011, no rescaldo da descida do Ventforet, Mike Havenaar mudou-se para o país de origem dos seus país, transferindo-se para o Vitesse. No clube de Arnhem, o atacante ainda passa por uma fase de adaptação, todavia, já marcou quatro golos em nove partidas.

Ponta de lança alto e posicional

Mike Havenaar é um internacional japonês de 1,94 metros, que actua como “target man”, surgindo como referência do jogo ofensivo das equipas onde joga. 

Naturalmente pouco rápido, o avançado do Vitesse é bom tecnicamente e é muito inteligente a posicionar-se na área, sabendo arrastar os defesas para abrir espaços para os companheiros ou fugir às marcações para garantir boas ocasiões de finalização.

Letal tanto de cabeça como com os pés, trata-se, assim, de um ponta de lança muito completo, que tanto pode ser usado sozinho num esquema só com um ponta de lança, mas que, pela sua capacidade de combinar com os companheiros, também pode actuar ao lado de um jogador mais móvel num sistema com dois avançados.

Read Full Post »

Marc Janko é um goleador e um vencedor nato

A caminho do FC Porto está um ponta de lança matador de nacionalidade austríaca que, por certo, será um excelente reforço dos dragões para a segunda metade da época: Marc Janko.

Nascido a 25 de Junho de 1983 em Viena, Áustria, Marc Janko iniciou a sua carreira no Admira Wacker, clube que representou desde as camadas jovens até aos primeiros passos no futebol sénior.

Em 2005, todavia, o internacional austríaco haveria de se transferir para o Red Bull Salzburgo, clube onde iria explodir definitivamente no contexto futebolístico europeu. De facto, no clube da cidade onde nasceu Mozart, Janko haveria de permanecer até 2010, marcando 81 golos em 112 jogos, destacando-se a temporada de 2008/09, quando fez 40 golos em 36 partidas.

Não perdeu o faro goleador na Holanda

No defeso de 2010/11, já com três campeonatos austríacos no bolso, Marc Janko preferiu mudar de ares e abraçar uma outra experiência no futebol europeu, transferindo-se para a Holanda e para o FC Twente.

No clube de Enschede, o internacional austríaco haveria de continuar um avançado prolífico, tendo marcado 34 golos nos 65 jogos que disputou na última época e meia, sendo figura de proa da equipa do FC Twente que, na temporada passada, conquistou a Taça da Holanda.

Puro ponta de lança de último toque

Marc Janko é um avançado internacional austríaco (24 jogos, 9 golos) de 1,96 metros de altura e que tem como principal predicado ser um finalizador nato que está sempre no sítio certo para facturar.

Não sendo rápido e tendo uma técnica apenas mediana, o ponta de lança compensa essas lacunas por ser um jogador com uma noção perfeita de onde se deve movimentar para depois aparecer em zona privilegiada para a finalização, fazendo-o de forma fria e objectiva.

Goleador nato, trata-se de um avançado-centro letal, sendo eficaz tanto com os pés como com a cabeça e ideal para um esquema 4x3x3, onde a equipa não viva obcecada em jogar para o austríaco, mas procure-o muitas vezes como referência e destino do futebol ofensivo.

Read Full Post »

Labyad com a camisola do PSV

Diz-se que  o Sporting já terá acordado a contratação de um jogador para a temporada 2012/13, trata-se do talentoso extremo marroquino de origem holandesa: Zakaria Labyad.

Nascido a 9 de Março de 1993 em Utrecht, Holanda, Zakaria Labyad é um produto das escolas do PSV Eindhoven, tendo se estreado profissionalmente naquele clube dos Países Baixos no dia 25 de Fevereiro de 2010. num jogo diante do Hamburgo a contar para a Liga Europa.

No cômputo das temporadas de 2009/10 e 2010/11, um muito jovem Labyad apenas fez 16 jogos e marcou três golos pelo clube da Phillips, todavia, na actual temporada, o jogador que escolheu representar o país de origem dos seus pais já leva os mesmos 19 jogos e 7 golos, assumindo-se como a grande promessa do PSV. Essas boas exibições chamaram a atenção de vários clubes europeus no seu concurso e, supostamente, o Sporting já terá chegado a acordo com o marroquino para a temporada 2012/13.

