Feeds:
Artigos
Comentários

Archive for Março, 2010

Miccoli faz o segundo no Liverpool-Benfica (05/06)

Amanhã, pelas 20h05 (adoro o facto de o jogo não começar às 20h), voltam as grandes noites europeias ao Estádio da Luz. Desde a época 2005-2006 que não sentia o nervosismo, a ansiedade, a motivação e o desejo de ver o Benfica num grande jogo Europeu.

Nessa época, com uma equipa de qualidade bastante inferior à actual, que realizou uma época decepcionante a nível interno, tivemos o prazer de ver o SLB a derrotar o Manchester United, o Liverpool e a dar luta ao todo poderoso Barcelona de Ronaldinho, Deco, Eto’o, Xavi e companhia, que viria a sagrar-se campeão europeu numa final frente ao Arsenal.

Ajudámos a eliminar o Manchester United na fase de grupos da Champions. A equipa inglesa não estava muito forte, mas tinha Ronaldo, Giggs, Scholes, entre outros. O sorteio dos oitavos de final determinou nova viagem à terra dos bifes, agora à cidade dos Beatles, para defrontar o Liverpool. O confronto com esta equipa foi um “verdadeiro” duelo europeu. Duas grandes noites de futebol.

No estádio da Luz, o Benfica teve um jogo bastante difícil e previa-se um empate a zero. Contudo, nos últimos minutos na marcação de um livre à entrada na área, descaído para a direita, Petit, o “Pitbull”, mete a bola na cabeça de Luisão, o “ET”, e este coloca o Benfica à frente na eliminatória. Apesar da vitória, o Liverpool continuava a ser dado como favorito.

Na segunda-mão, em Anfield Road, o Benfica saiu do estádio aplaudido de pé por todos os adeptos do Liverpool. Num jogo muito difícil, com grande pressão do Liverpool, o Benfica soube gerir bem o jogo e utilizar o contra-ataque. Na primeira parte, Simão Sabrosa marcou um golão, num disparo de fora de área: Um míssil que só parou no fundo das redes de Reina. Na segunda-parte, “Rato” Miccoli num pontapé acrobático fez o 2-0. Benfica vencia num estádio mítico, e tinha como próxima adversário o grande favorito à vitória final, o Barcelona de Ronaldinho.

Na eliminatória com o Barcelona, o Benfica começou por empatar a zero em casa. Na segunda-mão todos pensavam que o Barcelona ia golear este Benfica. O Barcelona ganhou por 2-0, mas nunca me vou esquecer daquele lance em que o Simão, na segunda-parte, com o jogo em 1-0, falha um golo quase feito. Era o empate que nos dava a qualificação para as meias-finais. Apesar de sermos muito mais fracos, faltou-nos apenas um bocadinho assim.

Os jogos europeus são os jogos dos sonhos, da ilusão, onde tudo é possível! Os jogos europeus são como uma mulher linda: ficas nervoso, ansioso, mas não voltas atrás, pois sabes que tudo é possível, que vais dar o máximo, que vais sonhar e que no final esperas ganhar.

O futebol é isto: paixão, sonho, e acreditar que é possível tocar o céu. Eu acredito, apesar da maldição de Béla Guttmann (ele falou de Taça dos Campeões, não da Liga Europa – Euroliga na língua de Jesus).

Força Benfica!

Nota:

Canto marcado à maneira curta, Carlos Martins centra para a área, Javi Garcia cabeceia, Luisão encolhe-se mas a bola vai contra ele, e no ressalto Luisão fuzila Eduardo. GOLO do Benfica!

O Benfica ganhou a primeira de 6 finais até ao final do campeonato. 6 finais para gerir 6 pontos de vantagem, o que parece fácil, mas poderá ser bastante difícil. Não podemos esquecer que duas das finais serão contra o Sporting e o Porto.

Anúncios

Read Full Post »

Pantilimon diante do Shakhtar

No FC Timisoara joga um dos mais promissores guarda-redes da actualidade: Costel Pantilimon. O atleta romeno tem apenas 23 anos, mas já conseguiu garantir a titularidade tanto no clube romeno como, até, na selecção da Roménia, tornando-se num imprescindível de Razvan Lucescu. 

Tornou-se célebre numa eliminatória da Liga dos Campeões diante do Shakhtar Donetsk, em que foi ajudou (e muito) o FC Timisoara a levar de vencida a equipa ucraniana.

Autêntico gigante (2,03 metros), é imperial no jogo aéreo, mas também mostra reflexos apurados. Um daqueles guarda-redes que parece ocupar toda a baliza e torná-la bastante mais pequena.

Apesar de muito jovem, já é observado por clubes como o Internazionale e o Manchester United e pensa-se que não tardará em dar o salto para um campeonato mais forte do futebol europeu.

Um talento para descobrirem num jogo da selecção romena ou do FC Timisoara.

Read Full Post »

A AS Roma venceu o Inter no Olímpico de Roma e colocou-se a apenas um ponto da equipa de Mourinho na Liga Italiana. A equipa interista continua, assim, a demonstrar não estar a passar um grande momento de forma; Em Espanha, Real Madrid e Barça continuam colados na liderança. Os madrilenos venceram, em casa, o Atl. Madrid por três bolas a duas, enquanto os catalães venceram, fora, o Maiorca (1-0); Na Premier League, o Manchester United goleou em Bolton (4-0) e continua com um ponto de vantagem sobre o Chelsea que esmagou, em casa, o Aston Villa (7-1).

Liga Italiana – AS Roma vence Inter e coloca Série A ao rubro

O Inter deslocou-se ao Olímpico de Roma com quatro pontos de vantagem sobre os romanos e esperava, pelo menos, manter a diferença. Infelizmente para a equipa de Mourinho o jogo não lhes correu da melhor forma e acabaram derrotados (1-2) num jogo repleto de brindes e em que Lúcio não esteve particularmente bem. De Rossi (16′) abriu o activo para a Roma; Milito (66′) ainda empatou, mas Luca Toni (73′) deu a vitória à equipa da capital. Por outro lado, o Milan podia ficar igualmente a um ponto do Inter caso vencesse a Lázio, em casa. Todavia, a equipa de Leonardo acabou por empatar (1-1) e ficou, assim, em terceiro a três pontos do Internazionale.

Liga Espanhola – Real Madrid e Barça não vacilam

O derbi de Madrid era muito mais importante para o Real que para o Atlético. Ainda assim, esperava-se que os comandados de Quique Flores proporcionassem uma noite difícil à equipa de Cristiano Ronaldo e assim foi. Aos 10 minutos, Reyes colocou mesmo o Atlético em vantagem e pensou-se que pudesse ser a primeira vitória da equipa de Simão sobre o Real em onze anos. Porém, o Real Madrid soube dar a volta e passou de 0-1 para 3-1 com golos de Xabi Alonso, Arbeloa e Higuaín. Fórlan ainda reduziu, mas não conseguiu impedir a derrota do Atl. Madrid (2-3). Por outro lado, em Maiorca, o Barça sofreu, mas Ibrahimovic resolveu, marcando o único golo da vitória do Barça (1-0). Madrilenos e catalães continuam, assim, colados na liderança da La Liga.

Liga Inglesa – Manchester United e Chelsea goleam

As duas equipas da frente da Premier League não deram qualquer hipótese aos seus adversários nos jogos da Jornada 32. O líder Manchester United deslocou-se a Bolton e venceu por quatro bolas a zero, enquanto o Chelsea, inspirado por um poker de Lampard, venceu, em casa, o Aston Villa por sete bolas a uma. Assim sendo, o Manchester United continua a liderar o campeonato com mais um ponto que o Chelsea (2º) e quatro que o Arsenal (3º), que, em Birmingham, não foi além de um empate a uma bola.

Liga Alemã – Estugarda vence em Munique e Schalke 04 é novo líder

O Schalke 04 venceu em Leverkusen (2-0) e beneficiou do desaire caseiro do Bayern diante do Estugarda (1-2) para se colocar na liderança da Bundesliga. O agora líder do campeonato alemão beneficiou do grande momento de forma do internacional alemão Kuranyi que bisou. Assim sendo, o Schalke 04 tem agora mais dois pontos que o Bayern (2º) e cinco que o Leverkusen (3º).

Outras Ligas – Bordéus continua líder da Ligue 1 mesmo sem jogar

Na Ligue 1, Montpellier perdeu (1-4) em Lille e o Auxerre empatou em Monaco (0-0). Assim sendo, o Bordéus, que tem menos dois jogos, continua na liderança com os mesmos pontos de Montpellier e Auxerre; Na Holanda, o Twente ganhou três a zero ao Sparta de Roterdão e continua com mais quatro pontos que o Ajax (venceu o Groningen por 3-0) e cinco que o PSV (venceu em Venlo por 4-2); Na Grécia o PAOK perdeu em Larissa (1-2) e ficou definitivamente afastado do título. O campeonato grego deverá, assim, ser ganho pelo Panathinaikos que venceu, fora, o Atromitos (3-0) e, a duas jornadas do fim, está a um empate do título.