Extremo veloz e talentoso que também pode jogar a “dez”

Zakaria Labyad é preferencialmente um extremo-direito, ainda que também possa jogar no flanco oposto ou, inclusivamente, como médio-ofensivo. Ainda assim, é encostado à direita que o marroquino faz mais mossa nas defesas contrárias, usando preferencialmente a sua enorme velocidade e boa técnica individual.

Com boa capacidade finalizadora e exímio na marcação de livres directos, Labyad entusiasma as bancadas e surpreende os adeptos por aos 18 anos já ser um jogador sem medo de enfrentar o jogo e o adversário.

Apesar de tudo, trata-se de um diamante que ainda tem de ser lapidado, podendo, contudo, chegar muito alto no Mundo do futebol caso continue a evoluir como tem feito até este momento.

Read Full Post »

Gerndt festeja golo pelo HIF

No FC Utrecht da Liga Holandesa, actua um avançado sueco com grande talento e sentido de baliza que se sagrou o melhor marcador do campeonato do seu país em 2010: Alexander Gerndt.

Nascido a 14 de Julho de 1986 em Visby, Suécia, Alexander Gerndt iniciou a sua carreira futebolística no modesto Visby IF, onde, entre 2004 e 2006, apontou nove golos em trinta e nove partidas. Essas boas exibições ao serviço do clube da ilha de Gotland valeram-lhe uma transferência para o bem mais conhecido AIK Estocolmo, onde, contudo, não se conseguiu impor, não conseguindo fazer qualquer tento nos cinco jogos que efectuou pela equipa da capital sueca.

Demorou a explodir no Gefle 

Ao não se impor no AIK, o clube de Estocolmo preferiu emprestá-lo ao modesto IK Sirius, que representou com sucesso durante a primeira metade da temporada de 2008, marcando seis golos em catorze jogos.

Essas exibições valeram-lhe uma transferência na abertura de transferências do Verão de 2008 para o Gefle, onde pouco brilhou durante a primeira época e meia, não marcando mais que três golos.

Contudo, a época de 2010 haveria de ser uma temporada de transição para o atacante sueco, pois este haveria de fazer uma campanha de sonho. De facto, durante a primeira metade da época, Gerndt marcou oito golos em catorze jogos pelo Gefle, tendo, a meio da temporada, trocado essa equipa por outro clube mais emblemático do futebol sueco, o Helsingborgs.

Ano de luxo no Helsingborgs valeu-lhe transferência para a Eredivisie

No clube conhecido pelas iniciais de HIF, haveria de marcar 12 golos em 15 jogos até final da temporada de 2010, sagrando-se melhor marcador do campeonato sueco (20 golos) e jogador do ano dessa mesma liga.

Em 2011, haveria de continuar numa toada exibicional muito elevada e, assim, os responsáveis do clube sueco perceberam que seria impossível segurar o internacional sueco.

Assim sendo, no último Verão, Gerndt transferiu-se para os holandeses do FC Utrecht, onde ainda procura se assumir como o goleador de créditos firmados que deixou a sua Suécia natal, pois ainda só marcou um golo em nove partidas.

Avançado temível nas bolas paradas

Alexander Gerndt é um avançado que joga preferencialmente no centro do ataque, mas também pode ser adaptado ao lado direito do ataque sem qualquer problema. Em termos tácticos, é ideal para jogar no centro num 4x4x2, mas talvez se adapte melhor a falso extremo se o esquema preferencial for o 4x3x3 ou o 4x2x3x1.

Rápido, bom tecnicamente e muito inteligente nas movimentações, é um ponta de lança que se desmarca muito bem e aparece com facilidade na zona de tiro, onde prima pela frieza e pela potência do seu pontapé.

Outra característica do internacional sueco é a qualidade nos lances de bola parada, pois é um exímio marcador de livres, tanto em jeito como em força, tornando-se uma clara mais valia nesse capítulo específico do jogo.

Para além de tudo isto, trata-se de um jogador muito trabalhador e raçudo, o que faz do avançado de 25 anos num elemento que encaixava na perfeição no plantel de um clube português de ambições europeias.

Read Full Post »

Older Posts »