Read Full Post »

Uma imagem rara: Mahon a festejar um golo

Chegou ao Sporting no início da época 2000/01 como um promissor médio esquerdo internacional irlandês. Curiosamente, veio a custo zero e o seu rendimento desportivo nos leões foi proporcional, pois resumiu-se a ser suplente utilizado num jogo no Santiago Bernabéu, diante do Real Madrid, que o Sporting perdeu por 4-0 e, também, num jogo do campeonato nacional.

Assim sendo, foi sem surpresa que, em Dezembro, o Sporting colocou o “fantasista” irlandês a andar dali para fora. Surpreendentemente o Blackburn Rovers recebeu-o de braços abertos por empréstimo e até o utilizou por 18 vezes até ao final da época. No entanto, boquiabertos devem ter ficado os responsáveis leoninos quando o clube inglês avançou para a contratação definitiva do Alan, no final da época, por 2,5 milhões de euros.

Após esse momento, as carreiras de Sporting e Alan Mahon desencontraram-se. O dinheiro da venda do irlandês deu jeito ao Sporting para a contratação de Mário Jardel, enquanto o pobre Mahon caía em desgraça em Blackburn e era emprestado a clubes como o Cardiff City ou o Ipswich Town.

Posteriormente, o ala esquerdo ainda tentou relançar a carreira no Wigan Athletic e no Burnley, mas depois de bons inícios acabou sempre por desiludir e acabar emprestado a clubes mais pequenos.

Neste momento, aos 31 anos, e cansado de estar sempre a ser emprestado, foi jogar para o Tranmere Rovers, da League One (uma espécie de II divisão de Inglaterra). Até este momento, o internacional irlandês (sim é verdade ele conseguiu jogar pela selecção) é titularíssimo e deve mostrar aos seus colegas as fotos dele ao lado de João Pinto e P. Schmeichel, insistindo que não se tratam de montagens.

Read Full Post »

Um golo feliz de Luisão já nos descontos do primeiro tempo permitiu ao Benfica vencer o Braga e ficar com seis pontos de avanço em relação aos bracarenses. Ainda assim, os encarnados não conseguiram o seu segundo objectivo, a vantagem no confronto directo. A correr (muito) por fora, mas cheio de dignidade, o FC Porto foi ao Restelo vencer (3-0) e continua a onze pontos das águias.

 

Benfica 1-0 Sp. Braga

Encarnados e bracarenses sentiram a importância do encontro e notou-se que, no início do jogo, ninguém ia arriscar. Como tal, as equipas expunham-se pouco e, apesar do Benfica, ter mais posse de bola e algum domínio territorial, os ataques eram sempre pela certa. Assim sendo, a primeira parte resume-se a um falhanço de Saviola isolado perante Eduardo e a um golo de Luisão, pleno de felicidade, após um ressalto da grande área.

Na segunda parte, o teor do jogo não se alterou e o Benfica foi sempre mais perigoso. Nesse capítulo, destaque negativo para Cardozo que, desinspirado, falhou várias vezes o que raramente falha. Ainda assim, o Braga também teve uma excelente oportunidade quando Moisés, de cabeça, errou o alvo por centímetros.

No cômputo geral, a vitória do Benfica é justa perante um Sp. Braga que se bateu muito bem e provou que o segundo lugar não é obra do acaso. Excelente arbitragem de Pedro Proença.

Belenenses 0-3 FC Porto

No rescaldo da redução da pena de Hulk, o avançado brasileiro jogou de raiva e esteve nos três golos do FC Porto na deslocação ao Restelo. Aos 40 minutos, cruzou para a cabeça de Rolando, para o 1-0; Dez minutos mais tarde, em lance individual concluído com remate poderoso fez o segundo tento; E, aos 83 minutos, fez passe milimétrico para Falcao fechar a contagem (3-0). Vitória justíssima dos dragões que, neste momento, estão a apenas cinco pontos do Braga (2º). O Belenenses, esse, caminha a passos largos para a Liga Vitalis.

Marítimo 3-2 Sporting

Os leões, desfalcados e com um onze muito questionável de Carlos Carvalhal, foram à Madeira perder (2-3) com o Marítimo. A equipa leonina com João Pereira a meio campo e, até, em bom plano, chegou ao intervalo com uma igualdade a um tento com golo do ex-bracarense. Ainda assim, na segunda metade o Marítimo foi superior e venceu, com toda a justiça, por três bolas a duas. Destaque para o francês Sinama-Pongolle que se estreou a marcar…nas duas balizas.

V. Guimarães 1-0 Académica

Um golo de Rui Miguel, já perto do final do encontro, permitiu aos vimarenenses vencerem a Académica e continuarem a lutar pelo quarto lugar. Tratou-se de um jogo difícil para o V. Guimarães, mas os minhotos foram sempre mais perigosos e a sua vitória não merece contestação. Os vimaranenses estão, agora, a apenas dois pontos do Sporting (4º).

 

Nos outros jogos, destaque para a goleada que o Olhanense aplicou ao Rio Ave (5-1) em Vila do Conde. Um resultado que aproxima os algarvios da manutenção; Por outro lado, nessa mesma luta, o Leixões venceu a Naval (1-0) e o V. Setúbal venceu o Nacional (2-1). Assim sendo, os sadinos e algarvios têm uma vantagem de cinco pontos sobre a primeira equipa abaixo da linha de água, precisamente o Leixões.

Por fim, no outro jogo da ronda 24, o U. Leiria recebeu e venceu o Paços de Ferreira (2-1) e continua a acalentar o sonho europeu. 

Read Full Post »

Apesar de ser um treinador bastante questionável, Maradona também tem feito algumas medidas positivas na selecção argentina e uma delas foi a chamada de Nicolás Otamendi.

O central de apenas 22 anos está a demonstrar ser um dos jogadores mais promissores do futebol argentino e já é titularíssimo no centro da defesa do Velez Sarsfield. Nesse clube, desde 2008, já fez 34 jogos e 1 golo.

Otamendi é um central rápido, forte físicamente, muito lutador e joga muito bem de cabeça. Trata-se do puro central de marcação antes quebrar que torcer da América do Sul.

Provavelmente, neste verão, irá com a selecção argentina ao Mundial 2010 e o seu preço irá disparar. Na minha opinião, esta seria a melhor altura para o contratar e ficar com um activo com tendência para valorizar no futuro recente.

Se duvidam, vejam o seu desempenho diante do Brasil e confirmem a minha tese

Read Full Post »

Antes de mais, devo admitir que sempre simpatizei com o ex-presidente da Liga de Clubes. Gostava de ver que ele acreditava no potencial do nosso futebol e, principalmente, do facto de ele fazer alguma coisa para melhorar o desporto rei nacional.

Hermínio Loureiro criou a Taça da Liga. Uma competição que não é perfeira em termos de modelo competitivo, mas que, na verdade, trouxe muito mais coisas positivas que negativas:

  • Após a medida de diminuir a Liga Sagres de 18 para 16 equipas, a Taça da Liga veio corrigir a falta de jogos que algumas equipas passaram a fazer e minimizar a diminuição de receitas em função dessas equipas fazerem menos dois jogos em casa durante a época desportiva.
  • A solidariedade na atribuição dos prémios na competição. Uma medida que só benificia a competitividade entre os clubes portugueses.
  • A Taça da Liga permite, ainda, ao haver uma outra competição nacional, uma maior possibilidade de outros clubes ganharem títulos e minimizar-se a ditadura dos três grandes em termos de títulos em Portugal.

No entanto, nem só da Taça da Liga viveu o ligado de Hermínio Loureiro. O ex-presidente da Liga sempre lutou pela profissionalização da arbitragem e, sinceramente, tenho pena que ele não tenha conseguido finalizar esse seu intento.

Não me esqueço que também foi com ele que se concluiu o “Apito Dourado” e que, finalmente, alguém foi realmente castigado por haver corrupção no nosso futebol. Contudo, as penas aplicadas a Boavista e FC Porto criaram uma cisão entre a Liga e certos poderes instituidos e isso iria minar invariavelmente o seu trabalho.

Infelizmente, a falta de ligação entre a Liga e FPF, que resultou na redução do castigo de Hulk e Sapunaru de muitos meses para poucos jogos, foi a gota de água para Hermínio. Este não podia pactuar com tamanho descrédito perante a Liga de Clubes e achou por bem bater com a porta.

Não teve, assim, tempo para implementar medidas para aumentar as assistências na Liga Sagres e, ainda, para criar uma lei que limitasse a dois mandatos os presidentes dos orgãos. Ainda assim, por tudo o que Hermínio Loureiro fez e por tudo o que criou bases para ser feito, merece o nosso obrigado.

Read Full Post »

Older Posts »